Mayweather e McGregor não bateu recorde de pay-per-views, segundo site

 

Superluta não bateu recorde (Foto: Reprodução ufc_brasil)

Superluta não bateu recorde (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)

O presidente do UFC, Dana White, garantiu recentemente que a superluta entre Conor McGregor e Floyd Mayweather bateria o recorde de vendas de pay-per-view, que atualmente pertence ao duelo de Floyd com Manny Pacquiao (4,6 milhões). Porém, segundo o site norte-americano Boxing Scene, o duelo de agosto ficou um pouco abaixo do recorde.

Veja Também

McGregor (dir) e Diaz (esq) se enfrentaram duas vezes (Foto:Reprodução/Facebook UFC)
Dana White descarta trilogia entre McGregor e Nate Diaz no UFC 219

C. Cyborg: sem problemas com a USADA Foto: Reprodução Facebook UFC)
USADA esclarece polêmica envolvendo Cyborg na Tailândia

G. Durinho (foto) vem de nocaute sobre Saggo (Foto: Reprodução Twitter gilbertdurinho)
Visando retorno em dezembro, Durinho desafia promessa canadense

De acordo com a publicação, a superluta vendeu “apenas” 4,4 milhões de pacotes, frustrando os envolvidos com o megaevento, que fizeram estimativas de até 6 milhões. Caso o número se confirme, a luta entre Pacquiao e Mayweather se mantém no topo como evento de combate mais vendido da história dos pacotes de pay-per-view. De qualquer forma, os 4,4 milhões de pacotes vendidos significam um repasse milionário para ambos os atletas, com McGregor garantindo que seu salário total pela estreia no boxe ultrapassará os US$ 100 milhões.

“BoxingScene.com descobriu que Mayweather x McGregor deve gerar aproximadamente 4,4 pay-per-views vendidos e um anúncio oficial desse número deve ser feito em breve. Isso significa que a superluta não quebrou o recorde de PPV em eventos de lutas. Esse posto ainda pertence à vitória de Mayweather contra Manny Pacquiao”, publicou o site norte-americano.

Curiosamente, “MayMac” não bateu outro recorde que pertence a Mayweather e Pacquiao que os organizadores esperavam superar: a bilheteria do evento. Quase 20 mil fãs pagaram cerca de US$ 54 milhões no total para o duelo deste ano, enquanto a luta de 2015 arrecadou US$ 72 milhões.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *