Machucado, Woodley promete ‘guerra’ caso UFC crie título interino

T. Woodley (foto) machucou ombro (Foto: Reprodução Facebook UFC)

T. Woodley (foto) machucou ombro (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Campeão meio-médio há pouco mais de um ano, Tyron Woodley já defendeu seu título três vezes. Mesmo assim, rumores dão conta de que o UFC estaria estudando a possibilidade de criar um cinturão interino para a categoria, já que o norte-americano sofreu uma séria lesão no ombro contra Demian Maia, no UFC 214, e deve ficar fora do octógono até o ano que vem. Porém, a notícia não foi bem recebida por “The Chosen One”, que voltou a ameaçar dirigentes do Ultimate.

Veja Também

Rockhold voltou a criticar o campeão Bisping (Foto: Reprodução/Facebook rockholdmma)
Rockhold diz que UFC deveria retirar o cinturão de Bisping: ‘Não enfrentou nenhum top’

Garbrandt que lutar em Nova York (Foto: Reprodução/Facebook UFC)
Garbrandt revela que pretende voltar a lutar no UFC 217, em Nova York

Duelo vai acontecer dia 28 de outubro (Foto: Reprodução/Facebook/Montagem SL)
Vindo de derrota, Glover Teixeira enfrenta Cirkunov no UFC São Paulo

Em entrevista ao site norte-americano “Bloody Elbow”, o campeão meio-médio revelou que, se o UFC realmente prosseguir com a ideia de criar um título interino em sua ausência, então ele irá para a “guerra” com a companhia.

“Se o UFC trouxer um cinturão provisório, é melhor estarem prontos para fazer guerra, porque eu serei o mais ativo e o mais vocal, se eles pensam que já falo agora. Quero dizer, lutei pelo título quatro vezes em um ano. Superei o trocador na trocação, Stephen Thompson não conseguiu parecer tão magnífico como fez contra todos e eu doutrinei o Demian Maia. Lutei quatro vezes em 12 meses e estava preparado para lutar cinco vezes em 18 meses, se pudesse lutar em novembro”, argumentou Woodley, que ainda declarou que uma disputa por um título interino não faz sentido especificamente na divisão meio-médio.

“Não importa o que esteja acontecendo comigo, o cenário precisa ser arrastado um pouco mais de qualquer maneira. Você já falou sobre Kelvin [Gastelum] descendo, tem o Masvidal, tem Stephen Thompson, Robbie Lawler, todos esses caras precisam lutar entre eles para ver quem é o candidato claro. Enquanto isso, estarei assistindo enquanto me recupero, e aí estarei pronto para derrotar o próximo”, encerrou.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *