Campeão dos meio-médios exige desculpas de Dana para não “vazar informações”

Photo by Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Photo by Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Tyron Woodley colocou o cinturão dos meio-médios para jogo contra Demian Maia, na co-luta principal do UFC 214, no último sábado (29), mas o duelo foi muito vaiado pelos fãs e criticado pelo chefão Dana White. O campeão não soltou o seu jogo e apenas se defendeu das quedas que o brasileiro buscou por diversas vezes. O presidente do UFC detonou Woodley e questionou quem pagaria para vê-lo lutar de novo após a sua última performance.

Em entrevista ao “The MMA Hour”, o campeão dos meio-médios se defendeu das acusações e ameaçou “vazar informações”, se Dana não pedir desculpas publicamente:

“Ele me deve uma desculpa pública. Você vai me criticar publicamente, Dana White? Então você me deve um pedido de desculpas público. Não fiz nada além de coisas boas pelo esporte. Não fui nada além de um bom exemplo para a p*** da organização. Eu entro lá e luto com integridade. Eu cobri seu esporte como analista na TV uma semana antes da minha luta. Sempre cumpro minhas responsabilidades com a organização. Você precisa ser homem e me pedir desculpas publicamente. E se eu não receber isso, vou começar a vazar algumas m*** que as pessoas não querem que estejam soltas por aí. Não estou brincando. Eles sabem do que estou falando.”

Pedindo respeito, Tyron Woodley reclamou que as críticas, normalmente, não são direcionadas aos seus adversários:

“Ninguém criticou o Demian Maia. “Por que você não golpeou mais que o Tyron? Por que você não trocou de frente com ele? Por que não trocou golpes? Por que você não pressionou e o atingiu?” Mas eu sou o campeão, eu recebo as críticas. Ninguém criticou o Stephen Thompson. Eu ouvi Dana White dizer pro Stephen Thompson, “Ah, não deixe os fãs te incomodarem, queria ver eles entrarem lá dentro com Tyron Woodley.” Nunca ouvi essas coisas (ditas a meu favor). Nunca recebi o, “Ei, eu tomo responsabilidade pela derrota do Sage Northcutt, eu sabia que ele estava gripado, não devia ter deixado ele lutar.” Todo mundo recebe desculpas para eles, mas eu sou o lutador que está aqui contra todas as probabilidades, contra todos os críticos, ainda com meu chapéu, ainda com as vaias, com tudo, indo lá e fazendo meu trabalho. Eu preciso de respeito.”

Na semana do evento, o presidente do UFC afirmou que o retorno de Georges St-Pierre, ex-detentor do título dos meio-médios, seria contra o vencedor de Tyron Woodley x Demian Maia. No entanto, depois da performance do campeão, Dana disse que reconsiderou a luta entre Michael Bisping, dono do cinturão dos médios, e GSP. Woodley declarou que não acreditou que a luta estava sendo realmente oferecida anteriormente:

“Eu nunca esperei a luta contra Georges St-Pierre. Você me ouviu na coletiva de imprensa. Ele disse, “Não, não, não, cara, se você vencer, você recebe a luta (contra GSP).” Ele não disse “se você vencer de forma dominante, se você nocautear, se você finalizar, se você bater brutalmente na cara dele.” Ele disse, “Se você vencer,” V-E-N-C-E-R. Essa foi a palavra. Fiquei surpreso? Vocês me viram reagir de forma negativa quando me disseram, “Oh, Dana disse que Bisping vai receber a luta”? Eu já sabia. Minha luta não tinha nada a ver com isso. Eles iam se enfrentar de qualquer forma.”

The post Campeão dos meio-médios exige desculpas de Dana para não “vazar informações” appeared first on MMA Space.

Source: Space

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *