Weidman em busca da redenção e promessas brasileiras são atrações do UFC Long Island

UFC Long Island acontece neste sábado (22) (Foto: Reprodução/Facebook/Montagem SL)

UFC Long Island acontece neste sábado (22) (Foto: Reprodução/Facebook/Montagem SL)

O UFC Long Island, que acontece neste sábado (22), nos Estados Unidos, trás um card recheado de brasileiros e nomes relevantes de diversas categorias, incluindo a participação de um ex-campeão. Na luta mais importante do show, Chris Weidman tenta retornar ao caminho das vitórias contra o jovem Kelvin Gastelum. Vindo de três derrotas consecutivas, o ‘All American’ terá que passar pelo campeão do TUF 17 se ainda quiser ser considerado relevante na divisão que um dia reinou.

Veja Também

Weidman é azarão contra Gastelum (Foto: Reprodução/Facebook UFC)
Weidman e seis brasileiros são azarões no UFC Long Island

thomasalmeida-reproducao-youtube-ufc
Assista, ao vivo, à pesagem do UFC Long Island, com seis brasileiros

No duelo que abre a porção principal, dois jovens promissores atletas do peso galo prometem animar os fãs que gostam de uma boa trocação. Invicto no UFC, Jimmie Rivera enfrenta Thominhas Almeida, considerado uma das principais promessas brasileiras no MMA. Ainda no card principal, Dennis Bermudez e Darren Elkins se encaram pela divisão dos penas, enquanto Patrick Cummins e Gian Villante medem forças na categoria dos meio-pesados.

Além de Thominhas, outros cinco brasileiros marcam presença no card: Elizeu Capoeira, Rafael Natal, Alex Cowboy, Junior Baby e Godofredo Pepey, que enfrentam Lyman Good, Eryk Anders, Ryan LaFlare, Timothy Johnson e Shane Burgos, respectivamente. Curiosamente, todos os lutadores tupiniquins são azarões nas casas de apostas.

Fases opostas 

Weidman (esq) e Gastelum (dir) fazem a luta principal (Foto: Reprodução/Facebook/Montagem SL)

Weidman e Gastelum fazem a luta principal (Foto: Reprodução/Facebook/Montagem SL)

Mundialmente conhecido por bater Anderson Silva duas vezes, Chris Weidman vive um verdadeiro inferno astral. Após três defesas de cinturão contra brasileiros (Anderson, Lyoto Machida e Vitor Belfort, o norte-americano foi destronado ao ser nocauteado por Luke Rockhold, em dezembro de 2015. De lá para cá, sofreu mais dois revés, ambos por nocaute: perdeu para Yoel Romero e Gegard Mousasi. Neste sábado, um quarto tropeço em sequência pode significar o fim da trajetória de Weidman nos médios, uma vez que o próprio lutador já sinalizou uma possível subido para os meio-pesados.

Em fase oposta, Gastelum não perde desde 2015, quando parou em Neil Magny. Desde então, bateu Johny Hendricks (nos meio-médios) por pontos e nocauteou Tim Kennedy e Vitor Belfort, mas viu o triunfo sobre o brasileiro virar no contest após ser flagrado em uma exame antidoping por uso de maconha. Com apenas 25 anos, o produto da Kings MMA quer provar que pode fazer frente à elite dos médios, mesmo sendo consideravelmente baixo para a divisão – tem 1,75m.

Duelo de promessas dos galos 

Thominhas e Rivera brigam pelo topo dos galos (Foto: Reprodução/Facebook/Montagem SL)

Thominhas e Rivera brigam pelo topo dos galos (Foto: Reprodução/Facebook/Montagem SL)

Os resultados e atuações de Thomas Almeida e Jimmie Rivera explicam o motivo pela qual os dois lutadores são considerados reais candidatos ao posto de futuro campeão do peso galo. Jovens, agressivos e com cartéis impressionantes que somam 42 vitórias e somente duas derrotas, a dupla, na teoria, tem tudo para entregar um combate carregado de emoções.

Após sofrer o único revés da carreira diante do atual campeão Cody Garbrandt, Thominhas se recuperou nocauteando o desconhecido Albert Morales no UFC São Paulo, em novembro de 2016. Vale destacar que o atleta da Chute Boxe-SP recebeu bônus de perfomance da noite nos cinco triunfos que conseguiu no Ultimate. Vem outro bônus por aí?

Invicto no UFC, Rivera, número 4 no ranking dos galos, quer engatar a quinta vitória consecutiva para ficar ainda mais perto de uma vaga por uma luta pelo cinturão. Enfrentar atletas brasileiras, inclusive, não é novidade para ele. Só no Ultimate já foram duas vítimas: Pedro Munhoz e Iuri Marajó. Em seu duelo mais recente, bateu o agora aposentado Urijah Faber.

Mais brasileiros em ação

Legião de brasileiros no card preliminar (Foto: Reprodução/Facebook/Montagem SL)

Legião de brasileiros no card preliminar (Foto: Reprodução/Facebook/Montagem SL)

Das nove lutas do card preliminar, cinco trazem brasileiros em ação. O primeiro a subir no octógono será o peso pena Godofredo Pepey, finalista do TUF Brasil 1. Com quatro vitórias nas últimas cinco lutas, o cearense terá dura missão pela frente: tirar a invencibilidade do invicto e perigoso Shane Burgos.

Quem também será testado é o estreante Junior Baby Albini. Embalado por nove triunfos seguidos em competições nacionais, o peso pesado brasileiro vai ter pela frente o experiente Timothy Johnson, 12º no ranking dos pesados. Outro estreante na noite é o norte-americano Eryk Anders, ex-campeão do LFA. Quem dará as boas-vindas ao debutante é Rafael Sapo, mineiro que já soma 16 combates no UFC. Vindo de dois reveses seguidos, Sapo sabe que precisa voltar a ter seu braço levantado para espantar o risco de demissão.

Os outros dois representantes do Brasil se encontram na divisão dos meio-médios. Com seis resultados positivos, dois negativos e uma luta sem resultado, Alex Cowboy precisou de pouco mais de dois anos para saltar do anonimato ao posto de xodó da torcida brasileira. Com vitórias contra nomes como Will Brooks (ex-campeão leve do Bellator) e Tim Means, o carioca enfrenta o casca-grossa Ryan LaFlare, que perdeu apenas para Demian Maia em 14 lutas como profissional. Quem vencer deve garantir um lugar no top 15 da divisão até 77kg.

Por fim, mas não menos importante, está Elizeu Capoeira. Após estrear com derrota, o paranaense se recuperou e já soma dois triunfos na casa. Para dar sequência ao bom momento, ele encara o norte-americano Lyman Good, inativo desde julho de 2015. A peleja fecha a porção preliminar.

UFC Long Island

DATA E HORÁRIO: 22/07/2017, a partir das 17h (horário de Brasília)

LOCAL: Nassau Veterans Memorial Coliseum, Long Island (EUA)

TRANSMISSÃO: Canal Combate

CARD PRINCIPAL

Peso médio: Chris Weidman x Kelvin Gastelum

Peso pena: Dennis Bermudez x Darren Elkins

Peso meio-pesado: Patrick Cummins x Gian Villante

Peso galo: Jimmie Rivera x Thomas Almeida

CARD PRELIMINAR 

Peso meio-médio: Lyman Good x Elizeu Capoeira

Peso médio: Rafael Natal x Eryk Anders

Peso meio-médio: Ryan LaFlare x Alex Cowboy

Peso pesado: Damian Grabowski x Christian Colombo

Peso pena: Kyle Bochniak x Jeremy Kennedy

Peso galo: Brian Kelleher x Marlon Vera

Peso pesado: Timothy Johnson x Junior “Baby” Albini

Peso pena: Shane Burgos x Godofredo Pepey

Peso leve: Frankie Perez x Chris Wade

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *