Mario Yamasaki responde desafio feito por Michael Chiesa: ‘É infantil’

Yamasaki respondeu o desafio feito por Chiesa (Foto: Reprodução/Twitter MarioYamasaki)

Yamasaki respondeu o desafio feito por Chiesa (Foto: Reprodução/Twitter MarioYamasaki)

O desafio de Michael Chiesa a Mario Yamasaki não ficou sem resposta. Após o lutador peso leve do UFC propor um duelo de grappling (luta agarrada) contra o árbitro brasileiro, Yamasaki ironizou as declarações do norte-americano, a quem chamou de infantil. De acordo com Mario, um eventual combate entre eles não acrescentaria em nada na carreira de ambos.

Veja Também

M. Chiesa após revés em Oklahoma (Foto: Reprodução/Facebook/UFC)
Irritado, Chiesa desafia Yamasaki para duelo na luta agarrada

Yamasaki respondeu o desafio feito por Chiesa (Foto: Reprodução/Twitter MarioYamasaki)
Yamasaki rebate críticas de Dana White por polêmica no UFC Oklahoma

“Tenho 53 anos, não treino mais, como vou fazer isso? E qual é o objetivo de ele me combater? O que isso mudaria? O que ele quer provar? É infantil. Mesmo que ele me pegue ou se eu o pegar, isso não mudará nada que aconteceu em sua luta. O que ele está tentando provar?”, declarou o árbitro, em entrevista ao site ‘MMA Fighting’ (EUA).

Embora considere o desafio desnecessário, Yamasaki ressaltou que não recusaria o combate. Caso tenha tempo para treinar, o brasileiro garante que toparia enfrentar Chiesa, chegando, inclusive, a chamar o lutador para comparecer em uma de suas academias nos Estados Unidos.

“Se ele me der um tempo para treinar, eu iria lutar com ele. Diga-lhe para vir a minha academia, não há problema. Tenho dez academias nos Estados Unidos, ele pode vir sempre que quiser”, disparou Yamasaki, que completou afirmando que Chiesa quer apenas chamar a atenção da mídia.

“O que ele está tentando provar? É o que eu quero saber. O que isso mudaria? Ele quer mídia, e ele já teve mídia”, concluiu.

A polêmica entre Chiesa e Yamasaki começou dia 25 de junho, durante a luta principal do UFC Oklahoma. Na ocasião, “Maverick”, como é conhecido, foi pego em uma mata-leão aplicado por Kevin Lee. Sem que o americano desse os três tapinhas em desistência, Mario interrompeu o duelo, decretando a vitória de Lee. Inconformado com a decisão do brasileiro, Michael apelou junto a Comissão Atlética que organizou o evento com um pedido de anulação do resultado da luta, mas seu recurso foi negado.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *