Hunt detona possível luta entre Jones e Lesnar: ‘Dois trapaceiros’

Hunt (esq) venceu Lewis (dir) na última luta Foto: Reprodução/Twitter/UFC

Hunt (esq) venceu Lewis (dir) na última luta Foto: Reprodução/Twitter/UFC

O peso pesado Mark Hunt novamente se irritou com o destaque dado a Brock Lesnar, seu rival após luta polêmica no UFC 200. O neozelandês disse que Lesnar e Jones não merecem lutar entre si em um dos maiores combates que podem ser feitos pelo Ultimate no momento. Segundo o “Super Samoan”, o fato de os dois já terem sido pegos em testes antidoping invalidam todas as suas conquistas.

Veja Também

J. Jones superou lesão para voltar ao topo (Foto: Reprodução Twitter UFC)
Técnico revela que Jones lesionou o braço dois dias antes do UFC 214

C. Cyborg é a nova campeã peso pena do UFC (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Cyborg ironiza declarações de técnico de Holm: ‘Deixe-a lutar’

Harris (esq) enfrenta Booth pelo título (Fotos: Divulgação)
Libanês passa mal e Brave 8 terá nova luta pelo título meio-médio

Lesnar e Hunt se enfrentaram no histórico UFC 200, com vitória por decisão do norte-americano. Porém, o triunfo virou luta sem resultado após o ex-campeão peso pesado ter sido pego em teste antidoping. Hunt processou o Ultimate e o próprio Lesnar, e acha que ele não merece voltar a lutar, assim como declarou não respeitar Jones, que não lutou no mesmo evento por também ter sido reprovado em exame de doping.

“Olhem esses malditos. Jon Jones é um dos melhores lutadores do mundo, mas é um trapaceiro. Lesnar também. Vocês todos são uns trapaceiros, nada mais do que isso. Agora, vão colocar os dois maiores trapaceiros do mundo para lutar! Que m… Eu não vou gastar meu dinheiro vendo isso. Por quê? Ver dois trapaceiros lutando? Eu não. Eles não merecem nada. Eu respeitava Jones, mas não mais. Quando se é pego por doping, não deveria ganhar nada. Eles não são artistas marciais, nenhum dos dois. Não merecem meu dinheiro”, disparou Hunt em entrevista ao podcast Real Quick, do ex-lutador do UFC, Mike Swick.

Hunt se recuperou de sua performance diante de Lesnar, lutando em casa em junho deste ano. No 400º evento da história do Ultimate, contanto shows numerados e Fight Nights, ele superou Derrick Lewis por nocaute em Auckland, na Nova Zelândia. O ex-campeão de K-1 avisou recentemente que quer enfrentar Fabricio Werdum, que o nocauteou no UFC 180.

Source: Portal da Luta

Libanês passa mal e Brave 8 terá nova luta pelo título meio-médio

Harris (esq) enfrenta Booth pelo título (Fotos: Divulgação)

Harris (esq) enfrenta Booth (dir) pelo título (Fotos: Divulgação)

O Brave Combat Federation, que realiza sua oitava edição em Curitiba, neste sábado (12), teve uma mudança de última hora em uma de suas duas lutas pelo título. O libanês Mohammad Fakhreddine, que enfrentaria Carl Booth pelo cinturão inaugural do meio-médio, passou mal durante o corte de peso e será substituído por Carlston Harris.

Veja Também

J. Jones superou lesão para voltar ao topo (Foto: Reprodução Twitter UFC)
Técnico revela que Jones lesionou o braço dois dias antes do UFC 214

Mayweather x McGregor será dia 26 de agosto (Foto: Reprodução Instagram ufc)
Mayweather garante que nocauteará McGregor: ’Não dura 12 rounds’

A organização do evento divulgou que Fakhreddine passou mal na madrugada desta sexta-feira (11), horas antes da pesagem oficial, e precisou tomar soro intravenoso, desqualificando-o de competição, já que a CABMMA (Comissão Atlética Brasileira de MMA) proíbe essa prática. Harris, que nasceu na Guiana, mas treina no Rio de Janeiro, enfrentaria o veterano Rodrigo Cavalheiro, mas foi chamado para disputar o título contra o inglês Carl Booth e os dois aceitaram se enfrentar. Ambos bateram o peso limite da categoria dos meio-médios.

Cavalheiro, que já passou pelo Bellator e KSW e faria sua estreia no Brave, ficou sem adversário. A organização ainda não divulgou se haverá um substituto ou se o brasileiro será retirado do card. O duelo entre Harris e Booth servirá como segunda luta mais importante da noite – na atração principal, o brasileiro Klidson Abreu enfrenta o alemão Timo Feucht pelo cinturão meio-pesado, também inaugural.

Source: Portal da Luta

Técnico revela que Jones lesionou o braço dois dias antes do UFC 214

J. Jones superou lesão para voltar ao topo (Foto: Reprodução Twitter UFC)

J. Jones superou lesão para voltar ao topo (Foto: Reprodução Twitter UFC)

O novo campeão meio-pesado Jon Jones quase não teve a oportunidade de reaver seu título no UFC 214. Dois dias antes da revanche com o arquirrival Daniel Cormier, o norte-americano sofreu uma lesão no braço durante o treino e preocupou seus treinadores. A revelação foi feita por Mike Winkeljohn, um de seus técnicos, em entrevista ao programa “Submission Radio”.

Veja Também

Struve não poupou críticas a Lesnar (Foto: Reprodução/Facebook StefanStruve)
Struve protesta contra ‘trapaceiro’ Lesnar: ‘Não deveria estar no UFC’

C. Cyborg é a nova campeã peso pena do UFC (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Cyborg ironiza declarações de técnico de Holm: ‘Deixe-a lutar’

Mayweather x McGregor será dia 26 de agosto (Foto: Reprodução Instagram ufc)
Mayweather garante que nocauteará McGregor: ’Não dura 12 rounds’

Winkeljohn explicou que, durante um treino de wrestling, Jones não aqueceu apropriadamente e sofreu uma lesão em um dos braços, a ponto de não conseguir levantá-lo horas depois do ocorrido. Mas o técnico disse admirar a força de vontade do pupilo e garantiu que ele só pode ser derrotado por ele mesmo.

“Duas noites antes da luta, Jon machucou o braço durante um treino de wrestling e não coneseguia levantá-lo. Foi meio assustador. Acho que faltou um aquecimento apropriado para ele, então ele parou de treinar essa parte imediatamente. Concordamos com os treinadores nessa parte. Não queria que isso atrapalhasse sua mentalidade antes de uma luta tão grande. Mas Jon é esse cara mesmo. Ele é muito duro, e sempre digo que a única pessoa que pode derrotá-lo é ele mesmo”, comentou o técnico.

Mesmo com o problema no braço, Jones conseguiu um nocaute fulminante sobre Cormier no terceiro round, encerrando a rivalidade com o ex-campeão, que deixou o octógono aos prantos após perceber que havia perdido novamente para o inimigo declarado.

Source: Portal da Luta

Cyborg ironiza declarações de técnico de Holm: ‘Deixe-a lutar’

C. Cyborg é a nova campeã peso pena do UFC (Foto: Reprodução Facebook UFC)

C. Cyborg é a nova campeã peso pena do UFC (Foto: Reprodução Facebook UFC)

A brasileira Cris Cyborg reagiu com bom humor às declarações de Mike Winkeljohn, que disse que sua pupila Holly Holm tem todas as armas para vencê-la. Através de seu Twitter, a campeã peso pena ironizou as recusas da norte-americana, que já teria evitado o confronto em algumas oportunidades e voltou a avisar o UFC que pretende lutar contra Holm no UFC 219, último evento de 2017, em Las Vegas.

Veja Também

Holm (foto) vem de vitória sobre B. Pitbull. Foto: Reprodução/Twitter/UFC_Brasil
Técnico garante que Holly Holm pode nocautear Cris Cyborg

VanZant exibiu machucado 'assustador' no pé esquerdo (Foto: Reprodução/Facebook UFC)
Musa do UFC, VanZant exibe corte profundo no pé; Imagem é forte

Anderson enfrenta K. Gastelum na China. Foto: Reprodução / UFC
Anderson Silva volta ao octógono contra Kelvin Gastelum no UFC China

“Simples. Se Holly Holm não rejeita lutas, então Winkeljohn e Greg Jackson (outro treinador de Holly) deveriam deixá-la lutar no UFC 219. As últimas quatro lutas de Holly Holm mostraram que ela também é superável”, declarou Cyborg, terminando seu tweet com uma risada.

Amigas fora do octógono, Holm e Cyborg, que se conheceram durante as gravações do filme “Fight Valley”, ficaram perto de lutar antes. No UFC 208, ambas foram sondadas pelo Ultimate para abrirem a categoria peso pena, mas ambas recusaram. Cris mostrou exames que provavam que ela não conseguiria bater o peso com a antecedência requerida pelo UFC, e Holly não deu motivos para sua recusa.

Porém, uma luta contra Germaine De Randamie acabou sendo oferecida para a norte-americana que a aceitou. GDR surpreendeu e venceu o cinturão da divisão pena, mas perdeu o título quando se recusou a defendê-lo contra Cyborg. A brasileira, então, venceu Tonya Evinger no UFC 214 e se tornou a nova campeã da categoria.

Source: Portal da Luta

Vídeo: Keenan muda pegada, se esforça e pega o braço do adversário para conquistar título no Seattle Open

Um dos principais nomes do Jiu-Jitsu dos Estados Unidos, Keenan Cornelius retornou com tudo às competições após um período de ausência por contra de problemas físicos. Na última semana, o lutador da Atos fez a final dos pesados do Seattle Open de Jiu-Jitsu da IBJJF contra Mohammaed Mustafa, e mesmo vencendo por pontos, não deixou de […]
Source: Tatame

Mayweather garante que nocauteará McGregor: ’Não dura 12 rounds’

Mayweather x McGregor será dia 26 de agosto (Foto: Reprodução Instagram ufc)

Mayweather x McGregor será dia 26 de agosto (Foto: Reprodução Instagram ufc)maybe

Apesar de ter surpreendido ao dar favoritismo a Conor McGregor no duelo entre eles, Floyd Mayweather voltou a se mostrar convicto em sua vitória. Invicto em 49 lutas profissionais, ‘Money’ garante que está pronto para anotar seu 50º triunfo, o 27º por nocaute, segundo o próprio lutador, que garantiu que não deixará o duelo do dia 26 de agosto, em Las Vegas (EUA), ser decidido pelas mãos dos juízes.

Veja Também

Superluta acontece no dia 26 de agosto (Foto: Divulgação)
Mayweather surpreende e diz que McGregor é favorito em superluta

Berto acredita que Conor pode bater Floyd (Foto: Reprodução/Facebook AndreBerto)
Última vítima de Floyd enaltece chances de McGregor: ‘É uma estrela’

“Não vai ser decidido pelos juízes. O Conor quer entrar lá para terminar a luta logo, eu quero entrar lá para acabar com a luta logo, então não vai durar 12 rounds. Ele é apenas mais um adversário. Eu não subestimo ninguém. Se estou preocupado? Claro que não. Se ele está preocupado? Talvez ele esteja, mas isso não é da minha conta, eu estou preocupado em fazer o meu melhor e em lutar no meu melhor. Vamos ver como a luta vai se desenhar no dia 26 de agosto, mas não dura 12 rounds”, garantiu o boxeador, durante conversa com jornalistas durante o treino aberto realizado em Las Vegas (EUA), nesta quinta-feira (10).

O aguardado confronto entre Mayweather e McGregor será a atração principal do show ‘May-Mac’, em Las Vegas. Durante a semana, foram anunciadas as lutas preliminares do card, que contará com oito combates.

May-Mac

CARD PRINCIPAL

Peso super-meio-médio: Floyd Mayweather x Conor McGregor

Peso leve-júnior: Gervonta Davis x Francisco Fonseca

Peso meio-pesado: Nathan Cleverly x Badou Jack

Peso cruzador: Andrew Tabiti x Steve Cunningham

CARD PRELIMINAR

Peso meio-médio: Shawn Porter x Thomas Dulorme

Peso meio-médio: Juan Heraldez x Jose Miguel Borrego

Peso super-médio: Kevin Newman x Antonio Hernandez

Peso super-médio: Savannah Marshall x Amy Coleman

Source: Portal da Luta

Jon Jones ‘pressiona’ por superluta contra Brock Lesnar: ‘Davi e Golias dos tempos modernos’

Novamente campeão meio-pesado do Ultimate após derrotar Daniel Cormier, no último dia 29 de julho, pelo UFC 214, Jon Jones já pensa em voos cada vez maiores pela organização. Tido como um dos principais lutadores da história do MMA, “Bones” promete ser cada vez mais ousado em busca dos seus próximos desafios. Prova disso é […]
Source: Tatame

Anderson Silva x Kelvin Gastelum deve acontecer no UFC China

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Anderson Silva x Kelvin Gastelum deve finalmente sair do papel. Segundo o site “Flo Combat”, o Ultimate está planejando fazer o duelo na luta principal do primeiro evento em Xangai, na China, no dia 25 de novembro.

“Spider” e Gastelum iam se enfrentar no UFC 212, em junho, no Rio de Janeiro, mas o norte-americano flagrou positivo em exame antidoping após a luta contra Vitor Belfort, em março, por uso de maconha, e recebeu suspensão até julho. A organização não conseguiu substituto para Anderson, que foi retirado do evento. Em julho, Gastelum enfrentou Chris Weidman e acabou derrotado por finalização.

De acordo com site “Combate”, foi o próprio Anderson Silva que pediu para lutar em Xangai, pois está gravando sua participação em um filme no local. Faltam apenas as assinaturas dos contratos para o UFC anunciar a luta oficialmente.

Aos 25 anos, Kelvin Gastelum coleciona em seu cartel 13 vitórias, três derrotas e uma luta sem resultado. Antes de enfrentar Chris Weidman e Vitor Belfort, o norte-americano vinha de duas vitórias seguidas contra Johny Hendricks, em julho do ano passado, e Tim Kennedy, em dezembro.

Anderson Silva tem 42 anos e um cartel de 34 triunfos, oito derrotas e uma luta sem resultado. No seu último compromisso, em fevereiro deste ano, o brasileiro enfrentou Derek Brunson e venceu por decisão unânime dos juízes. Antes disso, entre lesão e suspensão, o ex-campeão acumulou quatro derrotas e um “No Contest”.

The post Anderson Silva x Kelvin Gastelum deve acontecer no UFC China appeared first on MMA Space.

Source: Space