Após recorde, Johnson garante que permance no peso mosca

D. Johnson quer ficar nos moscas (Foto: Reprodução Instagram ufc_brasil)

D. Johnson quer ficar nos moscas (Foto: Reprodução Instagram ufc_brasil)

Pouco tempo após bater o recorde de defesas de cinturão de Anderson Silva, Demetrious Johnson garantiu que não tem planos de subir do peso mosca para o galo “apenas para subir”. O campeão até 57 kg. do Ultimate, que fez sua 11ª defesa contra Ray Borg no UFC 216 do último sábado (7), disse que pretende “pulverizar” seu próprio recorde.

Veja Também

K. Lee falou do corte de peso (Foto:Reprodução/Youtube UFC)
Kevin Lee admite: ‘Não lembro como bati o peso para o UFC 216’

T. Ferguson quer unificar cinturão dos leves (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)
Ferguson exige duelo com McGregor em dezembro: ‘Defenda ou desista’

Poster destaca confronto entre Bisping e GSP (Foto: Reprodução/Divulgação UFC)
Vídeo: Trailer oficial do UFC 217 foca no retorno de St. Pierre

Em entrevista ao programa norte-americano The MMA Hour, Johnson revelou sua intenção de se manter no peso mosca e disse que só um aumento significativo de seu salário o faria considerar subir para o peso galo.

“Meu próximo passo é permanecer no peso mosca. Foi o corte de peso mais fácil da minha vida. Sou um cara pequeno. Outro dia vi meu amigo Aljamain Sterling e a diferença de tamanho é assustadora. Se eu subir para o peso galo, quero obviamente ser recompensado por isso. O UFC tem que valer a pena. Eles têm que me mostrar o dinheiro. Muitos lutadores lidam com concussões e eu já disse que não estou nesse negócio para sofrer concussões. Não gosto de apanhar. Quer dizer, aguento porrada, mas não quero se não for necessário”, declarou DJ, garantindo que ainda há muito a fazer em sua categoria.

“Obviamente, há muitas lutas que são apelativas ao público. Sergio Pettis é uma grande promessa da divisão. Henry Cejudo teve uma excelente performance (contra o brasileiro Wilson Reis) em sua última luta. Joseph Benavidez está voltando de lesão…Então não vejo a razão de sair logo agora que eu garanti meu legado na divisão. Por quê não pensar em 15 defesas ao invés de 11?”, indagou o campeão.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *