Holly Holm exige salário maior para enfrentar Cyborg: ‘É a melhor luta’

Holm pediu por recompensa financeira para enfrentar Cyborg (Foto:Reprodução/Facebook UFC)

Holm pediu por recompensa financeira para enfrentar Cyborg (Foto:Reprodução/Facebook UFC)

Enfrentar Cris Cyborg não é tarefa fácil para nenhuma lutadora de mundo. Holly Holm, que vem sendo constantemente desafiada pela brasileira, tem consciência do fato, e até por isso resolveu exigir uma maior recompensa financeira para aceitar um eventual confronto. De acordo com a ex-campeã peso galo do UFC, uma luta entre ela e Cyborg seria a maior luta feminina que o MMA poderia ter.

Veja Também

Jones está provisoriamente suspenso do UFC (Foto: reprodução/Facebook UFC)
Jones pode ter sido vítima de suplemento contaminado, diz agente

Diaz comentou May-Mac (Foto:Reprodução/Facebook UFC)
Nate Diaz diz que McGregor tem ‘ótima chance’ contra Mayweather

“Não vou exigir detalhes, não quero ser a lutadora rabugenta. É melhor que ela bata o peso. Mas acho que a compensação (financeira) deveria ser maior, baseada no fato de que essa é a melhor luta entre mulheres que podemos ter. Acho que merecemos uma boa recompensa por isso. Não tem nada a ver com drama, mas precisamos lutar nas condições certas”, declarou, em entrevista ao site MMA Junkie.

Embora reconheça as qualidades de Cyborg, Holm garante que a brasileira não é imbatível. Para ela, seu estilo de jogo pode complicar a vida da curitibana, com que se diz pronta para lutar.

“Continuo aberta a lutar com ela, independente de qualquer coisa. Acredito que todos nós temos fraquezas. Com certeza posso tirar ela da zona de conforto, tirar ela do jogo dela. Ela definitivamente não é invencível. Não vou ficar aqui falando se ela foi bem ou mal na última luta. O estilo faz diferença e todas as lutas são diferentes umas das outras. Estou pronta para lutar. (…) Para mim, essa luta é uma grande possibilidade. Já falamos disso várias vezes antes. Conversamos sobre um peso combinado, o que ela não quis. Isso foi antes de abrirem a categoria nova, dos penas. Se a luta com a Cyborg for oferecida, vou assinar. Se não, luto com quem vier pela frente”, concluiu.

Apesar de vir de vitória recente contra Bethe Correia, Holly Holm não está em boa fase. Desde que venceu Ronda, em novembro de 2015, ela perdeu três das últimas quatro lutas. Foi finalizada por Miesha Tate, e superada por Valentina Shevchenko e Germaine De Randamie por decisão, esta última válida pelo cinturão peso pena, que agora está em posse de Cyborg.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *