Lutador sofre três knockdowns no primeiro round, se recupera e conquista cinturão do Jungle Fight

Dênis Três Dedose Bruno The Talent fizeram a melhor luta da noite – Foto: Leonardo Fabri

No último sábado o ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte, foi palco de uma das melhores lutas do MMA nacional em 2017. No duelo que valeu o cinturão peso-mosca do Jungle Fight, Dênis Três Dedos desbancou o então campeão Bruno The Talent por decisão unânime mesmo depois de sair do primeiro round com três knockdowns sofridos.

Dênis Três Dedos sofreu no primeiro round, mas venceu os dois seguintes – Foto: Leonardo Fabri

A luta começou com o atual campeão apresentando toda a sua excelente técnica de Boxe, colocando golpes precisos no rosto de Dênis Três Dedos, que chegou a ir à lona em três oportunidades, se recuperando em todas. Quando veio o segundo round, o cenário da luta mudou da água para o vinho, e o anfitrião passou a acertar mais vezes o campeão, o balançando algumas vezes.

O enredo do segundo round se repetiu na última parcial da luta. Embalado pela performance do segundo round e empurrado por mais de duas mil pessoas presentes no ginásio, Três Dedos seguiu mais preciso que The Talent, que também buscou o combate até o último segundo. No fim, a vitória ficou com o atleta da casa, agora campeão peso-mosca do Jungle Fight.

Se Dênis Três Dedos teve que superar os três knockdowns para virar a luta e conquistar o cinturão de sua categoria, Felipe Cabocão também teve que se doar um pouco a mais para reverter um cenário desfavorável durante a luta. Isso porque o amapaense foi punido com a perda de dois pontos devido a ações irregulares, como aplicar cotoveladas de cima para baixo e segurar na grade.

Mesmo punido com a perda de dois pontos, Cabocão não deixou dúvidas de sua superioridade – Foto: Leonardo Fabri

Só que, tirando as infrações, Cabocão teve uma atuação bastante segura e consistente contra o anfitrião Caio Gregório, que era incentivado pela massa mineira presente no ginásio. Com pelos cinco quatro quedas cinematográficas, maior precisão na luta em pé e um amplo domínio na luta de solo, Cabocão venceu todos os rounds, minimizando os pontos deduzidos e conquistando o cinturão peso-pena da organização.

Na última luta da noite, Eric Parrudo defendeu pela segunda vez o cinturão peso leve do Jungle Fight. A luta contra Cleiton Predador não foi tão empolgante quando as anteriores, mas valeu para o lutador baiano a manutenção do título, com uma vitória por decisão dividida, construída na base de uma estratégia conservadora praticamente toda desenvolvida no solo.

Parrudo manteve o cinturão dos leves – Foto: Leonardo Fabri

Jungle Fight 92

Belo Horizonte-MG

30 de setembro de 2017

Eric Parrudo venceu Cleiton Predador por decisão dividid

Felipe Cabocão venceu Caio Gregório por decisão unânime

Denis Três Dedos venceu Bruno The Talent por decisão unânime

Marcus Montanha nocauteou Douglas Big Mionster aos 3m26s do 1R

Deivd Ramos venceu Luis El Dragon por decisão unânime

Carlin Soares finalizou Fernando ben 10 com triângulo aos 2m08s do 2R

Zeca Predador nocauteou Dill Furacão aos 53s do 1R

João Saldanha finalizou Erikson Lekin com triângulo de mão aos 53s do 1R

Rafael Cabeça nocauteou Júnior Marques aos 2m14s do 1R

Fabrício Negão venceu Marcus Sanatório por decisão unânime

João de Oliveira finalizou Jhony Winchester com mata-leão aos 2m15s do 1R

Luciano Boi venceu Tiago Naja por nocaute técnico aos 3m31s do 1R

Talita Guerreira finalizou Paty Borges com mata-leão aos 2m 46s do 1R

Neko ‘Doutrinador’ venceu Thiago Henrique por decisão unânime

Natália Silva finalizou Tarciara Santos com armlock aos 2m38s do 1R

Jonathan Branko venceu Kenner Xaropinho por nocaute técnico aos 4m33s do 3R

Macksuel Ferreira venceu Rafael Gonçalves com mata-leão aos 3m13s do 2R

O post Lutador sofre três knockdowns no primeiro round, se recupera e conquista cinturão do Jungle Fight apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *