Amanda descarta nova revanche pedida por Shevchenko: ‘Dominei’

A. Nunes não vai dar revanche a Valentina (Foto: Reprodução Facebook UFC)

A. Nunes não vai dar revanche a Valentina (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Revoltada com a decisão dos juízes laterais na luta principal do UFC 215, Valentina Shevchenko pediu uma nova revanche com Amanda Nunes imediatamente após a segunda luta entre as duas, vencida novamente pela brasileira. Porém, a campeã peso galo rejeitou a noção de que a rival mereça uma nova chance logo após as duas se enfrentarem novamente.

Veja Também

A. Nunes (esq) superou V. Shevchenko (dir) de novo (Foto: Reprodução Twitter UFCNews)
No sufoco, Amanda Nunes vence Shevchenko e defende cinturão no UFC 215

A. Nunes manteve cinturão contra Shevchenko (Reprodução Twitter UFCEurope)
Vídeo: Melhores momentos de Amanda Nunes x Valentina Shevchenko no UFC 215

A. Nunes só volta em 2018 (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Amanda diz que só volta em 2018: ‘Vou cuidar da minha sinusite’

Na coletiva após o evento, a Leoa justificou sua rejeição dizendo que dominou o duelo com Valentina, apesar de um dos juízes ter dado a vitória para a peruana nascida no Quirguistão.

“Eu dominei a luta. Ela contra golpeou, mas não foi uma coisa que conectou bem, não me deixou assim…Ela conectou, mas eu dominei, conectei alguns, principalmente os meus chutes. Eu dominei os cinco rounds e depois consegui as quedas. Ela tentou dar uma queda e eu saí nas costas. Fui inteligente hoje. Salvei muita energia e deixei ela fazer todo o trabalho. Essa era a estratégia, fazê-la errar, deixar que fizesse todo o trabalho e esperar pelo melhor momento de virar os rounds”, declarou Amanda, que revelou ter treinado justamente para fazer os cinco rounds contra Valentina, afastando a noção de que não tem preparo físico para lutas longas.

“Por isso que tentei as quedas no final, além de usar meus socos e chutes para fazê-la se mover constantemente e se cansar. Não consegui fazer tudo o que estava planejado, porque machuquei meu pé e ainda tentei nocauteá-la, mas meu objetivo mesmo era lutar cinco rounds”, apontou a brasileira.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *