Lyoto Machida vê luta no UFC SP como um reinício: ‘É como se eu estivesse chegando agora’

Lyoto retorna ao octógono após mais de dois anos afastado – Foto: Josh Hedges/UFC

A última vitória de Lyoto Machida foi em dezembro de 2014, quando venceu C.B. Dollaway. De lá para cá, o peso médio brasileiro amargou derrotas para Luke Rockhold, Yoel Romero e uma punição de 1 ano e meio por ter falhado no doping.

No próximo sábado o ex-campeão dos meio-pesados terá a chance de iniciar sua uma nova fase na carreira. No UFC São Paulo, Lyoto encara Derek Brunson na luta principal e espera que seja o primeiro passo rumo ao protagonismo que está acostumado.

“É difícil dizer aonde uma vitória no sábado pode me colocar. É como se eu estivesse chegando agora na categoria, é um reinício, estou fora do ranking e tenho que lutar para voltar. O que eu sei é que está tudo voltando a ser como antes, e estou sentindo isso nas pequenas tarefas que antecedem o evento”, disse o lutador num bate-papo com fãs via o Facebook oficial do UFC.

Os mais de dois anos fora do octógono podem pesar contra o brasileiro na questão de ritmo, mas confiante, ele prefere olhar com bons olhos o período que teve para se preparar para voltar ainda melhor.

“Tudo tem seu lado bom e seu lado ruim. Quem está lutando sempre tem mais ritmo de competição, mais confiança. Quem está afastado perde ritmo. Mas eu sempre competi a minha vida inteira, então tenho um lastro. Acredito que o tempo afastado pode ter sido bom para mim, já que eu vinha fazendo uma luta em cima da outra, então nesse período eu pude relaxar, ficar mais tempo com a minha família, fazer atividades diferentes… Claro, eu continuei treinando, e treinar sem o compromisso do camp também é bom, é diferente”, explicou.

Lyoto reconhece as qualidades do adversário de sábado, mas afirma sentir-se à vontade com o jogo característico do norte-americano.

“O Brunson tem um grande nome, fez grandes lutas contra grandes adversários, é um excelente lutador, está bem ranqueado, vem do wrestling, mas gosta de trocar, tem algumas finalizações no chão… enfim, é um verdadeiro lutador de MMA. Mas é um jogo que casa para mim, porque eu também gosto de lutar em pé e trabalhar no chão, embora ainda não tenha mostrado muito meu Jiu-Jítsu no UFC. É um grande desafio e isso me motiva muito. Uma vitória sábado representa muito para mim”.

UFC SP

Ginásio do Ibirapuera

Sábado, 28 de outubro de 2017

CARD PRINCIPAL (a partir de 0h, horário de Brasília):
Peso médio: Derek Brunson x Lyoto Machida
Peso-meio-médio: Demian Maia x Colby Covington
Peso-galo: Pedro Munhoz x Rob Font
Peso-leve: Francisco Massaranduba x Jim Miller
Peso-médio: Thiago Marreta x Jack Hermansson
Peso-galo: John Lineker x Marlon Vera
CARD PRELIMINAR (a partir de 21h, horário de Brasília):
Peso-meio-médio: Vicente Luque x Niko Price
Peso-médio: Antônio Cara de Sapato x Jack Marshman
Peso-meio-médio: Elizeu Capoeira x Max Griffin
Peso-leve: Hacran Dias x Jared Gordon
Peso-mosca: Deiveson Alcântara x Jarred Brooks
Peso-pesado: Marcelo Golm x Christian Colombo

O post Lyoto Machida vê luta no UFC SP como um reinício: ‘É como se eu estivesse chegando agora’ apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *