Tricampeões, Cobrinha e Gabi ‘lideram’ os títulos por peso; Renzo derrota Kikuta

Com dois tricampeonatos – Gabi Garcia e Rubens Charles Cobrinha -, dois bicampeões – Yuri Simões e Marcus Buchecha – e algumas surpresas, foram definidos os campeões por peso do ADCC 2017, que após muitas emoções no primeiro dia, sábado (23), se encerra neste domingo (24), em Espoo, na Finlândia. Antes das decisões, porém, Renzo Gracie derrotou Sanae Kikuta, mais uma vez, em revanche da luta de 1998 pelo PRIDE.

Revanche abre o show antes das finais

Quase 20 anos depois, Renzo Gracie e Sanae Kikuta se encontraram novamente, desta vez para um duelo de grappling no ADCC. O resultado, porém, foi o mesmo do primeiro combate entre eles, pelo PRIDE: vitória do brasileiro. Após 0 a 0 nos pontos em luta pegada, o Gracie sagrou-se vencedor por conta de uma punição recebida pelo japonês.

Cobrinha, mais uma vez, deu show, sagrando-se tri: 2013, 2015 e 2017 (Foto reprodução FloGrappling)

Finalizações marcam títulos femininos

Abrindo as finais, Bia Mesquita e Bianca Basílio se enfrentaram pela divisão até 60kg. O confronto, como era de se esperar, foi bastante disputado, porém, na reta final, a lutadora da Gracie Humaitá conseguiu se impor. Após abrir 3 a 0 nos pontos, faltando poucos minutos para o término do embate, Bia Mesquita quedou, pegou as costas e finalizou Bianca no mata-leão para conquistar o primeiro ouro do dia, e o seu primeiro no ADCC.

Já no feminino acima de 60kg, Gabi Garcia teve menos trabalho diante de Talita Treta. Mesmo em menor ritmo de competições, a faixa-preta da Alliance precisou de poucos minutos para derrubar e encaixar uma americana em Treta, sagrando-se tricampeã.

Lutas emocionantes definem o masculino

Esbanjando experiência, Rubens Charles Cobrinha não deu chances para AJ Agazarm na decisão até 66kg. Tomando a iniciativa desde o início da luta, Cobrinha tentou diversas vezes a finalização, porém, acabou vencedor por 6 a 0 nos pontos após domínio total.

Na final até 77kg, Lucas Lepri e JT Torres protagonizaram uma verdadeira batalha para os fãs. Com bons momentos para os dois lutadores, o duelo só foi decidido nos últimos minutos, quando JT botou pressão, marcou 3 a 0 nos pontos e soube segurar o ímpeto de Lepri, que assim como em 2015, bateu na trave e ficou com o vice. Pupilo de André Galvão, JT Torres, por sua vez, comemorou bastante o “surpreendente” resultado.

Incrível é a palavra para descrever a vitória de Gordon Ryan sobre Keenan Cornelius na divisão até 88kg. O início do combate foi estudado, com os dois lutadores se dedicando bastante. Porém, em um descuido de Keenan, Gordon avançou para a guilhotina, encaixou a posição e fez o campeão de 2015 dar os três tapinhas, se tornando o novo “rei”.

Uma das surpresas do evento foi a vitória de JT Torres sobre Lucas Lepri (Foto reprodução FloGrappling)

Pela divisão até 99kg, uma guerra entre Felipe Preguiça e Yuri Simões marcou a final. Com muita vontade, os dois não desistiam de nenhuma posição e tentavam impor seu jogo, mas esbarravam justamente no rival de alto nível do outro lado. Próximo do fim, entretanto, Yuri abriu 2 a 0 nos pontos. Preguiça ainda tentou uma chave de calcanhar, mas nada feito. Título para Simões, que conquistou o bicampeonato no maior torneio de luta agarrada do mundo (em 2015, ele foi campeão na categoria até 88kg).

Na esperada decisão acima de 99kg, Marcus Buchecha fez valer o seu favoritismo diante de Orlando Sanchez. Apesar da dificuldade inicial, com os dois lutadores fazendo muita força, Buchecha sempre esteve um passo à frente. Sanchez, campeão em 2015, até resistiu às tentativas de finalização do dez vezes campeão mundial de Jiu-Jitsu, mas nos pontos o faixa-preta da Checkmat abriu 6 a 0 e garantiu o bicampeonato (2013 e 2017).

Após não lutar o ADCC em 2015, Buchecha garantiu o bicampeonato (Foto reprodução FloGrappling)

Confira a lista com todos os campeões por peso:

Até 66kg – Rubens Charles Cobrinha derrotou AJ Agazarm por 6 a 0 nos pontos
Até 77kg – JT Torres derrotou Lucas Lepri por 3 a 0 nos pontos
Até 88kg – Gordon Ryan finalizou Keenan Cornelius com uma guilhotina
Até 99kg – Yuri Simões derrotou Felipe Preguiça por 2 a 0 nos pontos
Acima 99kg – Marcus Buchecha derrotou Orlando Sanchez por 6 a 0 nos pontos

Até 60kg – Bia Mesquita finalizou Bia Basílio com um mata-leão
Acima 60kg – Gabi Garcia finalizou Talita Treta com uma americana

Superluta:

Renzo Gracie derrotou Sanae Kikuta por 0 a 1 nas punições (após 0 a 0 nos pontos)

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *