Marcus Paulo bate Gilberto Cangaceiro após interrupção médica no Shooto Brasil 76; saiba mais

A noite de lutas do Shooto Brasil 76 foi recheada de emoções. Com um card repleto de grandes combates no último domingo (22), na Arena Upper, Zona Sul do Rio de Janeiro, o evento coroou o baiano Marcus Paulo. Na luta principal da noite, o lutador bateu o ex-campeão dos palhas Gilberto Cangaceiro por nocaute técnico, após um profundo corte na testa de Gilberto, que forçou os médicos a interromperem o confronto. Na luta co-principal, Inaildo Gojeba venceu Sergio Ribeiro por unanimidade. O card contou com outras oito lutas e o destaque foi a atuação de Guilherme Doin, uma das promessas da Nova União, que sob os olhares de José Aldo, protagonizou um lindo nocaute sobre Everton Rodrigues. A próxima edição do Shooto acontece já na próxima sexta-feira (27), em Brasília.

Ex-campeão dos palhas do evento, Gilberto Cangaceiro entrou como franco favorito para o duelo principal do Shooto Brasil 76, diante de Marcus Paulo. Com uma carreira consolidada de mais de 20 lutas, Gilberto encontrou um adversário duro pela frente, com apenas uma derrota em dez lutas na carreira. Depois de um primeiro round equilibrado, com a luta agarrada predominando, Marcus Paulo acertou uma cotovelada, abrindo um profundo corte na testa de Cangaceiro. No intervalo para o segundo round, os médicos constataram que o ex-campeão dos palhas não poderia voltar ao combate por conta do ferimento, e Marcus foi declarado vencedor por nocaute técnico.

Na co-luta mais importante da noite, Inaildo Gojeba e Sergio Ribeiro duelaram em um confronto quase todo desenrolado na luta em pé. Com trocação franca a todo momento, os dois atletas alternaram bons momentos. No final, melhor para Inaildo, que apesar de um knockdown sofrido no segundo round, foi mais agressivo e venceu por decisão unânime dos juízes. Já Junior Silva e Carlos Augusto fizeram, sem dúvidas, a luta mais emocionante da noite, com muitas reviravoltas. Depois de quase ser nocauteado nos rounds iniciais, Junior se recuperou e massacrou Augusto no assalto derradeiro. Mas não foi suficiente. Vitória de Carlos Augusto por unanimidade e muito aplausos do público presente.

Nocaute espetacular e finalização relâmpago são destaques

Uma da principais promessas da Nova União, Guilherme Doin, foi responsável por um dos momentos mais marcantes da noite. No duelo contra Everton Rodrigues, Doin fez jus às expectativas e protagonizou um nocaute espetacular ainda no round inicial. Depois de um belo knockdown, ele conectou um cruzado fatal, que levou Everton à lona já apagado. Festa da torcida e de José Aldo, que acompanhava tudo da plateia e vibrou muito com o resultado. Na única luta feminina do Shooto Brasil 76, Simone Duarte e Caroline Japa levantaram o público presente na Arena Upper, em um combate muito movimentado. Depois de três rounds de bons momentos para ambos os lados, melhor para Simone Duarte, que foi mais contundente e deixou Caroline sangrando muito após o combate.

Guilherme Doin protagonizou um nocaute espetacular sobre Everton Rodrigues (Natalino Werneck/Werneck Produções)
Guilherme Doin protagonizou um nocaute espetacular sobre Everton Rodrigues (Natalino Werneck/Werneck Produções)

Nas lutas inaugurais os destaques foram Paulo Cangaceiro, Cleiver Fernandes e Ronaico Raio X. O primeiro dominou completamente Alexsander Querubim para vencer por finalização com um belo mata-leão no segundo round. Já os companheiros de Nova União, Cleiver e Ronaico, deram um show de jiu-jitsu e fizeram jus à tradição da academia. Na luta que abriu o Shooto Brasil 76, Cleiver não precisou de mais de um minuto para encaixar uma precisa chave de joelho em Vinicius Lessa e levantar a galera. Já Ronaico precisou de um pouco mais de tempo, mas também colocou a arte suave em pratica para bater Hugo Pimentel com um mata-leão no segundo assalto. Outros vencedores da noite foram Lucas Gaspar e Carlos Tiziu que superaram Douglas Souza e Claudio Coutinho, respectivamente.

Shooto Brasil 76 – Resultados oficiais

Marcus Paulo derrotou Gilberto Cangaceiro por nocaute técnico (interrupção médica) no 1R
Inaildo Gojeba derrotou Sergio Ribeiro por decisão unânime dos jurados
Carlos Augusto derrotou Junior Silva por decisão unânime dos jurados
Simone Duarte derrotou Caroline Japa por decisão unânime dos jurados
Guilherme Doin derrotou Everton Rodrigues por nocaute no 1R
Paulo Cangaceiro finalizou Aleksander Querubim com um mata-leão no 2R
Carlos Tiziu derrotou Claudio Coutinho por decisão unânime dos jurados
Ronaico Raio X finalizou Hugo Pimentel com um mata-leão no 2R
Lucas Gaspar derrotou Douglas Souza por decisão unânime dos jurados
Cleiver Fernandes finalizou Vinicius Lessa com uma chave de joelho no 1R

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *