Brasileiros dominam bônus de performances do UFC Long Island

Good (esq) e Capoeira (dir): luta da noite (Foto: Reprodução Instagram ufc)

Good (esq) e Capoeira (dir): luta da noite (Foto: Reprodução Instagram ufc)

Com seis representantes e três vitórias no UFC Long Island, o Brasil também dominou os bônus de performances do evento deste sávado (22). Todos os prêmios dados pelo Ultimate envolveram algum brazuca. O peso meio-médio Elizeu Capoeira, que venceu Lyman Good na decisão dividida, ganhou, junto do norte-americano, a premiação de Luta da Noite. Já Alex Cowboy e Júnior “Baby” Albini ganharam Performances da Noite por seus nocautes.

Veja Também

Cowboy: segunda vitória seguida  (Foto: Reprodução Instagram ufc_brasil)
Nocautes de Cowboy e Baby marcam porção preliminar do UFC Long Island

Weidman não vencia desde 2015 (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)
Chris Weidman espanta má fase e vence Kelvin Gastelum no UFC Long Island

Os quatro lutadores irão receber US$ 50 mil a mais de bônus em seus salários pelas lutas. Cowboy e Albini tiveram as principais performances entre os brasileiros e conseguiram nocautes brutais nas preliminares sobre Ryan LaFlare e Timothy Johnson, respectivamente. “Baby” fazia sua estreia no Ultimate e conseguiu uma vitória sobre o 12º colocado no ranking dos pesados. Já Cowboy superou o 14º do meio-médio e a expectativa é que ambos entrem entre os 15 melhores de suas categorias na próxima edição dos rankings.

Já Elizeu Capoeira sofreu com o ex-campeão do Bellator. Em luta bastante equilibrada, muito emocionante e cheia de reviravoltas, o brasileiro acabou ganhando uma decisão dividida. Os dois trocaram golpes na curta distância durante 15 minutos e quase nocautearam um ao outro em diversas oportunidades. No fim, dois dos tres juízes viram vitória do brazuca.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *