Após derrota no UFC 216, Kevin Lee indica que subirá de divisão

K. Lee (esq) teve problemas com peso (Foto: Reprodução Facebook UFC)

K. Lee (esq) teve problemas com peso (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Durante a última semana, Kevin Lee admitiu que precisava perder quase 10 kg. para enfrentar Tony Ferguson na luta principal do UFC 216 do último sábado (7). Após muito sacrifício, o norte-americano bateu o limite dos leves, mas sofreu com o ritmo do adversário e acabou derrotado por finalização no terceiro assalto. Após o duelo, Lee se recusou a culpar o corte de peso difícil pela derrota, mas indicou que deve subir para os meio-médios.

Veja Também

Ferguson é o campeão interino do peso leve (Foto:Reprodução/Twitter UFCBrasil)
UFC 216: Em luta movimentada, Ferguson finaliza Lee e conquista o cinturão interino dos leves

Ferguson finalizou Lee no terceiro round (Foto:Reprodução/Twitter UFCBrasil)
Vídeo: Melhores momentos da vitória de Tony Ferguson sobre Kevin Lee no UFC 216

K. Nurmagomedov parabenizou rival (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Khabib elogia Ferguson e pede luta com rival pra dezembro

Na coletiva pós-luta, o “Motown Phenom” declarou que bateria o peso, mesmo que tivesse de “cortar um pé fora”, pois não queria desapontar os fãs e o Ultimate.

“Não vou deixar que essa derrota interrompa o que eu quero. Eu vou ser campeão do mundo. Tenho apenas 25 anos. O corte de peso foi muito duro, mas eu não ia desapontar o UFC e os fãs. Eu iria bater o peso nem que precisasse cortar um pé fora. Eu tenho um trabalho a fazer. Sou profissional e vou aparecer não importa o quanto dói (…) Agora estou com 84 kg. e me sinto um pouco grande demais para essa categoria. Acho que é a hora de subir de divisão”, declarou o norte-americano, dando todos os elogios possíveis ao rival.

“Ele é o campeão de direito. Eu tentei fazer uma luta mais “suja”. Eu queria que ele soubesse que aquela seria uma luta no fim do primeiro round. Você tem que acabar com esse cara. Ele não desiste. Ele continuou vindo para cima e pressionando. E ele fez o que um campeão deve fazer. Desejo o melhor a Ferguson. Hoje, ele é o melhor do mundo”, garantiu.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *