Gregory ‘Robocop’ analisa participação no ACB 73 contra russo invicto: ‘Aqui ele não vai arrumar nada’

Por Mateus Machado

Tido como o maior evento europeu de MMA, o Absolute Championship Berkut (ACB) realizará sua primeira edição no Brasil, neste sábado (21), no Centro de Eventos Miécimo da Silva, em Campo Grande (RJ). A organização russa, que já vai para o seu 73º evento, preparou um card de 16 lutas, com o duelo entre o brasileiro Leandro Buscapé e o russo Islam Makoev como principal da noite. Além disso, Wendell Negão, Zé Maria “No Chance”, Roberto Facada e Adriano Captulino são alguns dos nomes que prometem agitar a noite.

Outra fera confirmada para o card é Gregory Rodrigues. O lutador, representante da X-Gym, terá o invicto russo Umar Gaisumov pela frente. Em entrevista exclusiva à TATAME, o “Robocop”, como é conhecido, tratou de mostrar confiança ao analisar seu adversário.

“Ele vem invicto, mas já perdeu no dia que ele aceitou lutar comigo. Está vindo mergulhar em águas escuras… É da categoria 77kg, eu sou da categoria 84kg, então ele está vindo nadar na minha praia. Vou mostrar que ele precisa bater o ‘pesinho’ lá de 77kg e ficar na categoria dele mesmo, porque aqui ele não vai arrumar nada. Vai vir da Rússia e vai voltar com uma mão na frente e outra atrás. No sábado, vai ser guerra, no outro dia, eu até chamo ele para ir na igreja comigo (risos)”, disse o lutador, bastante confiante para a luta.

Confira a entrevista completa com Gregory Rodrigues:

– Preparação para o duelo contra Gaisumov no ACB 73

A preparação para essa luta já vem sendo a minha vida inteira. Eu nunca paro de treinar, estou sempre ativo, ajudando meus amigos lá na X-Gym. Aproveitei o camp que eu fiz durante um mês lá com o Rashad (Evans) e aceitei essa luta tem três semanas, mas para mim é o suficiente para só ajustar. A gente fala que o aço já foi dobrado. A espada de um samurai, para ela ser boa, precisa ser dobrada mais de mil vezes, para ela se tornar leve e o aço ser mais forte, inquebrável. Então, eu já fui dobrado várias vezes e essa etapa agora é só afiar a lâmina. Estou muito feliz com a oportunidade que Deus me deu nesse evento e procuro sempre me basear nos meus treinos, nas pessoas que estão ao meu redor, meus parceiros de treino, meus treinadores, Josuel Distak e Rogério Camões e o meu Sensei, Vinícius Anthony, que vem me ajudando bastante, quero deixar meu agradecimento a ele. A preparação está maravilhosa e isso é o mais importante. Vamos com tudo.

– Importância do evento e sentimento ao lutar em casa

Quando eu soube que ia lutar no ACB, foi incrível. Logo de cara, quando eu recebi a proposta, eu nem cogitei nada, já aceitei na hora. Atualmente, é o terceiro maior evento de MMA do mundo, então, agora aumentou ainda mais a alegria e a fome de estar ali em cima no cage, indo para essa guerra. O sentimento de estar lutando em casa é ótimo, a maioria das minhas lutas foram aqui no Rio de Janeiro, eu comecei o MMA aqui… Os meus amigos, família e esposa vão estar lá, então está sendo muito legal viver tudo isso. Por estar sendo em casa, vai ser como sair de casa para ir treinar e fazer um sparring. Estou sem pressão nenhuma, na verdade, estou transbordando de confiança e alegria para estar lá fazendo o que eu amo, o que gosto, ainda mais em casa. Não tem nenhum peso por esse fator, eu só quero ir lá fazer o meu trabalho. Vou dar o meu melhor, quero dar um show para todos.

– Análise do invicto Umar Gaisumov, seu adversário

O meu adversário é um russo duríssimo. Como todos sabem, os russos são atletas bons, duros. Todos ficam falando: ‘Ah, os russos’, eu quero mais é enfrentá-los, eu gosto de desafio. Para eu ser o melhor, eu tenho que lutar com os melhores. Se eles são os melhores hoje no MMA, são os mais duros, é com eles que eu quero estar lutando. Estou muito feliz de estar lutando com esse cara. Ele vem invicto, mas ele já perdeu no dia que ele aceitou lutar comigo. Está vindo mergulhar em águas escuras… Ele é da categoria 77kg, eu sou da categoria 84kg, então ele está vindo nadar na minha praia. Vou mostrar que ele precisa bater o pesinho lá de 77kg e ficar na categoria dele mesmo, porque aqui ele não vai arrumar nada. Vai vir da Rússia e vai voltar com uma mão na frente e outra atrás. No sábado, vai ser guerra, no outro dia, eu até chamo ele para ir na igreja comigo (risos). No sábado, é um cara que está no caminho do meu objetivo, então eu vou ter que atravessar ele, terei que passar por ele, e vai ser só mais um adversário. É um cara duro, mas ele nunca lutou contra um cara tão duro como eu, tenho convicção disso. É um atleta que gosta de trocar, tem bons jab’s, mas estou treinando muito em cima disso.

Experiência no Jiu-Jitsu como sua principal arma na luta

Todas as minhas vitórias foram por finalização. Eu sou um grappler, faixa-preta de Jiu-Jitsu, já me sagrei campeão mundial, campeão brasileiro por diversas vezes, e é indiscutível não dizer que essa é a minha principal arma. Então, acredito que vai vir uma finalização nessa luta, mas estou com a parte em pé muito boa e vai ser o fator surpresa. Vou sair na trocação com ele, mas claro que o Jiu-Jitsu também está sempre ali.

Gregory Rodrigues vai em busca de sua quarta vitória no MMA profissional (Foto: Divulgação)
Gregory Rodrigues vai em busca da sua quarta vitória como lutador de MMA profissional (Foto divulgação)

– Planos para a sequência da carreira após o ACB 73

Vou sair vencedor dessa luta, isso já está escrito nos meus planos. É um plano concluído, vou lá só para a consumação. Eu quero seguir no ACB, quero pegar um contrato com eles, fazer minha carreira, e se for onde Deus quer me colocar, vai dar tudo certo, a gente vai fechar esse contrato e vamos ser campeões. Mas, a princípio, o meu plano é pegar um contrato com esse evento, que está crescendo bastante, e estar sempre caminhando.

CARD COMPLETO:

Absolute Championship Berkut 73
Centro de Evento Miécimo da Silva, em Campo Grande (RJ)
Sábado, 21 de outubro de 2017

Leandro Buscapé x Islam Makoev
Adlan Bataev x Adílson Ramos
Fábio Silva x Carlos Eduardo Cachorrão
Rustam Asuev x Maike Linhares
Roberto Facada x Adriano Captulino
Wendell Negão x João Carvalho
Imran Abaev x Luiz Jorge Dutra Jr.
Josiel Açougueiro x Kurban Gadzhiev
Nilton Gavião Jr. x Ary Farias
José Maria “No Chance” x Daniel Willycat
André Ricardo “Dedé” x Renato Valente
Alan Gomes x Shamil Akhmaev
Antonio Carlos “Buiu” Fabiano Soldado
Umar Gaisumov x Gregory Rodrigues
Francisco Valdines x Taigro “Urso Branco”
Herbert Batista x Viskham Magomadov

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *