No Cristo Redentor, Cyborg explica desafio a Holm e critica Ronda

C. Cyborg está no Rio de Janeiro Foto: Alexandre Loureiro/Divulgação UFC

C. Cyborg está no Rio de Janeiro Foto: Alexandre Loureiro/Divulgação UFC

No Brasil pela primeira vez após se tornar campeã do UFC, Cris Cyborg, que mora nos Estados Unidos, aproveitou a oportunidade para ir ao Cristo Redentor, onde tirou fotos com o cinturão, conquistado no UFC 214, diante de Tonya Evinger. Mesmo aproveitando a vitória, sua terceira no Ultimate, a brasileira já quer definir sua próxima luta. Se depender de Cris, aliás, a primeira atleta a desafiá-la será Holly Holm. As duas são amigas, mas Cyborg faz questão de explicar que não há qualquer mal entendido entre as duas, mesmo após o desafio público.

Veja Também

St. Pierre assina contrato para enfrentar M. Bisping pelo cinturão dos médios. Foto: Reprodução  / Twitter / Georges St. Pierre
St. Pierre nega ter medo de Woodley: ‘Ganho mais contra Bisping’

Cormier chorou após derrota para Jones (Foto: Reprodução/Facebook UFC)
Cormier admite não lembrar de nocaute sofrido para Jones

Superluta acontece no dia 26 de agosto (Foto: Divulgação)
Comissão aprova luvas mais leves para McGregor x Mayweather

“Eu não tenho nada contra a Holly, eu sou até amiga da Holly, nós fizemos um filme juntas. Acho que ela é uma grande adversária e que poderíamos fazer uma grande luta. Vai ser uma luta que a galera vai querer ver. É algo que eu gostaria, mas eu nunca escolho adversária. Quem eles quiserem colocar para lutar a próxima luta, eu vou estar preparada”, comentou Cris.

Se Holm é o alvo da vez para Cyborg, durante muito tempo especulou-se que a principal luta que a brasileira poderia fazer era contra Ronda Rousey, dominante no peso galo por vários anos. Porém, Cris diz que hoje em dia não tem interesse em enfrentar a ex-campeã. Isso mudaria, no entanto, se Ronda v voltasse e ganhasse algumas lutas.

“Na verdade, se eu fosse lutar com a Ronda, eu gostaria que ela viesse de vitória. Quero lutar com a Ronda que achava que era invencível e não agora que já ganharam dela. Eu gostaria que ela fizesse umas lutas, ganhasse e ficasse forte novamente, na mente dela. Ela não precisa [voltar a lutar]. Se ela gostasse de lutar, ela não teria parado por causa de uma derrota. Quem é lutador sabe que a derrota um dia vem. A minha primeira luta eu perdi, mas falei: ‘é isso que eu gosto, é isso que eu vou fazer’. Se você gosta de lutar e é isso que você gosta de fazer, a derrota não vai te parar. Ela vai te dar mais motivação para você querer vencer”, disse Cyborg, sem negar a crítica à ex-rival.

;
(function($) {
$(document).ready(function() {
//$(“head”).append(“”);
$(“head”).append(“”)
.append(“”)
.append(“”)
.append(“.vox-gallery {border:1;}a.vox-view-full:before, a.vox-view-full-selected:before, a.vox-view-thumbs:before, a.vox-view-slideshow:before, a.vox-view-share:before {color:#ffffff !important;}a.vox-view-full:hover:before, a.vox-view-full-selected:hover:before, a.vox-view-thumbs:hover:before, a.vox-view-slideshow:hover:before, a.vox-view-share:hover:before {opacity: 0.6 !important;}.vox-gallery .vox-image-nav .vox-image-nav-prev a, .vox-gallery .vox-image-nav .vox-image-nav-next a {color:#ffffff !important;opacity:0.8 !important;}.vox-gallery .vox-image-nav .vox-image-nav-prev a:hover, .vox-gallery .vox-image-nav .vox-image-nav-next a:hover {opacity:0.4 !important;}.vox-gallery .vox-es-nav span.vox-es-nav-next:before, .vox-gallery .vox-es-nav span.vox-es-nav-prev:before {color:#ffffff;background:#;}.vox-header .vox-title, .vox-header .vox-view-paging, .vox-caption .vox-caption-text {font-family:Open Sans !important;}”);
});//ready
})(jQuery);
;var $embedCode; var $galleryHeight = 460;
var $Vox;
(function($) {
$(document).ready(function() {;
//init plugin
$Vox = $(“#vox-gallery-68703”);
$Vox.VoxGalleryMain({
mode: “normalview”,
thumbOn: true,
thumbPosition: “bottom”,
shareOn: true,
responsive: true,
imgMaxWidth: 740,
imgMaxHeight: 460,
intervalDelay: 5000,
autoplay: false,
carouselOpt: {
easing: “easeOutExpo”,
imageW: 65,
imageH: 65,
margin: 7,
border: 1,
borderRadius: 5
},
siteUrlEmbed: “http://www.superlutas.com.br?vox_id=68703”,
siteExternal: false,
permalink: “http://www.superlutas.com.br/noticias/68704/no-cristo-redentor-cyborg-explica-desafio-a-holm-e-critica-ronda/”
}).init();
});//ready
})(jQuery);

(function($) {
$(window).load(function() {
if ($embedCode) {
setTimeout( function(){
$totalHeight = $galleryHeight – $(“.vox-header”).height() – $(“.vox-thumbs”).height() – 4; //(4 = borders values)
//alert( $totalHeight );
$Vox.find(“.vox-image”).css({ height: $totalHeight });
$Vox.VoxGalleryMain.imgMaxHeightNew( $totalHeight );
}, 500 );
}
});//laod
})(jQuery);


Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *