UFC anuncia Overeem x Ngannou e Cruz x Rivera para os cards 218 e 219, respectivamente; saiba mais

Na última quarta-feira (27), o Ultimate anunciou importantes combates para as suas próximas edições. Primeiro, para o UFC 218, que acontece no dia 2 de dezembro, em Detroit (EUA), Alistair Overeem enfrenta Francis Ngannou pela divisão dos pesados.

O confronto é o primeiro anunciado para o evento até agora, e coloca frente a frente dois lutadores que vêm embalados na organização. Primeiro colocado no ranking da categoria, Overeem venceu Mark Hunt e Fabrício Werdum em seus últimos compromissos, chegando a 43 vitórias na sua carreira, que ainda conta com 13 derrotas e um “No Contest”.

Já Ngannou, aos 31 anos – seis a menos que o holandês -, vem de ótimos cinco triunfos seguidos no Ultimate. No seu cartel, o lutador soma dez vitórias e apenas um revés, estando atualmente na quarta posição do ranking dos pesos-pesados da organização.

Partindo para o UFC 219, marcado para o dia 30 de dezembro, em Las Vegas (EUA), os dois primeiros duelos do evento – que fecha o ano de 2017 do Ultimate – foram anunciados. Pelo peso-galo masculino, o ex-campeão Dominick Cruz volta ao octógono pela primeira vez após perder o cinturão, para encarar o embalado Jimmie Rivera. Já no peso-palha feminino, a ex-campeã Carla Esparza enfrenta a dura Cynthia Calvillo.

Cruz voltará ao octógono pela primeira vez após perder o cinturão e terá uma pedreira pela frente (Foto UFC)

Sem lutar desde 30 de dezembro do ano passado, quando perdeu o cinturão para Cody Garbrandt, Dominick completará um ano longe do octógono exatamente no dia em que retorna para ele. Aos 32 anos de idade, o “Dominador” soma 22 triunfos e apenas duas derrotas na carreira. Rivera, quatro anos mais novo que Cruz, tem um cartel parecido, com 21 vitórias e um revés. Porém, o lutador não perde desde 2008, somando incríveis 20 resultados positivos consecutivos, sendo cinco deles pelo Ultimate.

Entre as mulheres, Esparza, apesar de um ano mais nova que Calvillo (29 e 30, respectivamente), aposta na experiência para triunfar. Com mais que o dobro de lutas da adversária em seu cartel, a ex-campeã acumula 12 vitórias e quatro derrotas. Cynthia, por sua vez, tem apenas seis lutas, mas venceu todas, a última em julho deste ano, quando derrotou Joanne Calderwood por decisão unânime dos jurados no UFC Fight Night 113.

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *