Especial: qual será o próximo passo de Conor McGregor? Veja as opções

Qual será o futuro de McGregor? (Foto: Reprodução/Facebook UFCBrasil)

Qual será o futuro de McGregor? (Foto: Reprodução/Facebook UFCBrasil)

Veja Também

L. Ellerbe (esq): impressionado com McGregor (centro) Foto: Reprodução Youtube UFC
Empresário de Mayweather diz que McGregor tem futuro no boxe

McGregor deve voltar ao MMA (Reprodução Youtube ufc)
McGregor diz estar pronto para lutar e cita trilogia com Nate Diaz

Com a tão aguardada superluta de boxe entre Conor McGregor e Floyd Mayweather nos livros, a pergunta que fica é: qual será o futuro do irlandês? Aposentadoria? Carreira no boxe? Retorno ao UFC? As opções são muitas, mas ainda não há nenhum caminho traçado e confirmado.

Dessa maneira, o SUPER LUTAS preparou um especial para destrinchar quais os possíveis destinos que McGregor pode seguir. Confira:

1 – Defender o cinturão peso leve do UFC 

McGregor é o atual campeão dos leves (Foto:Reprodução/Facebook ConorMcGregor)

McGregor é o atual campeão dos leves (Foto:Reprodução/Facebook ConorMcGregor)

Campeão peso leve do UFC desde novembro de 2016, quando nocauteou Eddie Alvarez, McGregor não subiu mais no octógono desde então. O duelo, inclusive, foi seu único realizado até 70kg na organização. Com o irlandês ausente, a organização tratou de colocar um cinturão interino em jogo: Tony Ferguson e Kevin Lee se enfrentam no UFC 216, em outubro.

O vencedor, na teoria, se credencia para ser o próximo desafio de Conor. Caso o europeu não pense em voltar para os leves, a tendência é que Ferguson ou Lee seja efetivado no posto de campeão linear.

2 – Disputar o título dos meio-médios do UFC 

Conor se sagrou campeão peso pena e leve do UFC (Foto:Reprodução/Facebook UFC)

Conor se sagrou campeão peso pena e leve do UFC (Foto:Reprodução/Facebook UFC)

Se o cenário cogitado acima for concretizado, é possível que McGregor seja escalado para mais uma disputa de título no Ultimate, mas na categoria dos meio-médios (até 77kg). O atual número é Tyron Woodley, que está machucado e ainda não tem previsão de retorno.

Outro ponto que pode favorecer Conor é o fato da divisão não ter nenhum desafiante legítimo no atual momento. Dessa forma, McGregor, que já trocou provocações com Woodley, pode ser novamente presenteado pela organização. Seria, também, a chance de conquistar um terceiro título em três pesos diferentes no MMA, algo inédito na companhia.

3 – Trilogia com Nate Diaz

McGregor (dir) e Diaz (esq) se enfrentaram duas vezes (Foto:Reprodução/Facebook UFC)

McGregor e Diaz se enfrentaram duas vezes (Foto:Reprodução/Facebook UFC)

O maior desafeto de McGregor no UFC responde pelo nome de Nate Diaz. Responsável por quebrar uma invencibilidade de 15 lutas do irlandês ao finaliza-lo em março de 2016, o bad boy norte-americano ainda travou uma segunda batalha com Notório, que ‘limpou a derrota’ com um triunfo por decisão majoritária dos juízes, cinco meses depois.

Contudo, engana-se quem pensa que a rivalidade acabou. Uma trilogia entre os dois já vem sendo especulada, principalmente após Conor dizer, na coletiva após o duelo contra Floyd, que ainda quer enfrentar Diaz mais uma vez. “Tem a trilogia com o Nate Diaz, que é uma opção…Enfim, vou curtir agora os meus ganhos e ver o meu próximo passo em breve”, disse o lutador.

4 – Seguir carreira no boxe 

Conor pode seguir lutando boxe (Foto: Reprodução/Twitter UFCBrasil)

Conor pode seguir lutando boxe (Foto: Reprodução/Twitter UFCBrasil)

Muito se fala que a migração de McGregor para o boxe foi apenas para o duelo contra Mayweather, no qual os dois lucraram salários astronômicos. Contudo, há quem aposte que o lutador possa voltar a atuar na arte suave, dando continuidade a carreira que iniciou no sábado (26) passado.

Durante a preparação para seu último combate, Conor colecionou desafetos. O caso mais emblemático é o de Paulie Malignaggi, que o ajudou durante parte do camp. O ex-campeão mundial de boxe se irritou e deixou a equipe após o vazamento de imagens em que aparecia levando um knockdown de McGregor. Após muitas provocações, Malignaggi desafiou o novo rival para uma luta profissional.

“É como eu disse, tenho feito boxe durante toda a minha vida. Eles pensam que ah, eu não estou no nível do boxe, mas essa é uma mentalidade estranha. É uma luta entre dois lutadores bem talentosos. Um perde, o outro ganha e o mundo segue. Eu amo o esporte boxe. O boxe sempre teve um lugar cativo no meu coração durante toda a minha vida. Eu vou continuar lutando boxe daqui pra frente, e vou continuar lutando artes marciais mistas. Eu vou dominar ambos com punhos de ferro. Essa é a minha mentalidade. O futuro parece brilhante”, declarou Conor, durante a preparação para o duelo com Floyd.

5 – Se aposentar 

Aposentadoria é uma das opções de McGregor (Foto: Reprodução/Instagram ConorMcGregor)

Aposentadoria é uma das opções (Foto: Reprodução/Instagram ConorMcGregor)

Outra opção viável é até mesmo a aposentadoria de McGregor. Com mais de R$ 300 milhões recebidos somente pelo duelo contra Mayweather, o irlandês já fez o seu “pé de meia”. Ou seja, dinheiro não é mais problema, o que pode acabar sendo um fator desmotivacional para o lutador. Deve-se levar em conta que seu primeiro filho nasceu há poucos meses, e Notório já expressou o desejo de ficar mais tempo ao lado da família.

O próprio Dana White, presidente do UFC, já havia levantado a possibilidade de Conor nunca mais voltar a lutar profissionalmente. “Se Conor ganhar US$ 75 milhões, como ele voltará a lutar por sete, oito ou dez milhões de dólares? Ele entende o cenário, é muito inteligente. Mas ele pode nunca mais lutar. No mundo da luta, você precisa estar faminto. É difícil você aceitar levar socos na cara quando tem US$ 75 milhões no banco”, declarou o dirigente, antes do duelo contra Floyd ser oficializado.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *