Jon Jones nocauteia Cormier, Cyborg conquista cinturão e Woodley anula Demian Maia

Jon Jones reconquistou o cinturão do UFC – Foto: Getty Images

Realizado na noite de sábado para domingo em Anaheim, Califórnia, o UFC 214 foi recheado de emoção e história. O protagonismo ficou por conta de Jon Jones, que voltou a vencer o desafeto Daniel Cormier, desta vez por nocaute, e retomou o cinturão meio-pesado da organização. Por falar com cinturão, a brasileira Cris Cyborg, considerada a melhor lutadora de MMA de todos os tempos, enfim teve sua carreira coroada com um título do Ultimate. Infelizmente para o Brasil, Demian Maia não teve o mesmo sucesso e não conseguiu impor seu jogo sobre o ainda campeão Tyron Woodley.

Jon Jones está de volta

Quem para Jon Jones? Mesmo após todas as polêmicas envolvidas fora do octógono, suspensão e cinturão retirado como forma de punição, Jon Jones mostrou que é um ponto fora da curva. Em uma luta emocionante, acirrada e revestida de ódio mútuo, Jones e Cormier se doaram ao máximo e apresentaram suas principais armas. O primeiro round começou sem estudo, como uma verdadeira briga, mas Jones conseguiu achar a distância antes que o rival, apresentou um volume de golpes maior e largou em vantagem. Cormier igualou no segundo, ignorou a absurda envergadura do oponente e abusou dos cruzados, que acertaram em cheio Jon Jones. O terceiro round estava equilibrado até Jon Jones mostrar o porquê muitos já o consideram o melhor lutador de todos os tempos. Com um chute alto ele atordoou Daniel Cormier e sem dar chance de recuperação partiu com tudo para definir o combate, apagando o desafeto depois de algumas bombas de misericórdia. Jon Jones retoa o cinturão linear após dois anos. No final, ele ainda desafiou o peso pesado Brock Lesnar para uma superluta.

 Justiça é feita e Cris Cyborg conquista cinturão do UFC

Cyborg agora é campeã do UFC – Foto: Getty Images

Mesmo sendo considerada a melhor lutadora de todos os tempos, ainda faltava para Cris Cyborg um cinturão do maior evento de MMA do mundo. Não falta mais. Com uma atuação segura e tranquila, a brasileira castigou uma resistente Tonya Evinger com um enorme volume de golpes, incluindo muitos chutes nas pernas, socos no rosto, joelhadas no corpo e na cabeça chutes altos. A definição veio no terceiro round através de joelhadas que abriram o caminho para o nocaute técnico.

Demian Maia é parado por Tyron Woodley

Os cinco rounds da luta que valeu o cinturão dos meio-médios do UFC foram bem parecidos. Em todos Demian Maia se dedicou a tentar derrubar Tyron Woodley, que mostrou ter feito muito bem o dever de casa e defendeu todas as tentativas, anulando completamente aquilo que o brasileiro tem de melhor. Ao passar dos rounds, Woodley apertava o passo, conectava bons golpes e magoava o rosto do brasileiro. No fim, o norte-ameriano manteve o cinturão com uma vitória por decisão unânime.

 Derrotas no card preliminar

O ex-campeão peso-galo do UFC Renan Barão começou melhor na luta contra Aljamain Sterling no primeiro round, passando a maior parte do tempo por cima no chão, mas não aguentou manter o ritmo nos assaltos seguintes, dando brecha para o adversário atacar e garantir, por decisão unânime, a vitória. Quem também teve uma noite infeliz dentro do octógono foi o peso-pena Renato Moicano, que acabou finalizado por uma guilhotina de Brian Ortega, amargando sua primeira derrota na carreira.

UFC 214

Anaheim, Califórnia, EUA

29 de julho de 2017

Jon Jones venceu Daniel Cormier por nocaute técnico aos 3m01s do R3
Tyron Woodley venceu Demian Maia por decisão unânime
Cris Cyborg venceu Tonya Evinger por nocaute técnico a 1m56s do R3
Robbie Lawler venceu Donald Cerrone por decisão unânime
Volkan Oezdemir nocauteou Jimi Manuwa  aos 22s do R1
Ricardo Lamas venceu Jason Knight por nocaute técnico aos 4m34s do R1
Aljamain Sterling venceu Renan Barão por decisão unânime
Brian Ortega finalizou Renato Moicano com uma guilhotina aos 2m59s do R3
Calvin Kattar venceu Andre Fili por decisão unânime
Alexandra Albu venceu Kailin Curran por decisão unânime
Jarred Brooks venceu Eric Shelton por decisão dividida
Drew Dober nocauteou Josh Burkman aos 3m04s do R1

O post Jon Jones nocauteia Cormier, Cyborg conquista cinturão e Woodley anula Demian Maia apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *