Frustrado com peso médio, Weidman admite subir de divisão

C. Weidman pode subir de categoria Foto: Reprodução Facebook UFC

C. Weidman pode subir de categoria Foto: Reprodução Facebook UFC

Ex-campeão peso médio do UFC, Chris Weidman se recuperou de uma sequência de três derrotas com uma vitória por finalização sobre Kelvin Gastelum no mês passado. Porém, o norte-americano está frustrado com as perspectivas de recuperar o título até 84 kg. e tem flertado com a possibilidade de subir para os meio-pesados, categoria em que Jon Jones recentemente recuperou a coroa.

Veja Também

V. Shevchenko (foto) segue na bronca com Amanda (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Shevchenko acusa Amanda de ter mentido sobre saída do UFC 213

F. Werdum volta no UFC 216 (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Fabricio Werdum mede forças com Derrick Lewis no UFC 216

R. Bader conquistou título em junho (Foto: Reprodução/Facebook/Bellator MMA)
Ryan Bader defende título do Bellator contra Linton Vassell

Em entrevista ao podcast Submission Radio, Weidman disse que a bagunça que se instalou na divisão dos médios tem feito com que ele repense seu futuro nela e disse já estar fazendo planos para se testar na divisão até 93 kg.

“Meu objetivo é ser o campeão e não há nenhuma rota que demore menos de dois anos para que eu recupere meu título no peso médio. Todos os lutadores estão demorando para aceitar lutas. É um lugar estranho para se estar e não é divertido ficar em modo de espera. Se as coisas não mudarem rapidamente no peso médio, eu já começo a pensar em subir definitivamente para os meio-pesados”, admitiu o “All-American”, que declarou ainda ter esperança que Georges St. Pierre não lute contra Bisping no UFC 217 e ele possa substituir o canadense.

“Quem sabe um dos dois não se machuque, ou GSP não lute. O UFC 217 será em Nova York e eu já estou aqui pronto para lutar. Novembro seria perfeito para mim e Bisping não poderia fugir de mim, não em Nova York”, ponderou o ex-campeão.

Source: Portal da Luta

Shevchenko acusa Amanda de ter mentido sobre saída do UFC 213

V. Shevchenko (foto) segue na bronca com Amanda (Foto: Reprodução Facebook UFC)

V. Shevchenko (foto) segue na bronca com Amanda (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Desafiante ao título peso galo feminino, Valentina Shevchenko teria a chance de tirar o cinturão da rival Amanda Nunes no UFC 213. Porém, no dia da luta, a brasileira sofreu com uma crise de sinusite crônica e deixou o combate, remarcado para o UFC 215, em setembro. Porém, a quirguistanesa duvida que a sinusite tenha sido a razão para a Leoa deixar a luta.

Veja Também

F. Werdum volta no UFC 216 (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Fabricio Werdum mede forças com Derrick Lewis no UFC 216

Duelo irá acontecer dia 4 de novembro (Foto:Reprodução/Divulgação/UFC)
Após estreia vitoriosa, Carcacinha encara canadense invicto no UFC 217

Duelo irá acontecer dia 11 de novembro (Foto:Reprodução/Divulgação/UFC)
Matt Brown enfrenta Diego Sanchez no UFC Norfolk, em novembro

Em entrevista ao site norte-americano “BJPenn.com”, “Bullet” declarou que Amanda sofreu muito no corte de peso e se sentiu mal após se reidratar e, por isso, desistiu da luta entre as duas.

“Eu não acredito na razão que ela deu para ter passado mal. Ela disse que sofreu uma crise de sinusite ou qualquer coisa do tipo. Não acredito nisso. Eu acho que ela estava cortando peso e sofreu com isso. Nas últimas 24 horas antes da luta acabou sendo um pouco demais e ela desistiu. Eu acho que ela estava muito fraca do corte de peso. Quando há qualquer problema de saúde, é claro que você vai ao médico e revela sua situação, mas ela não fez isso. O médico a checou depois e a liberou para lutar, mas ela ainda não estava bem. Por causa do corte de peso. Por isso acho que o corte de peso foi a razão pela qual ela saiu da luta”, comentou Shevchenko, que disse ter mantido o foco para o UFC 215.

“Eu estava tão perto, mas não aconteceu. Agora temos uma data e foi ótimo, dois meses depois do UFC 213. Pude descansar um pouco e voltar a treinar com o mesmo foco. Eu estou sempre motivada, não preciso de algo a mais porque sempre tenho a capacidade de me motivar e de me levar ao extremo”, encerrou.

Source: Portal da Luta

Ryan Bader defende título do Bellator contra Linton Vassell

R. Bader conquistou título em junho (Foto: Reprodução/Facebook/Bellator MMA)

R. Bader conquistou título em junho (Foto: Reprodução/Facebook/Bellator MMA)

O ex-lutador do UFC Ryan Bader já saber contra quem será sua primeira defesa do título meio-pesado do Bellator. O norte-americano irá enfrentar Linton Vassell no Bellator 186, que ocorrerá no dia 3 de novembro, no estado da Pensilvânia. A informação é do site norte-americano PennLive e foi confirmada pelo MMA Fighting.

Veja Também

F. Werdum volta no UFC 216 (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Fabricio Werdum mede forças com Derrick Lewis no UFC 216

Duelo irá acontecer dia 4 de novembro (Foto:Reprodução/Divulgação/UFC)
Após estreia vitoriosa, Carcacinha encara canadense invicto no UFC 217

Duelo irá acontecer dia 11 de novembro (Foto:Reprodução/Divulgação/UFC)
Matt Brown enfrenta Diego Sanchez no UFC Norfolk, em novembro

Bader conquistou o cinturão até 93 kg. em sua primeira luta na companhia. No histórico Bellator 180, estreia da organização em Nova York, ele superou Phil Davis na decisão dividida dos jurados em uma revanche de luta que havia ocorrido no UFC e também vencida por “Darth”. Na mesma noite, Wanderlei Silva também estreou, perdendo para Chael Sonnen, em evento que também contou com a derrota de Fedor Emelianenko para Matt Mitrione e de Michael Chandler para Brent Primus.

Vassell, por sua vez, terá a segunda chance de conquistar o cinturão meio-pesado. Ele vem de três vitórias seguidas, incluindo uma inesperada finalização sobre o ex-campeão Liam McGeary, especialista em jiu-jitsu e faixa-marrom sob a tutela de John Danaher e Renzo Gracie. Linton teve sua primeira oportunidade de título em 2014, quando acabou derrotado por Emmanuel Newton.

Source: Portal da Luta

João Pessoa recebe quarta etapa do Circuito International Pro de Jiu-Jitsu, da FBJJ; inscrições abertas

Uma das mais belas cidades do Nordeste brasileiro, João Pessoa, capital da Paraíba, sediará pela primeira vez uma etapa do Circuito International Pro, da Federação Brasileira de Jiu-Jitsu (FBJJ). A competição acontece nos dias 26 e 27 de agosto, no ginásio Poliesportivo do Centro Universitário de João Pessoa – Unipê. Participantes de até 17 anos […]
Source: Tatame

Árbitro, juízes e tamanho das luvas são definidos para superluta entre Mayweather e McGregor; confira

Na reta final para acontecer, o confronto de Boxe entre Floyd Mayweather e Conor McGregor, marcado para o dia 26 deste mês, em Las Vegas (EUA), teve os seus últimos detalhes acertados na última quarta-feira (16), em reunião da Comissão Atlética de Nevada. Vídeo: em disputa entre ‘reis’, Mayweather e McGregor vão colidir, mas apenas um […]
Source: Tatame

Fabricio Werdum mede forças com Derrick Lewis no UFC 216

F. Werdum volta no UFC 216 (Foto: Reprodução Facebook UFC)

F. Werdum volta no UFC 216 (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Recentemente, o peso pesado Fabricio Werdum revelou que gostaria de enfrentar Derrick Lewis em sua próxima luta. E o seu desejo parece ter sido realizado, já que os dois aceitaram medir forças e a luta deve ocorrer no UFC 216, evento que irá ocorrer em Las Vegas, no dia 7 de outubro. A informação é do site norte-americano MMA Fighting.

Veja Também

Duelo acontecerá em outubro (Foto: Reprodução/Youtube/Montagem SL)
Lyoto Machida volta contra Brunson na luta principal do UFC São Paulo

Anderson enfrenta Gastelum na China. (Foto: Reprodução / UFC)
Ultimate oficializa Anderson SIlva x Gastelum no UFC China, em novembro

Duelo irá acontecer dia 4 de novembro (Foto:Reprodução/Divulgação/UFC)
Grabrandt coloca cinturão em jogo contra TJ Dillashaw no UFC 217

Vindo de derrota controversa para Alistair Overeem no UFC 213, “Vai Cavalo” busca voltar à rota das vitórias e se recolocar perto de uma disputa do cinturão que conquistou no UFC 188, após vitória por finalização sobre Cain Velasquez, e perdeu dez eventos depois, no UFC 198, em casa, para Stipe Miocic. Enquanto o croata-americano segue campeão, tendo defendido o título duas vezes, contra o próprio Overeem e diante de Júnior Cigano, Werdum venceu Travis Browne antes de ser superado pelo gigante holandês.

Lewis também vem de revés. O norte-americano foi nocauteado por Mark Hunt no UFC Auckland, em junho deste ano, no 400º evento da história do Ultimate, incluindo pay-per-views e Fight Nights. A derrota para Hunt interrompeu uma sequência de seis vitórias do “Black Beast”.

O UFC 216 ainda não tem uma luta principal garantida, mas tudo indica que ela valerá o título de alguma categoria. Isso porque a co-luta principal da noite será pelo título interino dos leves, com Tony Ferguson enfrentando Kevin Lee. Outros duelos confirmados para o show do dia 7 de outubro: Thales Leites x Brad Tavares, Beneil Dariush x Evan Dunham e John Moraga x Magomed Bibulatov.

Source: Portal da Luta

Após revés, Minotouro retorna contra Jared Cannonier no UFC Winnipeg, em dezembro; saiba

Cerca de um ano após sua última apresentação, o experiente Rogério Minotouro voltará ao octógono. Nesta quinta-feira (17), o Ultimate anunciou que o meio-pesado brasileiro entra em ação no dia 16 de dezembro, pelo UFC Winnipeg, no Canadá, contra Jared Cannonier. Aos 41 anos, Minotouro vem de um revés para Ryan Bader, em novembro do ano […]
Source: Tatame

Cormier revela que não assistiu luta contra Jon Jones: “vai me fazer mal”

Foto: Esther Lin - MMA Fighting

Foto: Esther Lin – MMA Fighting

Um pouco mais de 15 dias depois de ser nocauteado pelo seu maior rival, Daniel Cormier não esconde que ainda não digeriu bem a situação. Em entrevista ao podcast “The MMA Hour”, o ex-campeão dos meio-pesados revela que não se sente preparado para assistir aos vídeos da luta contra Jon Jones no UFC 214:

“Ainda estou procurando respostas, analisando na minha cabeça como a luta estava indo e como tudo aconteceu. Eu perguntei sobre a luta para as pessoas próximas, amigos e treinadores, e pelo que eles me falaram, eu acho que assistir a luta vai me fazer mais mal do que bem. Eles me disseram que estava bom para o meu lado até o chute e acredito que ver isso vá me decepcionar mais ainda. Não tenho certeza se estou emocionalmente pronto ainda para assistir à luta, ainda mais se tudo o que me disseram é verdade.”

No fim da luta, Daniel Cormier ficou completamente perdido, inconsolável e precisou ser contido por membros da Comissão Atlética do Estado da Califórnia (CSAC), médicos, árbitro “Big” John McCarthy e até pelo presidente do UFC, Dana White, que precisou usar das suas artimanhas para convencer o lutador a voltar ao centro do cage para o anuncio da vitória de “Bones”. No entanto, o atleta afirma que não consegue lembrar do episódio:

“Honestamente, eu não me lembro de nada disso. Eu não lembro de deixar o octógono. Eu também não lembro de algumas das fotos em que eu estou chorando e abraçando Bob Cook. Eu me sinto como se estivesse saindo de um nevoeiro. Eu lembro que eu estava lá e me disseram: ‘você precisa ir para o hospital’. Eu pensava: ‘por que?’. Eu falei com Dana e disse a ele: ‘desculpe se empurrei você’, porque eu lembro que me falaram que empurrei alguém.”

Para DC, um “pequeno erro” custou o cinturão dos meio-pesados e a derrota para o maior rival da sua história:

“Foi só um pequeno erro e é isso que me perturba. Eu não costumo errar essas coisas. Se fosse como Donald Cerrone (na luta contra Rick Story), você pode dizer que o chute alto entrou por causa da combinação de socos, mas comigo foi diferente. Parecia que ele queria aumentar a distância. Foi um chute para eu dar um passo atrás, eu errei e ele me pegou em cheio.”

Um vídeo gravado em 2014 mostra Daniel Cormier dizendo que Jon Jones não iria pegá-lo com um chute alto de esquerda. O ex-campeão falou sobre a “profecia” para a revanche:

“Eu vi o vídeo, mas não acho que o nocaute tem alguma coisa a ver com isso. Eu falei disso antes, mas claro que sei defender esses golpes. Contra Anthony Johnson, quando eu quebrei meu nariz, ele acertou um chute perfeito e logo depois defendi outro chute. Dessa vez, não consegui. Treinei e fiz o meu melhor. Agora, acho que a chave dessa sequência é que ele acertou vários chutes e joelhadas no meu corpo e, quando me chutou, eu tentei antecipar um chute no corpo, bloqueei o corpo e o chute veio alto, na cabeça. Tentei ir para a frente e o chute veio rápido. Ele fez tudo certo e eu errei.”

The post Cormier revela que não assistiu luta contra Jon Jones: “vai me fazer mal” appeared first on MMA Space.

Source: Space

Ultimate confirma Anderson Silva x Kelvin Gastelum para o UFC China

Photo by Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Photo by Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Está confirmado! Anderson Silva e Kelvin Gastelum, finalmente, vão se encontrar dentro do octógono. O UFC confirmou a luta para o primeiro evento de Xangai, na China, dia 25 de novembro. O último compromisso do brasileiro foi contra Derek Brunson e ele levou a melhor por decisão unânime dos juízes.

“Spider” e Gastelum iam se enfrentar no UFC 212, em junho, no Rio de Janeiro, mas o norte-americano flagrou positivo em exame antidoping após a luta contra Vitor Belfort, em março, por uso de maconha, e recebeu suspensão até julho. A organização não conseguiu substituto para Anderson, que foi retirado do evento. Em julho, Gastelum enfrentou Chris Weidman e acabou derrotado por finalização.

O Ultimate também anunciou mais um duelo importante para outro evento no mesmo mês. Cody Garbrandt defenderá o cinturão peso-galo contra TJ Dillashaw no UFC 217, dia 04 de novembro, em Nova York.

Confira os cards dos eventos até o momento:

UFC 217
4 de novembro, em Nova York (EUA)
CARD DO EVENTO
Peso-médio: Michael Bisping vs Georges St-Pierre
Peso-galo: Cody Garbrandt vs T.J. Dillashaw
Peso-palha: Joanna Jedrzejczyk vs Rose Namajunas
Peso-médio: Paulo Borrachinha vs Johny Hendricks
Peso-meio-pesado: Gadzhimurad Antigulov vs Ion Cutelaba
Peso-pesado: Curtis Blaydes vs Alexey Oliynyk
Peso-meio-pesado: Corey Anderson vs Patrick Cummins
Peso-galo: Ricardo Carcacinha vs Aiemann Zahabi

UFC China
25 de novembro, em Xangai
CARD DO EVENTO
Peso-médio: Anderson Silva vs Kelvin Gastelum

The post Ultimate confirma Anderson Silva x Kelvin Gastelum para o UFC China appeared first on MMA Space.

Source: Space

McGregor prevê superluta com Mayweather: ‘Ele não dura um round’

McGregor acredita em luta de um round (Foto: Reprodução Facebook Conor McGregor)

McGregor acredita em luta de um round (Foto: Reprodução Facebook Conor McGregor)

Nos últimos anos, Conor McGregor tem se notabilizado por prever o resultado de suas lutas com eficiência. Na noite da última quarta-feira, o irlandês fez a previsão mais ousada dos últimos tempos. Em visita ao programa norte-americano “Late Night with Conan O’Brien”, o campeão do UFC disse que sua luta com Floyd Mayweather, que acontecerá no dia 26 de agosto, não irá durar mais que um round.

Veja Também

McGregor garante retorno ao UFC (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)
McGregor garante retorno ao UFC após Floyd: ‘Sou campeão pena e leve’

Duelo irá acontecer dia 4 de novembro (Foto:Reprodução/Divulgação/UFC)
Grabrandt coloca cinturão em jogo contra TJ Dillashaw no UFC 217

Anderson enfrenta Gastelum na China. (Foto: Reprodução / UFC)
Ultimate oficializa Anderson SIlva x Gastelum no UFC China, em novembro

McGregor havia dito anteriormente que nocautearia Mayweather nos primeiros quatro assaltos, mas declarou que essa era uma previsão conservadora, e que ele estava sendo “humilde” ao dar quatro rounds para acabar com a superluta.

“Eu havia dito que a luta duraria quatro assaltos, mas estava sendo humilde. Eu não acredito que ele irá durar um round. Mas estou tentando ser humilde na TV aberta, então disse que eram quatro. Eu acho que os oponentes que Floyd enfrentou em sua carreira tinham um certo tipo de movimentação, e o boxe em si está no automático, os pés são muito fixos no ringue. Compare isso com um lutador de MMA que pode entrar e sair com muita rapidez. Então acredito que serei uma figura lá dentro que ele nunca viu antes ou que a comunidade do boxe nunca viu antes e isso vai lhe causar muito estrago. Se colocarmos na discussão minha precisão e poder…Eu só preciso soltar um golpe. Eu nocauteei homens em segundos. Ganhei o título do UFC em 13 segundos (contra José Aldo). Então, coloque isso tudo na discussão e Floyd está acabado. É isso”, declarou o “Notorious”.

Curiosamente, o apresentador do programa, Conan O’Brien, é um dos acionistas minoritários do UFC após a compra que a WME-IMG fez. A agência de talentos recrutou alguns de seus principais nomes, incluindo O’Brien, para que pudessem ser donos do Ultimate. Além dele, nomes como Serena Williams, Mark Wahlberg e Tom Brady também se tornaram acionistas do Ultimate.

Source: Portal da Luta