Cat Zingano desafia Cyborg: ‘Sei que posso vencê-la’

C. Zingano (dir) quer C. Cyborg (esq) Foto: Reprodução Facebook Cat Zingano MMA Fighter)

C. Zingano (dir) quer C. Cyborg (esq) Foto: Reprodução Facebook Cat Zingano MMA Fighter)

Especulada para ser a adversária de Cris Cyborg no UFC 214, a peso galo Cat Zingano se disse encorajada com a atuação da brasileira no evento e a desafiou para uma luta nos próximos meses. A norte-americana ficou animada com alguns detalhes do triunfo de Cyborg sobre Tonya Evinger, que deu à peso pena o título do Ultimate na categoria.

Veja Também

Jones voltou para o primeiro lugar do ranking geral (Foto: Reprodução/Facebook UFC)
Novamente campeão, Jones volta a liderar ranking peso por peso do UFC

Cerrone quer voltar a lutar em outubro (Foto: Reprodução/ Instagram DonaldCerrone)
Sem lesão no olho, Donald Cerrone pede luta no UFC 216, em outubro

T. Woodley é o campeão meio-médio do UFC (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Woodley revela ter feito as pazes com Dana White: ‘Nos acertamos’

Em entrevista ao programa The MMA Hour, Zingano relatou que se sente confiante em conseguir vencer a brasileira, tida como a melhor lutadora da história após permanecer invicta por 12 anos.

“Eu estava vendo Cyborg x Evinger e sempre que ela dava um golpe em Tonya, eu pensava que tinha uma resposta para aquilo. Sinceramente, sei que posso vencê-la. Essa luta no UFC 214 abriu meus olhos para algumas coisas e me fez ficar animada para um dia enfrentar Cyborg. Eu acho que é uma luta que posso vencer. Quando estou saudável, nenhuma mulher pode lidar comigo, então quero chegar lá bem e enfrentar Cyborg”, comentou a norte-americana.

Zingano recentemente passou por problemas pessoais e de saúde e não luta desde o UFC 200, quando foi derrotada por Julianna Peña, após ficar alguns anos fora do MMA. Mesmo assim, ela quer enfrentar Cyborg e também Amanda Nunes, atual campeã dos galos – a norte-americana foi a responsável pela única derrota da Leoa no Ultimate.

“As duas pessoas que estão mesmo no meu radar são Cyborg e Amanda. Eu já venci Nunes, então acho que ela deveria querer me enfrentar. Eu quero subir para o peso pena, mas também quero me manter ativa no galo porque a divisão de cima ainda não está cheia”, argumentou.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *