Técnico de Ronda explica ‘sumiço’ da pupila antes do UFC 207

E. Tarvedyan (esq) conversa com R. Rousey (dir) Foto: Reprodução Facebook Ronda Rousey)

E. Tarvedyan (esq) com R. Rousey (dir) Foto: Reprodução Facebook Ronda Rousey)

Na promoção para o UFC 207, o sumiço de Ronda Rousey, então desafiante pelo título de Amanda Nunes, chamou a atenção da imprensa e dos fãs. A norte-americana não deu nenhuma grande entrevista antes do evento, e muitos acharam que ela havia ficado magoada com jornalistas após a derrota para Holly Holm. Porém, o técnico da ex-campeã, Edmond Tarverdyan, explicou que ela precisou focar nos treinos, já que seu corpo não lidou bem com o retorno ao ritmo e à rotina de treinamentos, e por isso recusou pedidos da mídia.

Veja Também

C. Cyborg está treinando na Tailândia(Foto: Reprodução Youtube UFC)
Membros da USADA são presos na Tailândia ao tentarem testes antidoping em Cyborg

VanZant está fora do UFC 216 (Foto: Reprodução/Facebook UFC)
Musa do UFC, VanZant se machuca e estreia na nova divisão é adiada

Gadelha evitou dar desculpas pela derrota (Foto: Reprodução/Facebook UFC)
Após derrota, Claudia Gadelha avisa que ficará sem lutar por um tempo

Em entrevista ao programa The MMA Hour, Tarverdyan disse que Ronda já havia feito muitas entrevistas em outras ocasiões e sua equipe decidiu focar apenas na luta e nas lesões.

“Nós fizemos muita mídia e muito trabalho. Então decidimos nos afastar para essa única luta. Eu não acho que foi grande coisa, apenas ficamos longe e focamos na luta. Então, poderíamos ter um resultado diferente. Não funcionou, mas não significa que desrespeitamos alguém (…) Ela não estava bem também. O corpo não estava aguentando o ritmo de treinamentos. Tivemos que eliminar muitas coisas e focar apenas no treinamento para que a luta pudesse acontecer”, declarou o técnico, que elogiou Amanda, ao falar sobre como Ronda estava preparada para o duelo.

“Nunes é uma grande trocadora e Ronda foi pega desde o início. Você viu como ela estava em forma. Ronda levou todos aqueles golpes e se manteve de pé. Ela estava em forma e estava forte. Isso mostra que ela estava forte e que não cairia com aqueles golpes que ela estava levando. Muitas garotas, seja quem Amanda tenha enfrentado, caíram. Mas ela não”, encerrou.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *