Shooto Brasil 74 coroa astros do jiu-jitsu, veterano e novos campeões em inauguração

Foto: Natalino Werneck

Foto: Natalino Werneck

A 74ª edição do Shooto Brasil fez jus às expectativas que cercavam o evento. Na inauguração de sua nova casa, a Upper Arena, na Zona Sul do Rio de Janeiro, na noite deste domingo, dia 27 de agosto, o show teve emoções de sobra. Na luta principal, o veterano Marlon Sandro finalizou o peruano Diego Arturo com pouco mais de um minuto de luta para festa do público presente, que também vibrou muito com as vitórias dos multicampeões de jiu-jitsu Rodolfo Vieira e Bruno Malfacine, também por finalização, sobre Fagner Rakchal e Romário Boaes, respectivamente.

O evento coroou ainda três novos campeões, Luan Danger, pelos moscas, e Geraldo de Freitas, pelo galos. Ele destronaram Jafel Filho e Luciano Benício, respectivamente. Já Jhonata Silva, pelos palhas, venceu Yan Teixeira e faturou o cinturão vago até então. O evento teve outras seis lutas com destaque para a vitória de Pedro Falcão sobre o ex-UFC Iliarde Santos.

Marlon Sandro atropela peruano; Rodolfo e Malfacine finalizam e levam público ao delírio

Foto: Natalino Werneck

Foto: Natalino Werneck

A luta principal do Shooto Brasil colocou frente a frente o veterano Marlon Sandro, um dos líderes da Nova União, e o peruano Diego Arturo em um duelo internacional. Vestido de Gladiador, sua marca registrada, Marlon ganhou a companhia dos filhos que também entraram a caráter ao seu lado. E a presença da família parece ter motivado o ex-lutador do Bellator e do Pancrase. Aos 40 anos, ele mostrou um ímpeto de menino e encurralou Arturo assim que o duelo começou. Logo após o primeiro minuto, conseguiu uma boa queda e ajustou um lindo katagatame para pôr fim ao combate e conquistar sua 29ª vitória na carreira.

Os embates mais aguardados da noite certamente eram o dos companheiros de American Top Team, Rodolfo Vieira e Bruno Malfacine. Multicampeões no jiu-jitsu, os dois estão no início das trajetórias no MMA. Rodolfo fez apenas sua segunda luta e Malfacine sua estreia. Apesar do resultado final ser o mesmo, os dois passaram por situações distintas durante os duelos.

O combate entre Rodolfo Vieira e Fagner Rakchal teve contornos de drama para o carioca. Com muita dificuldade para impor seu jogo de chão graças ao bom aproveitamento em defesas de queda de Rakchal e o jogo de muay thai afiado, Rodolfo estava vendo a vitória escapando de suas mãos, mas uma queda no minuto final e um katagatame salvador a 15 segundos do fim deram a vitória ao carioca, para delírio do público presente que vibrou como se fosse final de campeonato. Pentacampeão mundial na arte suave, Rodolfo foi muito aplaudido e festejado na saída do cage. Ele foi carregado nos braços pelo líder da ATT Ricardo Libório.

Já Bruno Malfacine teve vida bem mais fácil diante de Romário Boaes. Apesar de fazer sua estreia no MMA, o lutador, que é nove vezes campeão mundial de jiu-jitsu, parecia estar em casa dentro do cage. Logo no início do duelo, ele grudou no oponente e conseguiu a queda. Dali para frente todos sabiam que o destino da luta provavelmente estava traçado. E não deu outra. Com pouco mais de um minuto, Malfacine encaixou uma justa chave de braço para vencer a luta e vibrar muito ao lado de sua torcida.

Jhonata Silva, Luan Danger e Geraldo de Freitas conquistam cinturões

Foto: Natalino Werneck

Foto: Natalino Werneck

O Shooto Brasil conheceu ainda três novos campeões da noite deste domingo. Pelos galos (até 61,2kg), Geraldo de Freitas e Luciano Benício fizeram um combate movimentadíssimo. Apesar do título ser de Benício, foi Geraldo quem se impôs no duelo durante os nove minutos com muita técnica tanto em pé quanto no chão. Ao fim dos três rounds a vitória foi clara para o atleta da Rio Fighters, equipe liderada pelo ex-lutador Miltinho Vieira.

Entre os moscas (até 56,7kg), o então campeão Jafel Filho e Luan Danger fizeram um confronto de estilos. Especialista na luta de chão, Jafel não conseguiu impor sua estratégia diante de Danger, que foi superior durante todos os assaltos com um muay thai muito alinhado. Curiosamente, Danger faturou o título na especialidade do adversário, com um mata-leão no terceiro round após bons golpes encaixados.

Pela divisão dos palhas, Jhonata Silva e Yan Teixeira protagonizaram uma das melhores lutas da noite. Com os dois atletas muito agressivos e partindo para a trocação franca a todo momento, o público viu um verdadeiro show de técnica. No final, melhor para Jhonata, que foi mais contundente e garantiu o cinturão da categoria até 52,2kg. O Shooto Brasil 74 teve outros seis duelos, com destaque para as vitórias de Pedro Falcão sobre o ex-UFC Iliarde Santos e o triunfo de Fernando Bruno, também ex-lutador do Ultimate, sobre Edilson Teixeira. Renato King, Carlos Eduardo e Jessica Delboni foram os outros vencedores da noite.

Resultados oficiais – Shooto Brasil 74

Marlon Sandro finalizou Diego Arturo com um katagatame a 1min e 56 seg do primeiro round

Rodolfo Vieira finalizou Fagner Rakchal com um katagatame aos 4min 46 seg do terceiro round

Geraldo de Freitas venceu Luciano Benício por decisão unânime

Pedro Falcão venceu Iliarde Santos por decisão unânime

A luta entre Jeferson Minotauro e Handesson Boy Doido terminou em empate majoritário

Luan Danger finalizou Jafel FIlho com um mata-leão aos 2min e 55 seg do terceiro round

Fernando Bruno venceu Edilson Teixeira por decisão unânime

Bruno Malfacine finalizou Romário Boaes com uma chave de braço a 1 min e 34seg do primeiro round

Jonatha Silva venceu Yan Teixeira por decisão unânime

Renato King venceu Armando Sapinho por decisão unânime

Carlos Eduardo Carlin finalizou Elvis Batista com um mata-leão a 4min e 46seg do primeiro round

Jessica Correa venceu Joice Mara da Silva por decisão unânime

The post Shooto Brasil 74 coroa astros do jiu-jitsu, veterano e novos campeões em inauguração appeared first on MMA Space.

Source: Space

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *