Demian não liga para possíveis recordes: ‘Foco está em Woodley’

D. Maia (foto) enfrenta T. Woodley no UFC 214 (Foto: Reprodução/ Twitter/UFC)

D. Maia (foto) enfrenta T. Woodley no UFC 214 (Foto: Reprodução/ Twitter/UFC)

Demian Maia terá, neste sábado (29), a oportunidade de ser campeão meio-médio quando enfrentar Tyron Woodley no UFC 214. Além disso, o brasileiro poderá igualar o recorde de número de vitórias na história do Ultimate, que atualmente pertence a Michael Bisping, que tem 20 triunfos. Caso finalize o norte-americano, o representante do jiu-jitsu igualará Royce Gracie como maior finalizador da história do UFC – o pioneiro tem 10, enquanto Demian tem nove. Porém, o foco do brasileiro segue totalmente no campeão.

Veja Também

Woodley enfrenta Demian neste sábado (29) (Foto Reprodução/Youtube UFC)
Woodley admite que irá evitar ir para o chão com Demian: ‘Seria um idiota’

Jones e Cyborg são favoritos para o UFC 214 (Foto:Reprodução/Twitter UFCBrasil)
Jones e Cyborg são favoritos, mas Demian é azarão para o UFC 214

Jones e Cormier se enfrentam novamente neste sábado (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)
Os cinco capítulos da rivalidade entre Daniel Cormier e Jon Jones

Em entrevista dada à imprensa internacional antes do duelo contra Woodley, Maia admitiu que gostaria de chegar alcançar esses dois recordes, mas que não quer pensar nisso, pois pretende manter o foco somente no campeão.

“Há duas semanas, me peguei pensando nesses recordes e nessas possibilidades, mas agora tenho tentado manter isso fora da minha cabeça. Não quero perder o meu foco. Claro que seria ótimo conseguir essas marcas, mas recordes serão quebrados um dia. O que será meu para sempre é o cinturão. Por isso vou fazer o meu melhor para chegar lá no sábado e ganhar a luta”, comentou Demian, que admitiu ter se animado com sua vantagem física sobre Woodley, apesar de alertar que o norte-americano sabe lidar com a desvantagem em tamanho.

“Eu percebi sim a diferença entre nós, quando nos encaramos. Mas Woodley é experiente, é um cara muito bom e acostumado a lutar com caras mais altos, como Stephen Thompson, por exemplo. Mas é claro que, se puder, usarei essa diferença em minha vantagem”, ponderou.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *