Treinador de Darren Till crê que Cerrone não buscará a trocação ‘Se estiver disposto, provavelmente acabará nocauteado’

Darren Till está invicto no MMA, com 15 vitórias e um empate – Foto: Josh Hedges/UFC

Em sua quinta luta no UFC, Darren Till já está escalado para ser protagonista de uma edição. Diante de Donald Cerrone, o inglês radicado no Brasil faz a luta principal do evento em Gdansk, Polônia, no próximo sábado. Embora o duelo seja de dois strikers de origem, o treinador de Till, o brasileiro Marcelo Brigadeiro, não acredita que o norte-americano esteja disposto a manter a luta em pé contra seu atleta.

“O jogo de trocação não casa para o Cerrone. Ele é um cara que não gosta de ser pressionado, ele se sai bem quando consegue colocar o adversário para andar para trás, e o Till tem uma noção de espaço fora do normal, é um striker muito preciso, não desperdiça golpes e tem muita contundência”, explicou o líder da Astra Fight Team. “Estamos preparado para uma luta na qual o Cerrone venha para derrubar, pois tenho certeza que ele não vai querer trocar com o Till. Se o Cerrone vier lutar pelo bônus de melhor luta da noite, se estiver disposto a fazer um show de trocação, ele provavelmente vai acabar nocauteado; se ele vier para vencer a luta, ele vai convidar o Till para trocar um pouco e então vai tentar derrubar”.

Caso a projeção da equipe se concretize, Brigadeiro garante que Darren Till está preparado para não cair nas armadilhas de Donald Cerrone, dono de um jogo de chão bastante perigoso, que já lhe rendeu 18 finalizações na carreira.

“O Till está com a defesa de Wrestling em dia, com o quadril pesado, então é difícil derrubá-lo e mantê-lo no chão, não é nada bobo de chão, então logicamente, se acontecer do Till cair na guarda do Cerrone, ele não vai se expor, vai trabalhar poucos golpes com contundência ou amarrar para a luta voltar em pé. Não pode soltar o jogo dentro da guarda do cara porque ele é muito perigoso no chão também. A preparação foi muito boa, a gente praticamente emendou uma luta na outra, porque logo depois da última, o Sean Shelby já nos ofertou esta, então a gente meio que já tinha acertado. Ele está finalizando a preparação dele em Liverpool mais por conta do clima, porque é frio, assim como na cidade onde será a luta. Posso afirmar que ele está na melhor forma física e técnica da vida dele”.

Ídolo em construção

Till está com Brigadeiro desde sua estreia no MMA profissional – Foto: Reprodução Instagram

Nascido em Liverpool e radicado em Balneário Camboriú-SC, o meio-médio Darren Till chegou ao UFC em maio de 2015 e desde então chama a atenção dos fãs em todo o mundo, não apenas por seu estilo empolgante aliando técnica e agressividade dentro do octógono, mas também por sua autoconfiança exposta através de declarações sempre contundentes, em inglês e português. Para Marcelo Brigadeiro, características que podem torná-lo um dos grandes ídolos do MMA no mundo.

“Ele tem todas as qualidades para se tornar ídolo tanto no Brasil quanto na Inglaterra. Ele tem aquela pitada de arrogância que todo campeão precisa ter, que vem de uma autoconfiança acima do normal, tem um jogo muito vendável, é nocauteador, tem um jogo que agrada, é um garoto jovem, bem apessoado, não tem medo de falar o que ele pensa, e é um gringo que mora no Brasil, com família brasileira e português fluente. Você não encontra outro cara com essas qualidades no UFC. O Till está comigo desde a primeira luta profissional dele e eu sempre enxerguei nele uma estrela, e sigo vendo ele como uma estrela. Não tenho dúvida que ele será um dos grandes nomes do UFC e representará muito bem o Brasil e a Inglaterra”.

Apesar disso, Brigadeiro prega pés no chão, avisa que ainda é cedo para almejar passos maiores dentro da maior organização de MMA do mundo, e garante que Till ainda não mostrou tudo o que é capaz de fazer dentro do octógono.

“Tanto como treinador quanto como empresário do Till, eu ainda enxergo ele como um prospecto. Apesar das performances inquestionáveis, eu acho que ele ainda não chegou nem a 60% do seu potencial como lutador. Não tenho muita pressa para que ele dispute o cinturão, não. Essa luta contra o Cerrone é grande, não é uma luta que eu escolheria no momento, apesar de eu achar o Till 70% favorito, mas como a negociação foi muito boa e o UFC me atendeu em todas as minhas solicitações para essa luta, a gente topou a luta. Mas não tenho pressa para que ele dispute o cinturão, não”.

UFC Fight Night 118

Gdansk, Polônia

Sábado, 21 de outubro de 2017

CARD PRINCIPAL (a partir de 17h, horário de Brasília):
Peso-meio-médio: Donald Cerrone x Darren Till
Peso-palha: Karolina Kowalkiewicz x Jodie Esquibel
Peso-meio-pesado: Jan Blachowicz x Devin Clark
Peso-médio: Oskar Piechota x Jonathan Wilson

CARD PRELIMINAR (a partir de 13h30, horário de Brasília):
Peso-leve: Marcin Held x Nasrat Haqparast
Peso-pesado: Anthony Hamilton x Adam Wieczorek
Peso-galo: Damian Stasiak x Brian Kelleher
Peso-médio: Sam Alvey x Ramazan Emeev
Peso-pena: Artem Lobov x Andre Fili
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Adversário a ser anunciado
Peso-galo: Lina Lansberg x Aspen Ladd
Peso-pena: Felipe Sertanejo x Josh Emmett

 

O post Treinador de Darren Till crê que Cerrone não buscará a trocação ‘Se estiver disposto, provavelmente acabará nocauteado’ apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *