Recém-casado, Felipe Sertanejo adia lua de mel para lutar em setembro

Brasileiro volta ao octógono em setembro – Foto: Josh Hedges/UFC

O dia 14 de agosto foi um dos mais importantes na vida do lutador Felipe Sertanejo. Ele, enfim, oficializou a sua união com a jornalista e apresentadora Lucilene Caetano, mãe de seu filho Theo, e com quem já vive há quatro anos. Mas a lua-de-mel terá que esperar, pois o atleta da Chute Boxe Diego Lima adiou esse tempo com a esposa para se preparar para encarar o americano Luke Sanders, no UFC Fight Night, que acontece dia 16 de setembro, em Pittsburgh, nos Estados Unidos.

Feliz por voltar ao octógono, Sertanejo comemorou a chance de lutar e promete ir pra cima do adversário, que “atrapalhou” sua festa. “Oficializar a minha união com a mulher que eu amo e mãe do meu filho foi um dos dias mais emocionantes da minha vida. Graças a Deus, vamos adiar a lua-de-mel por um bom motivo. Teremos todo o tempo do mundo para ficarmos juntos depois. Estava no apetite de voltar e vinha treinando muito forte. Vou mostrar para o americano que ele não deveria ter atrapalhado a minha festa de casamento sem ser convidado”, brincou o peso-galo.

Essa não é a primeira vez que um compromisso do UFC cruza o caminho da vida pessoal do atleta. Em julho de 2016, prestes a ser pai pela primeira vez, Felipe teve que deixar a sua mulher em casa no último mês de gravidez para lutar com Jerrod Sanders, em Las Vegas. Na ocasião, o adversário acabou finalizado. “Aquela luta foi especial pra mim. Dediquei a vitória para meu filho e esposa, que foi uma guerreira por ficar me esperando. Quero repetir a história. Caso eu ganhe, será o melhor presente de casamento que eu poderia dar para a minha mulher e família”, continuou o lutador.

Mesmo sem contusão, Felipe Sertanejo não luta há dez meses, quando enfrentou Erik Perez, em novembro, no México, cujo combate saiu derrotado por decisão dividida. Desde então, vinha se condicionando à espera do chamado do UFC.

Agora, o especialista em Muay Thai quer usar o combate com Luke Sanders, no UFC de Pittsburgh, para mostrar que tem talento para ser escalado mais vezes em 2017. “Ficar sem lutar por um longo período não é bom. Quando entro no cage, dou minha vida lá dentro e minhas lutas são sempre empolgantes e levantam o público. O Mestre Diego Lima tem me preparado para ir pra cima do americano e mostrar, mais uma vez, o meu valor ao UFC”, falou Sertanejo, que ganhou duas das suas últimas três lutas.

Adversário só perdeu uma vez na carreira

Apesar de menos lutas no cartel, Luke Sanders é um adversário duro para Sertanejo reencontrar o caminho das vitórias. O americano lutou 12 vezes na carreira e só perdeu uma, justamente, o último combate. O revés sofrido em abril de 2017 pode ser o combustível para ele partir para o tudo ou nada contra o brasileiro. “Ele é um atleta de MMA completo. Além de forte, varia bastante o jogo, sabe nocautear e também mostrou qualidade para finalizar. Estamos preparando o Felipe para todas as situações da luta, sempre no estilo Chute Boxe, que é de ir pra cima. Esse disputa tem tudo para ser um dos melhores combates da noite”, analisou Diego Lima, técnico de Felipe Sertanejo.

O post Recém-casado, Felipe Sertanejo adia lua de mel para lutar em setembro apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

ACB Jiu-Jitsu define chaveamentos para sua estreia no Brasil; confira quem enfrenta quem

A sorte está lançada para a sétima edição do evento de Jiu-Jitsu do Absolute Championship Berkut (ACB). A organização definiu os chaveamentos para os dois torneios do show deste sábado, dia 9 de setembro, no Rio de Janeiro, reunindo 16 competidores em disputas sem quimono em busca da glória máxima. O ACB Jiu-Jitsu 7 acontece no anfiteatro do Riocentro, Zona Oeste da cidade, e tem ingressos à venda através do site www.bilheteriadigital.com.br.

A estreia do ACB JJ em solo carioca promove competições em duas categorias de peso. Na divisão até 75kg, encabeça a lista  Davi Ramos, lutador do UFC e atual campeão do ADCC (até 77 kg), que mede forças com Luan Carvalho na primeira fase. O norte-americano Edwin Najmi e Thiago Abreu duelam do mesmo lado da chave, enquanto o russo Arbi Muradov enfrenta Marcio André, e Rodrigo Caporal encara Marcelo Mafra no lado oposto do chaveamento.

Entre os competidores até 85kg, o atual campeão absoluto do ADCC, Claudio Calasans, pega Patrick Gaudio. O vencedor do duelo avança para encarar o melhor entre Arnaldo Oliveira e Lucas Rocha. Do outro lado, os norte-americanos AJ Sousa e Josh Hinger duelam, e Thiago Sá luta contra o australiano Kit Dale também por uma vaga nas semifinais do GP.

A fórmula de disputa dos torneios é de eliminação simples, com o vencedor avançando à próxima fase. As lutas eliminatórias terão três rounds de cinco minutos cada, enquanto as duas finais serão disputadas em cinco rounds. A pontuação de luta será round a round, semelhante ao que acontece no MMA, de acordo com as apresentações de cada atleta no tatame.

Ingressos à venda

Os interessados em assistir todas as emoções dos 14 combates da noite que a estreia do ACB no Brasil reserva já podem garantir seu lugar no show. Os ingressos já estão à venda através do site (para comprar, clique aqui) e custam R$ 50,00 (cinquenta reais) a inteira com meia-entrada no valor de R$ 25,00 (vinte e cinco reais), mediante comprovação através dos documentos necessários.

SERVIÇO: 

ACB Jiu-Jitsu 7

Data: 9 de setembro
Hora: 18h (horário de Brasília)
Local: Anfiteatro do Riocentro
Endereço: Avenida Salvador Allende, 6555 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ

Source: Tatame

Demetrious Johnson volta ao topo do ranking UFC após doping de Jon Jones

Foto: Dave Mandel/Sherdog

Foto: Dave Mandel/Sherdog

Já saiu o ranking atualizado do UFC e não houve muitas mudanças após o recente evento Fight Night em Roterdã, na Holanda.

Joe Jones ainda não foi retirado do ranking oficial. Porém, após o resultado positivo em seus exames antidoping feitos antes de sua última luta, o lutador caiu duas posições na classificação peso-por-peso, sendo agora o terceiro colocado, ficando atrás do campeão Demetrious Johnson e Conor McGregor. O campeão peso-mosca agora segue líder da lista, e Conor McGregor ocupa a segunda colocação.

Empatada com Anderson Silva, Demetrius Johnson poderá quebrar o recorde de defesas de cinturão bem-sucedidas do UFC, se derrotar o seu adversário Ray Borg, no próximo sábado (9), no UFC 215.

A categoria peso-pesado foi a única que teve mudança significante após a atualização do ranking. Confira abaixo o rank atualizado:

Foto: Ranking atualizado/ UFC

Foto: Ranking atualizado/ UFC

Por categoria – Como mencionado anteriormente, Johnson/McGregor/Jones ocupam as três primeiras colocações, Robert Whittaker sobe para 14ª colocação enquanto Amanda Nunes cai para 15ª.

Peso-Mosca – Wilson Reis cai para 5ª até enfrentar seu adversário Henry Cejudo.

Peso-Galo – Sem mudanças.

Peso-Pena – Sem mudanças

Peso-Leve – Gilbert Melendez foi para 14ª enquanto Evan Dunham caiu para 15ª. A próxima luta de Melendez será como peso-pena.

Peso Meio-Médio – Sem mudanças.

Foto: Ranking atualizado/ UFC

Foto: Ranking atualizado/ UFC

Peso Médio – Sem mudanças.

Peso Meio-Pesado – Sem mudanças.

Peso Pesado – Alexander Volkov permanece na 7ª posição após vencer em sua ultima luta contra Stefan Struve, que caiu da 9ª para 10ª colocação. Curtis Blaydes sobe para 13ª e Travis Bones fica na 14ª posição.

Tanto o Peso Palha quanto o Peso Galo, ambos femininos, não tieveram mudanças.

The post Demetrious Johnson volta ao topo do ranking UFC após doping de Jon Jones appeared first on MMA Space.

Source: Space

Campeão fala sobre quebrar recorde de Anderson Silva: “desculpas aos fãs brasileiros”

Photo by Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Photo by Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Além da defesa de cinturão da brasileira Amanda Nunes, o UFC 215 contará com a disputa de título entre Demetrious Johnson e Ray Borg. Mas não é só a cinta que estará em jogo. Único campeão peso-mosca do Ultimate desde que a categoria foi criada, “Mighty Mouse” terá a oportunidade de passar um recorde histórico de defesas de cinturão consecutivas, que pertence a Anderson Silva.

Em entrevista ao site “Combate”, o lutador afirma que a marca será importante para o seu legado, mas diz que não quer chatear a torcida brasileira:

“Esse recorde significa muito, ainda mais eu sendo o campeão. Me lembro bem de quando conquistei o meu cinturão, da minha primeira defesa de título, nunca achei que me viria nessa situação (de 10 defesas de título bem-sucedidas). Apenas me via como um cara que trabalha duro como atleta. Agora estou nessa situação, então vou entrar lá e fazer o meu melhor, e não estou tentando irritar nenhum brasileiro (risos). Isso é muito engraçado. É muito triste que os brasileiros estão bravos comigo porque vou quebrar o recorde do Anderson Silva. Sabe, primeiro o UFC queria que eu fosse para o Brasil enfrentar o Wilson Reis e derrotá-lo lá, mas eu pensei: “Por que ir para o Brasil lutar com o Wilson Reis e derrotá-lo lá, e ainda por cima tentando quebrar o recorde do Anderson Silva? Por que eu faria isso?” Eu peço desculpas aos meus fãs brasileiros, eu juro que estou fazendo tudo certinho, sem atalhos, apenas trabalhando duro.”

O campeão dos moscas é claro quando questionado sobre o seu futuro, caso quebre o recorde de uma das maiores lendas do esporte, Anderson Silva:

 “Se eu vencer no sábado, a divisão vai saber que o campeão ainda está aqui, e que mesmo aos 31 anos ele ainda é um caminhão velho com muitos quilômetros a serem rodados. Acho que posso falar assim. Ainda estou aqui, focado em ser o rei.”

Depois de confirmar que pensa em fazer superlutas, Demetrious Johnson conta que tem vontade de se aventurar em outro esporte, assim como Conor McGregor:

“Sim, não vou mentir. Depois de ver o McGregor se testando no boxe, eu me inspirei, então talvez um dia eu possa querer lutar boxe. Porém, só farei isso se o dinheiro compensar, porque obviamente eu amo dar chutes, joelhadas, finalizar e quebrar as pessoas. Adoro leva a luta para um outro lugar, como um verdadeiro artista marcial. McGregor mesmo disse que aquela era uma meia luta, era apenas boxe.”

“Mighty Mouse” nunca escondeu que gostaria de enfrentar o seu próximo adversário, Ray Borg. O lutador fala o motivo de querer tanto dar a Borg uma disputa pelo cinturão:

“No começo sempre quis o Ray Borg, não era sobre isso (lutar com o TJ). Eu não vou reclamar disso, mas a luta acabou se desenhando e ele é o desafiante número um na divisão dos moscas, e foi assim que essa luta aconteceu. Ray Borg é um adversário ótimo, vem de um ótimo camp, a academia do Greg Jackson, já enfrentei aquele camp diversas vezes com o John Dodson. Ainda estou empolgado para entrar lá e ver o que eles estão guardando para apresentar no octógono.”

Confira o card completo do evento:

UFC 215
9 de setembro, em Edmonton (CAN)
CARD PRINCIPAL (a partir de 23h, horário de Brasília):
Peso-mosca: Demetrious Johnson vs Ray Borg
Peso-galo: Amanda Nunes vs Valentina Shevchenko
Peso-meio-médio: Neil Magny vs Rafael dos Anjos
Peso-pena: Jeremy Stephens vs Gilbert Melendez
Peso-meio-pesado: Ilir Latif vs Tyson Pedro
CARD PRELIMINAR (a partir de 19h15, horário de Brasília):
Peso-galo: Sara McMann vs Ketlen Vieira
Peso-mosca: Henry Cejudo vs Wilson Reis
Peso-galo: Sarah Moras vs Ashlee Evans-Smith
Peso-pena: Gavin Tucker vs Rick Glenn
Peso-leve: Mitch Clarke vs Alex White
Peso-pesado: Luis Henrique KLB vs Arjan Bhullar
Peso-leve: Kajan Johnson vs Adriano Martins

The post Campeão fala sobre quebrar recorde de Anderson Silva: “desculpas aos fãs brasileiros” appeared first on MMA Space.

Source: Space

Vídeo: entrada de Ronda em casamento com Travis Browne é divulgada em rede social; assista

Após algumas fotos do casamento entre os lutadores do UFC Ronda Rousey e Travis Browne serem divulgadas, agora chegou a vez de um vídeo com o momento exato da entrada de Ronda para encontrar Browne no “altar” sair no Instagram.

No vídeo, a ex-campeã do UFC aparece caminhando ao encontro de Browne com uma tradicional música havaiana ao fundo, enquanto os convidados se aglomeram ao redor dos noivos. Vale lembrar que a cerimônia foi realizada no último dia 26 de agosto, no Havaí.

Confira a entrada de Ronda abaixo:

//platform.instagram.com/en_US/embeds.js

Source: Tatame

Com três cinturões em jogo, Jungle Fight 92 marca o 14º ano da organização

Minas Gerais vai receber a edição de 14 anos do Jungle Fight. Três cinturões estarão em jogo na edição de número 92 do evento, marcada para o dia 30 de setembro, no Mineirinho. Pelo topo da categoria peso mosca (57kg), Denis ‘Três Dedos’ enfrenta o antigo campeão Bruno ‘The Talent’. No co-evento, Felipe Cabocão mede forças com Caio Gregório pelo cinturão dos penas (66kg) e, na luta principal da noite, Erick Parrudo defende o título dos leves (70kg) da organização.

Com cinco vitórias consecutivas, o baiano Erick Parrudo vive um grande momento que culminou na conquista do cinturão no Jungle Fight 82, quando nocauteou Ciro Rodrigues, em 2015. Já na sua segunda defesa de título, Erick garante que chega bem preparado e vai buscar mais um nocaute. Para ele, somente com muito trabalho e dedicação vai ser possível sustentar o posto de campeão.

“A torcida de Minas Gerais que me perdoe, mas eu vou para nocautear o atleta local. Sei que ele é duro, mas eu treino todos os dias todas, as modalidades. Estou pronto para enfrentar qualquer um, no Jungle não escolhemos adversário. Aqui é o mais difícil da América do sul”, disse o campeão, que sustenta o cartel de 18 vitórias e sete derrotas na carreira.

Do outro lado, o atleta local Cleiton ‘Predador’ promete não decepcionar a torcida. Aos 31 anos, o mineiro venceu 12 confrontos e perdeu apenas em uma oportunidade. Para ele, conquistar o cinturão do Jungle Fight é a grande chance de impulsionar a carreira internacional.

“Todas as minhas lutas foram duras e dessa vez não vai ser diferente. O Parrudo é experiente, mas anda falando muita besteira, vou lá para tomar o cinturão dele e tenho certeza que estou preparado pro desafio”, garantiu Cleiton.

Wallid Ismail, presidente da organização, comemorou os 14 anos de Jungle Fight e acredita no MMA como forte ferramenta de inclusão social. Para Bruno Júlio, presidente do Jungle no estado, Minas Gerais se tornou a capital do MMA no país.

“Vamos levar o Jungle Comunidade para todos os cantos de Minas Gerais. Investir no esporte é trabalhar para o crescimento social do estado. Minas virou a verdadeira terra do MMA”, disse Bruno.

Os ingressos para acompanhar o Jungle Fight 92 no Mineirinho estão à venda com 50% de desconto no primeiro lote, disponível no site www.centraldoseventos.com.br.

JUNGLE FIGHT 92 – 30.09

19 horas

Mineirinho, Belo Horizonte

Eric Barbosa ‘Parrudo’ (Champion Team/BA) x Cleiton ‘Predador’ Silva (Full House/MG) Cinturão – 70kg

Felipe ‘Cabocao’ Colares (Team Nogueira/AP) x Caio Gregório (Gordin Fight Team/MG) Cinturão – 66kg

Denis ‘Três Dedos’ Fontes (VF e Reis Team/MG) x Bruno Menezes (Champion Team/BA) Cinturão 57kg

Brenner Albert (Fight Society Bananal Team/MG) x Kaynan ‘Bahia’ (Aoa Ricardo Pereira/SP) 70kg

Marcelo ‘Animal’ de Oliveira (BhRinos/MG) x Lucas “Monstro” Cartogenio ( Amizael Gomes/Rondônia) 84KG

Alessandro Junior ‘Gambulino’ (Gordin Fight Team/MG) x Quemuel Ottoni (Família Komodo/SP) 77KG

Marcus ”Montanha” Vinicius (Gordin Fight Team/Mg) x Douglas”Big Monster” Humberto (Nova União/Big Fighters/MG) Peso Pesado

Luis ‘El Dragón’ Ceron (Loko Bertazini Fight Club/Mexico) x Deivid Ramos (TF Team/MG) 66KG

Ismael de Souza Bonfim (Cerrado MMA/DF) x Adriano ‘Sargento’ Gonsalves (Careca Team/Mg) 66kg

Carlos ‘Carlin’ Soares (Gordin Fight TEAM/MG) x Francisco Nazareno Figueiredo (Marajó Brothers/PA) 61KG

Joao Zaidem (Team Maquininha Do Futuro/SP) x José Aparecido (Equipe Champion/BA) 93kg

Luiz Buda (Piaui) X Vinicios ’Fenomeno’ Salvador (Ribas Family/Mg) 57kg

Antonio ”Urubu” Macedo (Team Extreme Kombat/Pa) x Thiago Henrique (Alan Fernandes Team/Mg) 57kg

Carlos Oliveira (Para) x Fernando ‘Bem 10’ De Almeida (Vf E Reis Team/Mg) 57kg

Alessandro Mendes (Team Nogueira/RJ) x Erikson Bejamim (BhRinos/MG) 61KG

JUNGLE COMUNIDADE

Marcos ‘Tchaco Sanatório’ De Almeida (Tchaco Fight Team E Pantera Negra/Mg) x Fabricio Negão (Ribas Family E Team Fight/PI ) 66kg

Thiago Naja (Low Kick-Mg) X Marcos Guimaraes (Rubens Dorea Team/Pe)

Paty Borges (Ribas Family E Team Fight/Mg) X Thalyta Stefane (Tatame Do Bem-Mg) 61kg

Natalia Silva (Pro Fight/Mg) X Tarciara Santos(Templo Da Luta-Gordin Fight/Mg) 52kg

Jonathan Branko (Gordin Fight Team/Mg) X Kenner “Xaropinho” (Mamute Team-Mg) 57kg

Marlon “Pica Pau” Barbosa (Fight Society/Mg) X Rafael Gonçalves (Borracha Team/Mg) 61kg

O post Com três cinturões em jogo, Jungle Fight 92 marca o 14º ano da organização apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

José Aldo revela o que falta para migrar para o Boxe e ressalta desejo de lutar no UFC 217

Depois de perder o cinturão dos penas do UFC, José Aldo já tem uma data e um local preferido para seu retorno ao octógono mais famoso do mundo. No que depender do manauara, o evento que abrigará sua volta será o UFC 217, que acontece no dia 4 de novembro, em Nova York (EUA).Em entrevista aos parceiros do Canal Encarada, Aldo expressou seu desejo de fazer parte do evento que acontece no simbólico Madison Square Garden e revelou ter pedido ao Ultimate um retorno breve ao octógono após a derrota para Max Holloway, em junho.

“Eu quero lutar. Pedi para lutar o quanto antes. Nós estamos falando isso desde a minha última luta, estou pedindo para lutar o quanto antes. Esse (UFC 217) é um evento que está próximo, é um evento grande e eu quero estar dentro”, garantiu.

Para se inscrever no Canal Encarada e receber os vídeos especiais, basta clicar em “inscrever-se” no link>> www.youtube.com/CanalEncarada

Aldo explica sonho no boxe profissional após treinos nos EUA

Não é só Conor McGregor que tem coragem de se aventurar no boxe. Depois da luta do irlandês contra o astro Floyd Mayweather Jr, quem também sonha com o boxe profissional é José Aldo. Mas o ex-campeão dos penas do UFC quer trilhar seu caminho de uma forma muito mais “justa”.

Aldo explicou que seu ingresso no boxe depende apenas do fim de seu contrato com o Ultimate. Segundo o brasileiro, o sonho no boxe é começar “por baixo”.

“Quero fazer um trabalho começando por baixo, pegando atletas não bem ranqueados para um dia quem sabe mirar um título mundial. Essa é a ideia, é um sonho que eu tenho. Não estou atrás de dinheiro. Prefiro fazer o que o coração pede, manda. Dinheiro é bom, vamos sempre procurar lutar por isso, mas meu intuito agora é começar do zero, sem desafiar ninguém. Mas se alguém me desafiasse eu ia sentar, conversar com todo mundo e não tomaria a decisão sozinho”, explicou o manauara, que garantiu que o ingresso no boxe só depende do fim de seu contrato com o UFC.

“Acho que ainda tenho quatro ou cinco (lutas no contrato com o UFC), mas isso é certo (boxe depois do UFC)”, declarou.

O ex-campeão do UFC ainda comentou o trabalho feito com Robert Garcia, treinador conhecido no mundo do boxe. Aldo passou uma temporada na Califórnia (EUA) treinando boxe com Garcia.

“Eu tinha o sonho de treinar com ele (Robert Garcia). Acompanhei o trabalho dele e vi a capacidade que ele tem. Comecei a acompanhá-lo mais de perto depois da luta do (Floyd) Mayweather com o (Marcos) Maidana. Era um sonho. Queria ter ido pra lá um mês antes da minha última luta, não pude ir, não consegui. Mas dessa vez eu consegui e é mais um sonho realizado”, afirmou.

O post José Aldo revela o que falta para migrar para o Boxe e ressalta desejo de lutar no UFC 217 apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Diaz ataca exibição de McGregor contra Mayweather no Boxe: ‘Não houve nenhum aprendizado’

Maior desafeto de Conor McGregor no Ultimate, Nate Diaz foi pelo caminho oposto ao de diversos lutadores de MMA, que elogiaram a performance do irlandês contra Floyd Mayweather, em luta de Boxe realizada no último dia 26 de agosto, em Las Vegas (EUA). Apesar da derrota por nocaute técnico, no décimo round, atletas e parte da mídia especializada engrandeceram a postura do campeão do leves do Ultimate contra um dos maiores pugilistas da história.

Nate afirmou que McGregor não apresentou nada de novo no Boxe (Foto: Getty Images)

Nas redes sociais, através de um post no Instagram, Diaz fez questão de desconstruir a exibição de McGregor, afirmando que o irlandês não apresentou nada de novo dentro do rigue, comparado ao que faz no octógono.

“Ele golpeou do mesmo jeito que golpeia no UFC. Não houve aprendizado. Foi uma besteira! Sempre falo que Bruce Lee nunca teria perdido assim. #realninjashit”, escreveu Nate.

Vale lembrar que McGregor e Diaz se enfrentaram em duas oportunidades no Ultimate, com uma vitória para cada. Nos Estados Unidos, existe a expectativa que o retorno de “Notorius” ao MMA – após aventura no Boxe – seja contra o americano, fechando a trilogia.

Source: Tatame

Aspera FC estreia no UFC Fight Pass com ex-Bellator na luta principal

Morceguinho emplacou três vitórias desde a saída do Bellator – Foto: Leonardo Fabri

O Áspera FC chega à sua 57ª edição neste sábado com uma novidade muito especial. Com Florianópolis como palco, o show será transmitido ao vivo pelo UFC Fight Pass, sistema de streaming do Ultimate, além de passar no Esporte Interativo e nos internacionais FIFE TV, Fight Network Italia e WSOF Global.

“Ter conseguido um acordo com o UFC Fight Pass foi fantástico. Sem dúvida, os atletas da organização terão agora mais e mais oportunidades de se tornarem verdadeiras estrelas como tantos outros que saíram do Aspera e hoje estão em grandes eventos internacionais” crê o presidente do evento, Marcelo Brigadeiro. “O público de fora do Brasil pode ter certeza que vem por aí um show histórico, nosso primeiro em Floripa!”

Dentro do cage o destaque fica pelo duelo de pesos-penas entre o ex-Bellator Júlio César Morceguinho e o invicto Roger Sampaio. Aos 23 anos, Morceguinho venceu 33 das 34 lutas que disputou, e atualmente vem de três triunfos consecutivos. Um ano mais velho, Roger Sampaio venceu todos os cinco adversários que enfrentou e jamais foi para a decisão dos jurados.

Aspera FC 57: Morceguinho x Sampaio

9 de Setembro

Ginásio Capoeirão, Florianópolis, Santa Catarina

Até 66kg – Júlio César Morceguinho (Astra Fight Team) x Roger Sampaio (Boxer MMA)

Até 70kg – Alex Leko (Astra Fight Team) x Fernando Colman (Training)

Até 73kg – Alexandre Cidade (Team Tavares) x Joel Tigre (JT)

Até 59kg – Marcelo Hulk (Rangel Farias) x Everton Monteiro (Astra Fight Team)

Até 120kg – Giacomo Lemos (Rangel Farias) x Bruno Chaves (Team Nogueira)

Até 50kg – Maria Ribeiro (Jarutas Team) x Mayara Cangaceira (Bunker Defense)

Até 61kg – Gisele Moreira (Chute Boxe) x Denise Gomes (TNP)

Até 78kg – William Lima (Rangel Farias) x Felipe Flores (AOW)

Até 57kg – Matheus Lamarque (Wado) x Cosme Silva (Toni)

Até 61kg – Bruno AS (Rangel Farias) x Marcelo Piazza (Piazza MMA)

Até 57kg – Alan Gogoboy (Chute Boxe) x Kaleb Dutra (Ilgam BJJ /Predador Team)

Até 70kg – André Bugre (Wado) x Bruno Coelho (Ilgam BJJ /Predador Team)

Até 64kg – Lucas Sexyboy (Astra Fight Team) x Denílson Soneca (Leo Augusto Team)

 

 

 

 

O post Aspera FC estreia no UFC Fight Pass com ex-Bellator na luta principal apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Com alterações de ‘última hora’, Marcinho, Talita Alencar e Cocco fecham a lista do ADCC 2017

Marcado para os dias 23 e 24 deste mês, em Espoo, na Finlândia, o ADCC finalmente divulgou a sua lista final dos participantes, após algumas alterações de última hora. Entre as mudanças, estão as entradas de Marcio André, Talita Alencar e Enrico Cocco.

Marcio André promete chegar com tudo na vaga deixada por Léo Vieira (Foto reprodução)

Representando o Brasil, Marcio André e Talita Alencar substituem Léo Vieira e Tami Musumeci, respectivamente. Marcinho, da Nova União, entra na divisão até 66kg, após Léo deixar a categoria para enfrentar Chael Sonnen em uma das superlutas do evento.

Talita Alencar, por sua vez, integra a divisão até 60kg no feminino. Campeã mundial este ano pela primeira vez na faixa preta, a casca-grossa da Alliance substitui a também multicampeã Tami Musimeci. Na disputa pelo título, Talita terá pela frente nomes como Mackenzie Dern, Bia Mesquita, Michelle Nicolini, Bia Basílio, entre outras atletas de destaque.

Campeã mundial da IBJJF este ano, Talita chega embalada para o ADCC (Foto eventate.net)

Por fim, Enrico Cocco completa a última vaga na categoria até 77kg. O americano natural de Miami, na Florida, é faixa-preta de Marcos e David Avellan, nomes especializados no sem quimono, e também uma espécie de pupilo do brasileiro Roberto Cyborg. Aos 30 anos, ele terá adversários como Gabriel Arges, Lucas Lepri e Gilbert Durinho na corrida pelo ouro.

Confira a lista final de atletas inscritos para o ADCC 2017:

Masculino – até 66kg

Campeão na edição 2015: Rubens Charles Cobrinha
Campeão da seletiva da Ásia & Oceania: Uranov Zhakshylyk
Campeão da seletiva da Europa: Janusz Andrejczuk
Campeão da seletiva da América do Norte: Justin Rader
Campeão da seletiva da América do Sul: Pablo Mantovani
Segundo colocado da seletiva da América do Sul: Paulo Miyao
Segundo colocado da seletiva da Ásia & Oceania: Yuta Shimada
Segundo colocado da seletiva da América do Norte: Ethan Crelinsten
Segundo colocado da seletiva da Europa: Kuba Witkowski
Convidado: Bruno Frazatto
Convidado Eddie Cummings
Convidado: Geovanny Martinez
Convidado: Augusto Tanquinho
Convidado: AJ Agazarm
Convidado: Baret Yoshida
Convidado: Marcio André

Masculino – até 77kg

Campeão da seletiva da Ásia & Oceania: Lachlan Giles
Campeão da seletiva da Europa: Tero Pyylampi
Campeão da seletiva da América do Norte: Mansher Singh Khera
Campeão da seletiva da América do Sul: Felipe Cesar
Segundo colocado da seletiva da América do Sul: Marcelo “Lapela” Mafra
Segundo colocado da seletiva da Asia & Oceania: Osmanzhan Kassimov
Segundo colocado da seletiva da América do Norte: Vagner Rocha
Segundo colocado da seletiva da Europa: Oliver Taza
Convidado: Garry Tonon
Convidado: Leonardo Saggioro
Convidado: Lucas Lepri
Convidado: JT Torres
Convidado: Gilbert Durinho
Convidado: DJ Jackson
Convidado: Celsinho Venicius
Convidado: Enrico Cocco

Masculino – até 88kg

Campeão da seletiva da Ásia & Oceania: Craig Jones
Campeão da seletiva da Europa: Jesse Urholin
Campeão da seletiva da América do Norte: James Brasco (USA)
Campeão da seletiva da América do Sul: Murilo Santana (Brazil)
Segundo colocado da seletiva da América do Sul: Kaynan Duarte
Segundo colocado da seletiva da Ásia & Oceania: Kit Dale
Segundo colocado da seletiva da América do Norte: John Salter
Segundo colocado da seletiva da Europa: Piotr Marcin Frechowicz
Convidado: Romulo Barral
Convidado: Keenan Cornelius
Convidado: Gordon Ryan
Convidado: Pablo Popovitch
Convidado: Xande Ribeiro
Convidado: Leandro Lo
Convidado: Dillon Danis
Convidado: Rustam Chsiev

Masculino – até 99kg

Campeão da seletiva da Ásia & Oceania: Roman Dolidze
Campeão da seletiva da Europa: Kamil Uminski
Campeão da seletiva da América do Norte: Eliot Kelly
Campeão da seletiva da América do Sul: Mahamed Aly
Segundo colocado da seletiva da América do Sul: Diego Salomao Ribeiro
Segundo colocado da seletiva da Ásia & Oceania: Yukiyasu Ozawa
Segundo colocado da seletiva da América do Norte: Paul Ardila
Segundo colocado da seletiva da Europa: Abdurakhman Bilarov
Campeão da edição de 2015: Yuri Simões
Campeão da Seletiva da América do Sul: Luiz Panza
Convidado: Dean Lister
Convidado: Rafael Lovato Jr.
Convidado: Felipe Preguiça
Convidado: João Assis
Convidado Jake Shields
Convidado: Mike Perez

Masculino – acima de 99kg

Campeão da edição de 2015: Orlando Sanchez
Segundo colocado da seletiva da Ásia & Oceania: Arman Zhanpeisov
Campeão da seletiva da Europa: Khamzat Stambulov
Campeão da seletiva da América do Norte: Tom DeBlass
Campeão da seletiva da América do Sul: Victor Honório
Segundo colocado da seletiva da Ásia & Oceania: Hideki Sekine
Segundo colocado da seletiva da América do Norte: Casey Hellenberg
Segundo colocado da seletiva da Europa: Abdulaev Ruslan
Convidado: Vinny “Pezão” Magalhães
Convidado: Roberto “Cyborg” Abreu
Convidado: Marcus Buchecha
Convidado: João Gabriel Rocha
Convidado: Jared Dopp
Convidado: Jeff Monson
Convidado: Mario Rinaldi
Convidado: Tim Spriggs

Feminino – até 60kg

Campeã da edição de 2015: Mackenzie Dern
Campeã da seletiva da América do Sul: Bianca Basílio
Campeã da seletiva da Ásia & Oceania: Rikako Yuasa
Campeã da seletiva da América do Norte: Elizabeth Clay
Campeã da seletiva da Europa: Ffion Davies
Convidada: Michelle Nicolini
Convidada: Bia Mesquita
Convidada: Talita Alencar

Feminino – acima de 60kg

Campeã da seletiva da América do Sul: Talita Treta
Campeã da seletiva da América do Norte: Tara White (USA)
Campeã da seletiva da Europa: Samantha Cook
Convidada: Jessica Flowers
Convidada: Gabi Garcia
Convidada: Amanda Santana
Convidada: Venla Luukkonen
Convidada: Marysia Malyjasiak

Superlutas:

Renzo Gracie x Sanae Kikuta
André Galvao x Cláudio Calasans
Léo Vieira x Chael Sonnen

Source: Tatame