Werdum vai entrar com recurso contra derrota para Overeem

081_Fabricio_Werdum_vs_Alistair_Overeem.0

O resultado da luta Fabricio Werdum x Alistair Overeem foi muito controverso e deixou “Vai Cavalo” engasgado. O ex-campeão peso-pesado do UFC perdeu por decisão majoritária dos juízes e não pretende deixar isso passar. Em entrevista ao site “Combate”, o brasileiro acredita que venceu o primeiro e o terceiro round contra o rival e conta que irá recorrer para tentar alterar o ocorrido:

“Eu acho que ganhei o primeiro round por uma pequena vantagem. Eu troquei muito mais, procurei a luta, corri atrás para que ela acontecesse. Se dependesse do Overeem, ficaríamos parados, um olhando para a cara do outro. Tive que tomar a iniciativa. Na hora do descanso, o mestre Rafael Cordeiro falou: “Werdum, ganhamos o primeiro, mas é para se movimentar mais, colocar mais o ritmo”. No segundo, puxei duas vezes para a guarda, ele acertou mais golpes naquele momento, acho que ganhou o segundo. No terceiro, eu venci claramente. Eu procurei a luta o tempo inteiro, dei o ritmo. Botei para baixo, dei o knockdown. Quem chegou mais perto da vitória fui eu. Ele chegou a cair. Foi o que eu vi, o que todo mundo viu. O que estou recebendo de mensagens… Vou entrar com recurso, não digo roubo, em nenhum momento disse isso. Erros acontecem, é normal. Não só no mundo do MMA, em tudo. Quantas vezes vimos resultados assim em outros esportes? Aconteceu um erro. A Comissão de Nevada deu essa oportunidade aos atletas de recorrerem, então vou recorrer. É um direito. É um resultado importante para mim, vou correr atrás disso. Não quero dizer que me roubaram ou coisa assim, quero deixar bem claro, mas enganos acontecem. Os juízes não viram a mesma luta. Não é perseguição, uma coisa comigo. Acontece, mas vamos ver se consertamos isso.”

No último assalto, Werdum optou por quedar Overeem quando chegou perto de nocautear. O brasileiro explica que a sua decisão foi de seguir a estratégia, por isso não continuou investindo na luta em pé com o adversário conhecido pela pouca capacidade de absorver golpes:

“Eu não continuei a bater em pé porque estava seguindo a estratégia toda que havíamos feito. Acertei aquele um, dois e uma joelhada, no terceiro round, fizemos no vestiário. E realmente aconteceu na luta. Não continuei batendo porque sempre sigo meus professores. Se eu batesse e não nocauteasse em pé, falariam: “Por que não botou para baixo, já que você é do jiu-jítsu?” Sempre tem as pessoas falando alguma coisa. Eu segui a estratégia, no momento que se encolhesse, ia botar para baixo. E foi o que fiz.”

Para finalizar, Fabricio Werdum conta que já pensa no seu próximo compromisso e revela que pretende voltar ao octógono em novembro:

“Quero lutar o quanto antes, pretendo lutar em novembro. Não quero ficar muito tempo sem lutar. Quero fazer duas ou três lutas por ano. Quanto mais luta, mais confiança, mais experiência. Três por ano é perfeito. Não tive nenhuma lesão grave. Tenho que tirar meu tempo, umas férias, cumprir os seminários, palestrar e presenças… Aproveitar o momento para fazer isso.”

The post Werdum vai entrar com recurso contra derrota para Overeem appeared first on MMA Space.

Source: Space

Overeem embolsa R$ 2,6 milhões por vitória sobre Werdum

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Além da vitória em cima de Fabricio Werdum no seu cartel, Alistair Overeem voltou para casa com o bolso cheio no último sábado (08). O holandês ganhou o maior salário do UFC 213, realizado em Las Vegas: aproximadamente, R$ 2,6 milhões, sem incluir o bônus pelo triunfo. O brasileiro recebeu cerca de R$ 900 mil.

Protagonistas do show, Yoel Romero e Robert Whittaker receberam a quantia de aproximadamente R$ 1,14 milhão. Whittaker derrotou o cubano por decisão unânime dos juízes e também ganhou um bônus pela vitória – que, obviamente, não está nessa conta.

O card do evento que fechou a Semana Internacional de Lutas contou com mais dois brasileiros. Thiago Marreta e Douglas D’Silva. Marreta venceu Gerald Meerschaert por nocaute e embolsou aproximadamente R$ 88 mil. Já Douglas, que foi derrotado por Rob Font, recebeu cerca de R$ 58 mil.

Confira os salários do UFC 213 completo:

Robert Whittaker: US$ 350 mil
Yoel Romero: US$ 350 mil

Alistair Overeem: US$ 800 mil
Fabricio Werdum: US$ 275 mil

Curtis Blaydes: US$ 38 mil (sendo US$ 19 mil como bônus pela vitória)
Daniel Omielanczuk: US$ 30 mil

Anthony Pettis: US$ 180 mil (sendo US$ 90 mil como bônus pela vitória)
Jim Miller: US$ 71 mil

Rob Font: US$ 39 mil (sendo US$ 19.500 como bônus pela vitória)
Douglas D’Silva: US$ 18 mil

Aleksei Oleinik: US$ 54 mil sendo US$ 27 mil como bônus pela vitória)
Travis Browne: US$ 120 mil

Chad Laprise: US$ 48 mil (sendo US$ 24 mil como bônus pela vitória)
Brian Camozzi: US$ 10 mil

Thiago Marreta: US$ 68 mil (sendo US$ 34 mil como bônus pela vitória)
Gerald Meerschaert: US$ 14 mil

Belal Muhammad: US$ 40 mil (sendo US$ 20 mil como bônus pela vitória)
Jordan Mein: US$ 25 mil

Cody Stamann: US$ 20 mil (sendo US$ 10 mil como bônus pela vitória)
Terrion Ware: US$ 10 mil

Trevin Giles: US$ 24 mil (sendo US$ 12 mil como bônus pela vitória)
James Bochnovic: US$ 12 mil

The post Overeem embolsa R$ 2,6 milhões por vitória sobre Werdum appeared first on MMA Space.

Source: Space

Gegard Mousasi deixa o UFC e assina com o Bellator

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Após demonstrar insatisfação com os valores oferecidos pelo UFC durante o processo de renovação do seu contrato, Gegard Mousasi bateu o martelo e decidiu sair da maior organização de MMA do mundo. Vivendo bom momento na carreira, o potencial desafiante ao cinturão da companhia está migrando para o principal concorrente do Ultimate: o Bellator.

Em entrevista ao programa “The MMA Hour”, o iraniano naturalizado holandês revela que o seu contrato com o Bellator será de seis lutas e conta os seus planos na organização:

“Eu assinei com o Bellator e estou procurando ser campeão lá. Se der certo, vou tentar subir de categoria e lutar pelo cinturão dos pesos-meio-pesados também. Mas, em um primeiro momento, meu objetivo é conquistar o cinturão dos pesos-médios.”

Para finalizar, Gegard Mousasi afirma que as negociações chegaram ao fim quando o UFC desistiu de cobrir a proposta financeira do concorrente:

“Nós negociamos, mas essa foi a melhor escolha para minha carreira. Em determinado momento, eles decidiram não competir mais. Assim, ficou claro que eu iria para o Bellator.”

No UFC desde 2013, Gegard Mousasi estreou contra Ilir Latifi e venceu 09 lutas das 12 que fez. “Esnobando” a sua potencial oportunidade de conquistar o cinturão dos médios, o ex-campeão meio-pesado do Strikeforce de 31 anos deixa o Ultimate com cinco triunfos consecutivos, sendo quatro por nocaute.

The post Gegard Mousasi deixa o UFC e assina com o Bellator appeared first on MMA Space.

Source: Space