Cyborg pede luta com Holly Holm no UFC 219, em Las Vegas

C. Cyborg é a nova campeã peso pena do UFC (Foto: Reprodução Facebook UFC)

C. Cyborg é a nova campeã peso pena do UFC (Foto: Reprodução Facebook UFC)

A brasileira Cris Cyborg ganhou o título peso pena do Ultimate há menos de duas semanas mas já faz planos para sua primeira defesa de cinturão. E ela quer enfrentar Holly Holm, ex-dona do título dos galos, no UFC 219, que está marcado para Las Vegas, no dia 30 de dezembro, no último evento que a companhia irá organizar em 2017. Cris havia pedido um duelo contra Holly para o UFC 218, mas mudou de ideia e agora pretende lutar no tradicional show de despedida do ano.

Veja Também

J. Jones (foto) quer enfrentar B. Lesnar (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)
Jones diz que se inspirou em McGregor para desafiar Lesnar

Borrachinha tem duas vitórias no UFC (Foto: Laerte Viana / Super Lutas)
Paulo Borrachinha enfrenta ex-campeão Hendricks no UFC 217

R. Whittaker é o novo campeão dos médios (Foto: Reprodução/Twitter/UFC_Brasil)
Whittaker nega que St. Pierre tenha ‘furado fila’: ‘Não é da divisão’

Através de suas redes sociais, Cyborg postou uma montagem em que encara Holm e revela que já tentou casar o duelo contra a norte-americana em duas outras oportunidades, mas ela recusou por não ter tempo suficiente para treinar para a luta.

“Acabei de falar com o meu empresário e lhe disse que quero enfrentar Holly Holm no UFC 219, em Las Vegas. Se você quer ver essa luta na véspera do Ano Novo, agora é a hora de mandar mensagens para o UFC. Brasil, quero enfrentar a lutadora que venceu a Ronda! Enviem suas mensagens para o UFC”, declarou Cris, pedindo apoio de seus fãs para que utilizem redes sociais para exigir este duelo.

Apesar de vir de vitória contra Bethe Correia, Holly Holm não está em boa fase. Desde que venceu Ronda, em novembro de 2015, ela perdeu três das últimas quatro lutas. Foi finalizada por Miesha Tate, e superada por Valentina Shevchenko e Germaine De Randamie por decisão. Esta última luta foi válida pelo cinturão peso pena. Após se tornar campeã, GDR se recusou a enfrentar Cyborg e foi destituída do título.

Source: Portal da Luta

Presidente da FJJSE celebra parceria com a FBJJ e etapa do International Pro em Aracaju; veja

Por: Yago Rédua Em busca de profissionalizar e elevar cada vez mais o nível do Jiu-Jitsu, a FBJJ, ligada à UAEJJF, vem investindo em várias regiões do Brasil, através de parcerias com federações locais. Emílio Santos, presidente da Federação do Estado de Sergipe, a FJJSE, conversou com à TATAME e explicou a importância desta união, […]
Source: Tatame

Vídeo: Pettis quer ‘aprimorar’ desempenho, e Moreno faz promessa para a torcida; veja e opine

No último sábado (5), Sergio Pettis levou a melhor sobre Brandon Moreno e saiu vitorioso no main event do UFC México, por decisão unânime dos jurados. Após a luta, ainda no octógono, os dois lutadores falaram sobre o desempenho no respectivo confronto. Enquanto o americano explicava sua volta por cima depois de sofrer no primeiro […]
Source: Tatame

Paulo Borrachinha enfrenta ex-campeão Hendricks no UFC 217

Borrachinha tem duas vitórias no UFC (Foto: Laerte Viana / Super Lutas)

Borrachinha tem duas vitórias no UFC (Foto: Laerte Viana / Super Lutas)

O peso médio Paulo Borrachinha havia desafiado Vitor Belfort recentemente para uma luta no UFC 215. Após a recusa do compatriota, o brasileiro acabou acertando com novo adversário, também um ex-campeão. No UFC 217, evento que ocorre no dia 4 de novembro em Nova York, ele enfrenta Johny Hendricks, que já teve o cinturão meio-médio, mas subiu de categoria em suas últimas duas lutas. A informação é do site do canal Combate.

Veja Também

Duelo deve acontecer dia 4 de novembro  (Foto: Reprodução/Facebook/Montagem SL)
Joanna Jedrzejczyk coloca cinturão em jogo contra Rose Namajunas no UFC 217

Duelo de musas irá acontecer dia 7 de outubro (Foto: Reprodução/Facebook/Montagem SL)
Paige VanZant e Jessica Eye fazem duelo peso mosca no UFC 216

R. Whittaker é o novo campeão dos médios (Foto: Reprodução/Twitter/UFC_Brasil)
Whittaker nega que St. Pierre tenha ‘furado fila’: ‘Não é da divisão’

Borrachinha estreou no UFC neste ano após carreira sólida no cenário nacional e passagem apagada pelo TUF Brasil. No primeiro combate com o Ultimate, ele nocauteou Garreth McLellan no primeiro assalto do UFC Fortaleza, em março. Quase três meses depois, o brasileiro voltou ao octógono, novamente em casa, no UFC 212, no Rio de Janeiro. Na ocasião, o peso médio venceu Oluwale Bamgbose por nocaute novamente, mas no segundo round.

O duelo com Hendricks será o primeiro fora do Brasil para Borrachinha, de apenas 26 anos. O ex-campeão, por outro lado, tem muito mais experiência. “Big Rigg” está no UFC desde 2009 e chegou ao título meio-médio em 2014 após vitória sobre Robbie Lawler no UFC 171. Alguns meses depois, Hendricks perdeu a revanche para Lawler e o título. Desde então tem tido problemas para bater o peso e foi obrigado a subir para a divisão dos médios. Após estrear na nova categoria com vitória sobre Hector Lombard, o norte-americano acabou nocauteado por Tim Boetsch em seu último duelo.

Source: Portal da Luta

Jon Jones diz que se inspirou em McGregor para desafiar Lesnar

Jon Jones após vitória sobre Glover Teixeira no UFC 172.

Photo by Patrick Smith/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Após reconquistar o cinturão do UFC, Jon Jones pensou alto e desafiou o ex-campeão Brock Lesnar. Em entrevista ao programa “Jim and Sam Show”, o detentor do título dos meio-pesados revelou que a sua inspiração para propor uma luta com o peso-pesado foi Conor McGregor:

“Seria uma luta de muito dinheiro. Acho que, honestamente, me inspirei em Conor McGregor. Eu contra Brock Lesnar seria como Mayweather x McGregor. Muitas pessoas acreditam que eu perderia essa luta. Brock é super atlético, foi campeão nacional de wrestling, já está mais velho, mas é um monstro. É um cara de talento raro. Eu não sei o que as apostas apontariam. Seria imprevisível.”

Jon Jones também comparou o possível desafio contra o ex-campeão dos pesados com a história de Davi e Golias:

“Eu quero fazer o impossível. Quero ser o Davi contra Golias, exatamente igual ao McGregor que está ousando ser o Davi para o Golias que é Mayweather. E sabe de uma coisa? Mesmo que não saia vitorioso, então terei mais coragem que a pessoa comum. Mas, se vencer, a glória que vem em superar um Mayweather ou um Lesnar é enorme.”

Para finalizar, o lutador falou sobre a situação de Lesnar com a USADA (Agência antidoping dos Estados Unidos), mas demonstrou confiança na realização do duelo:

“Realmente, não me atentei muito a situação do Lesnar, mas sei que ele precisa fazer novos testes antidoping após esses seis meses de punição que ainda faltam. No momento, ele está se recusando em fazer novos testes. Não estou o acusando de nada, mas não vejo porque não começar o processo (exigido pela agência), se você está limpo. Não sei o que acontece com ele, mas o Brock é um grande homem de negócios e sei que uma luta nossa daria muito dinheiro. Sou 20kg mais leve que ele, sei que passa pela cabeça dele em ser o primeiro cara a me vencer. Tenho certeza que essa luta vai acontecer, é só uma questão de tempo.”

The post Jon Jones diz que se inspirou em McGregor para desafiar Lesnar appeared first on MMA Space.

Source: Space

Whittaker nega que St. Pierre tenha ‘furado fila’: ‘Não é da divisão’

 

R. Whittaker é campeão interino dos médios (Foto: Reprodução/Facebook/UFC)

R. Whittaker é campeão interino dos médios (Foto: Reprodução/Facebook/UFC)

Campeão interino peso médio do UFC, Robert Whittaker deveria ser o próximo adversário do dono do cinturão linear da categoria, Michael Bisping. Porém, uma lesão no joelho afastou o neozelandês da disputa, abrindo caminho para que Georges St. Pierre enfrente o inglês. O duelo entre os dois deve acontecer no fim do ano, e Whittaker negou que GSP tenha “furado sua fila”, dizendo que o canadense “não é da categoria” e que as coisas mudam muito rápido no Ultimate.

Veja Também

Duelo deve acontecer dia 4 de novembro  (Foto: Reprodução/Facebook/Montagem SL)
Joanna Jedrzejczyk coloca cinturão em jogo contra Rose Namajunas no UFC 217

Miocic garantiu que é relevante para o MMA (Foto: Reprodução/Instagram/StipeMiocic)
Miocic rebate rótulo de irrelevante: ‘Sou o mais malvado do planeta’

J. Jones (foto) quer enfrentar B. Lesnar (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)
Jones diz que se inspirou em McGregor para desafiar Lesnar

“A lesão não importa, para ser sincero. O Michael está insistindo com isso há quanto tempo? O UFC faz o que ele quiser. É assim que é. Georges não está nem nessa divisão. Não é alguém que está no top 10 furando fila. Não me incomoda. As pessoas vão fazer o que elas quiserem. Eu não posso ficar bravo se não for de acordo com meus planos, porque vamos encarar isso, o UFC é uma montanha-russa”, comentou o campeão, em entrevista à emissora norte-americana “ESPN”.

Whittaker também confirmou o que o presidente do UFC, Dana White, havia dito: a ideia era que ele e Bisping fossem os técnicos da próxima temporada do The Ultimate Fighter e se enfrentassem logo depois do show. Porém, a distância da família, que reside na Austrália, e a lesão no joelho fizeram com que o neozelandês recusasse o convite.

“Eles me abordaram logo depois da minha luta, mas eu não tinha visto minhas crianças e minha família há semanas. Não é que eu moro duas horas dali. Eu moro perto de 24 horas de distância. Para mim, realisticamente, preciso fazer com que valha a pena”, declarou Whittaker, referindo-se ao salário que receberia para ser técnico do TUF 26.

Source: Portal da Luta

Vídeo: joelhada brutal e finalização incomum agitam final de semana do MMA nacional

Dois eventos de MMA, duas vitórias impressionantes em solo nacional. No último sábado (5), enquanto no Rio de Janeiro ocorreu o WOCS 46, Curitiba foi sede da terceira edição do Katana Fight. No primeiro evento, uma finalização incomum; no segundo, um nocaute brutal. Pelo Katana Fight 3, Edilson Teixeira brilhou ao aplicar uma joelhada voadora em Richard […]
Source: Tatame

Glover Teixeira encara Misha Cirkunov no UFC São Paulo, em outubro; confira os detalhes

No último final de semana (5), o Ultimate anunciou a primeira luta do próximo UFC São Paulo, que será realizado no dia 28 de outubro, no Ginásio do Ibirapuera. Pela divisão dos meio-pesados, o brasileiro Glover Teixeira terá pela frente letão-canadense Misha Cirkunov, segundo informações do site oficial da franquia. Número 4 no ranking dos […]
Source: Tatame

Jones diz que se inspirou em McGregor para desafiar Lesnar

J. Jones (foto) quer enfrentar B. Lesnar (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)

J. Jones (foto) quer enfrentar B. Lesnar (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)

Logo após reaver o título meio-pesado contra Daniel Cormier no UFC 214, Jon Jones surpreendeu ao desafiar Brock Lesnar, ex-campeão peso pesado do Ultimate e atualmente no WWE. “Bones” admite que, durante seu período suspenso, se inspirou nas provocações de Conor McGregor para sugerir uma superluta contra Lesnar.

Veja Também

Jones falou bem do rival na entrevista pós-luta (Foto: Reprodução/Facebook UFC)
Jon Jones explica elogios a Cormier após vitória na revanche

C. McGregor (esq) em sparring com P. Malinaggi (dir) Foto: Reprodução Twitter thenotoriousmma
Ex-campeão de boxe critica McGregor: ‘Maior babaca que conheci’

Miocic garantiu que é relevante para o MMA (Foto: Reprodução/Instagram/StipeMiocic)
Miocic rebate rótulo de irrelevante: ‘Sou o mais malvado do planeta’

Ele disse ter ficado admirado com a capacidade do irlandês de se promover a ponto de conseguir um duelo contra um dos maiores boxeadores da história em Floyd Mayweather, apesar de não ter nenhuma experiência no boxe profissional.

“Essa luta (entre Mayweather e McGregor) fará muito dinheiro. Eu acho que, honestamente, me inspirei em Conor McGregor. Ser ousado, buscar patamares cada vez mais altos. Eu contra Brock Lesnar é um pouco como Mayweather x McGregor. As pessoas podem achar que eu irei perder para Lesnar, porque ele é muito atlético. Ele foi campeão norte-americano de wrestling colegial na primeira divisão. Ok, ele é mais velho, mas é um monstro. Um talento raro. Não sei como seriam as apostas para essa luta, caso aconteça”, comentou Jones, em entrevista ao programa norte-americano “Jim & Sam Show”.

Ao comentar mais sobre suas chances em um eventual combate contra Lesnar, o campeão meio-pesado comparou o duelo com a história de Davi e Golias.

“Eu quero, tipo, fazer o impossível. Quero ser o Davi contra Golias, da mesma forma que McGregor está ousando ser o Davi para o Golias que é Mayweather. E sabe de uma coisa? Mesmo que não saia vitorioso, então terei mais coragem que a pessoa comum. Mas se vencer, a glória que vem em superar um Mayweather ou um Lesnar é enorme”, declarou.

Source: Portal da Luta

Campeão do ONE, Adriano Moraes comemora conquista diante de rival

Adriano conquistou o cinturão linear do ONE – Foto: Divulgação

Novo campeão peso-moscas do One Championship, Adriano Moraes ainda está saboreando a conquista alcançada depois de vencer a revanche contra Kairat Akhmetov por decisão unânime dos juízes. O brasiliense, que agora soma três vitórias seguidas e segue como rei da divisão, analisou a vitória sobre o rival e detalhou os momentos intensos que vivenciou no último fim de semana, em Macau, na China.

“A luta se encaminhou bem, consegui defender as quedas dele e soltar meu jogo em pé. O que ele não esperava era que eu ia colocar ele para baixo. Acertei boas caneladas e ponteiras na linha de cintura, que foram minando o gás dele. Dali para frente, só administrei o combate e venci por unanimidade, graças a Deus. Kairat me acertou um bom cruzado de esquerda, desequilibrei e caí. Mas levantei rápido e pude seguir na luta. Na verdade, esse momento me deu mais vontade, pois logo depois desse knockdown eu não parei de crescer na luta”, conta Moraes.

O brasileiro, profundo estudioso do jogo de Akhemetov, ainda revelou a tática que usou para surpreender o rival nos rounds finais do duelo, onde aplicou uma queda plástica – que impressionou os juízes e o público presente na Cotai Arena.

“Há 2 anos treino a luta americana, o popular wrestling, e evolui bastante nessa área. Eu treino com Steve Mocco, na American Top Team, e com certeza fez toda a diferença para essa luta contra o wrestler, que até então era invicto. A cada round eu ia crescendo, isso fazia parte da estratégia. Como já sabia que ele vinha diminuindo o ritmo a cada round, fiz ao contrário e todos puderam ver a soberania conforme o tempo foi passando. Em uma luta de cinco rounds, o gás é essencial”,  comenta Moraes.

Por hora, Adriano Moraes quer curtir a vitória para depois analisar os próximos passos da carreira no MMA.

“Agora é descansar e voltar ao trabalho. O futuro a Deus pertence. Quem será o próximo? Moraes x Akhmetov 3? Não sei. Mas uma coisa é certa: estarei pronto! Obrigado a todos que torcem por mim: meus apoiadores, amigos e família. Nós seguimos trabalhando. Deus é fiel”, encerra o campeão.

O post Campeão do ONE, Adriano Moraes comemora conquista diante de rival apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal