Lutador relata ‘problema’ por bactéria no tatame e cita relevância da higienização

Por Yago Rédua 

A higiene dos locais de treino é sempre um tema importante nas academias, para evitar algum tipo de problema aos praticantes de artes marciais ou, simplesmente, das pessoas que vão para malhar. Por isso, é preciso ter todo cuidado. Leonardo Nascimento, morador do Zona Norte do Rio de Janeiro e que pratica Jiu-Jitsu há mais de 20 anos, contraiu uma bactéria no joelho no mês de agosto, chamada de celulite infecciosa, e precisou ficar internado. Segundo o lutador, mesmo com o lugar onde treina sendo bem limpo, um pequeno descuido gerou um grave problema de saúde, conforme ele detalhou à TATAME.

“Eu certamente estava com algum tipo de ferida na perna. O que aconteceu: eu comecei a sentir uma dor bem simples na rótula do joelho. Nos primeiros dias, comecei a passar gelol, para amenizar a dor, achando que era besteira. No terceiro para o quarto dia, essa dor deu uma agravada um pouco. O que eu fiz, acabei me automedicando e tomei um anti-inflamatório. Só que uma semana passou e minha dor começou a ser insuportável, então, procurei uma ajuda médica. Fui ao ortopedista e fiz alguns exames. Ele identificou que eu estava com uma bactéria chamada celulite infecciosa. É uma bactéria que entra em algum tipo de ferida, devido a qualquer tipo de bactéria que tenha no tatame. Eu precisei ficar internado, porque corria risco de virar uma infecção generalizada”, contou Leonardo.

O lutador de Jiu-Jitsu afirmou que jamais havia visto algo do tipo. Com o grave problema adquirido, Leonardo confessa que passou a pesquisar mais sobre o assunto e que tomará novas atitudes assim que puder voltar a treinar, principalmente sobre a higienização.

Veja como ficou o joelho de Leo após a infecção da bactéria (Foto reprodução)

Compre agora o higienizador e ganhe 10% de desconto com o código tatame10 (clique aqui)

“Acredito que a falta da higiene é um grande contribuinte para que isso aconteça. Um exemplo, o local que eu treino é limpo. Mas, as vezes, um descuido, na pressa de ir embora, pode custar caro. Talvez por um dia que não tenhamos limpado direito, aconteceu isso comigo. A partir daí, estudei mais sobre isso, me aprofundei no assunto e, quando eu melhorar 100%, vou mudar muitos hábitos. Que isso sirva de exemplo para outros atletas, porque podemos contrair isso nos tatames, nos locais onde você malha. Ficamos vulnerável e a higiene precisa ser muito correta. Higiene simples, mas que faz toda a diferença”.

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *