Kevin Lee admite: ‘Não lembro como bati o peso para o UFC 216’

K. Lee falou do corte de peso (Foto:Reprodução/Youtube UFC)

K. Lee falou do corte de peso (Foto:Reprodução/Youtube UFC)

A luta principal do UFC 216 do último sábado (7), entre Tony Ferguson e Kevin Lee, esteve perto de não acontecer. Isso porque Lee teve problemas para bater o peso e quase não conseguiu chegar ao limite dos leves, o que inviabilizaria um duelo válido pelo cinturão interino da categoria. Menos de uma semana após o evento, o “Motown Phenom” admitiu não se lembrar de como bateu o peso.

Veja Também

T. Ferguson quer unificar cinturão dos leves (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)
Ferguson exige duelo com McGregor em dezembro: ‘Defenda ou desista’

Poster destaca confronto entre Bisping e GSP (Foto: Reprodução/Divulgação UFC)
Vídeo: Trailer oficial do UFC 217 foca no retorno de St. Pierre

Hunt revelou sequelas ao longo da carreira (Foto: Reprodução/CombatePlay)
Hunt detona Dana White após ser retirado do UFC Austrália: ‘Vai à m*** seu careca babaca’

Durante a janela de duas horas para a pesagem oficial, Lee chegou com uma libra a mais que o peso limite dos leves. Como a diferença era pequena, a Comissão Atlética de Nevada permitiu que ele tivesse uma outra hora para bater a marca. O lutador admite que não lembra como perdeu os últimos 450g.

“Acordei às 5h na sexta-feira (6) precisando perder apenas 2,7 kg., o que é ótimo, pois normalmente eu preciso perder 4 kg. antes da pesagem. Porém, o peso não saía de jeito nenhum. Acho que não levei a sério o suficiente. Faltando meia hora para a janela acabar, o peso não saía, faltavam 680g. O médico chegou e disse que eu precisava me pesar até 11h (horário local) e eles me dariam mais uma hora. Depois que pesei a primeira vez, eu nem sei como consegui perder mais 450g. Não sabia aonde estava. Sua mente parece que não quer trabalhar, quando se está nesse estado”, declarou Lee, em entrevista ao podcast de Chael Sonnen.

Apesar de ter admitido que se sentia muito pesado para a divisão, Lee não quis cravar seu futuro no meio-médio. Antes de se comprometer com mudanças na sua carreira, ele pretende esperar para ver o que acontece nos leves.

“Vamos ver o que acontece. Lutei quatro vezes no último ano. Acho que isso acaba com o seu corpo. Acho que agora preciso de um tempo e ver como as coisas se desenrolam na divisão. McGregor lutará com Diaz ou com Ferguson? Vão abrir uma nova categoria? Quem estará lá e quem será o cara da nova divisão? Vou esperar as coisas acontecerem”, admitiu.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *