Após nocautear Cerrone, Till explica que sua autoconfiança não é marketing: ‘Não digo besteira, só digo o que acredito, e acredito que sou o melhor’

Darren Till não tomou conhecimento de Donald Cerrone no UFC Polônia realizado no último final de semana e com sua precisão e técnica mandou o norte-americano para a lona ainda no primeiro round, mantendo a invencibilidade e chegando a 16 vitórias em 17 lutas – ele possui um empate no cartel. Os incríveis números do inglês radicado no Brasil, que chegou ao 10º nocaute na carreira, apenas reforçam a sua autoconfiança, o que ele faz questão de salientar que não é puro marketing.

“Eu não fico falando besteira e provocando. Eu não vou chamar ninguém de idiota. Eu só vou dizer o que eu acho, o que eu acredito. Eu acredito que sou o melhor, eu acreditava que chegaria aqui e nocautearia o Cowboy. Isso não é conversa, é apenas o que eu realmente acredito”, declarou o meio-médio após a luta. “Meu futuro já está decidido. Eu serei o melhor lutador que existe. Estou aceitando lutas que me ajudem a progredir, vivendo no momento, sendo feliz, treinando duro, sendo leal, me dedicando. Eu sei o meu futuro, vou mostrar tudo isso ao lutar, e isso se tornará uma realidade. Nunca duvide de mim, jamais duvide de mim, não seja estúpido”.

Ainda dentro do octógono, Darren Till disse que gostaria de enfrentar Mike Perry, e os dois chegaram a discutir. De cabeça fria, o inglês explicou a situação.

“Ele (Mike Perry) disse que o Cowboy ia me derrotar, nós discutimos um pouco, e a pós essa luta eu ia chama-lo para lutar, eu queria essa luta. Ele vai par cima, eu vou para cima, ele acha que pode me derrotar, não dá para levar isso a sério. Ele irá lutar com o Santiago, que é outro cara que eu queria enfrentar, então… Ele não está no meu radar, vamos ver o que o UFC terá para mim”.

Till também revelou ter ficado surpreso com o carinho da torcida na Polônia, pois acreditava que o carismático Donald Cerrone seria o mais festejado. Seu desejo agora é protagonizar um card em sua cidade natal.

“Uma coisa que seria melhor ainda é se o UFC fosse em Liverpool. Eles nunca foram para lá, o que seria melhor agora do que eu lá como luta principal em Liverpool? Eles nunca estiveram lá, seria um dos momentos mais históricos da minha carreira”.

 

 

O post Após nocautear Cerrone, Till explica que sua autoconfiança não é marketing: ‘Não digo besteira, só digo o que acredito, e acredito que sou o melhor’ apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *