Em card repleto de brasileiros, Lyoto retorna ao MMA no UFC São Paulo; Demian pega falastrão

“Figurinha marcada” nos eventos do Ultimate no Brasil, a cidade de São Paulo será palco de mais um card da maior organização de MMA do mundo, neste sábado (28), no Ginásio do Ibirapuera. A luta principal fica por conta do retorno de Lyoto Machida, que volta a lutar profissionalmente depois de dois anos e terá pela frente o americano Derek Brunson. No co-main event, após ser derrotado em sua última luta, quando disputou o cinturão meio-médio, Demian Maia busca a recuperação diante do falastrão Colby Covington.

Ainda no card principal, o UFC São Paulo promete bons combates, com os duelos envolvendo Pedro Munhoz, Francisco Massaranduba, Thiago Marreta e John Lineker, que enfrentam Rob Font, Jim Miller, Jack Hermansson e Marlon Vera, respectivamente.

Lyoto volta ao MMA com apoio o da torcida para vencer

Sem lutar pelo Ultimate desde junho de 2015, quando foi derrotado por Yoel Romero, Lyoto Machida cumpriu suspensão pela USADA após ser flagrado em um exame antidoping e, após um extenso período sem atuar profissionalmente, está pronto para seu retorno. Atualmente com 39 anos, o “Dragão” vive a expectativa de conquistar uma boa vitória para voltar a ter destaque na divisão dos médios e, para isso, conta com o apoio da torcida brasileira, que promete tornar o ginásio um verdadeiro “caldeirão” a favor do lutador.

“É uma oportunidade única para mim. Eu estou voltando, no meu país, com a torcida comigo, todo mundo ajudando. O ambiente é outro, estou muito feliz. Eu esperei muito tempo para voltar ao octógono, este é um momento muito aguardado. Eu trabalhei muito para estar aqui e é o que eu mais gosto de fazer. É uma realização estar de volta. Fiz um camp ótimo. Muita gente acha que o tempo em que fiquei fora pode me atrapalhar, mas eu não olho dessa forma. O tempo fora me ajudou a encontrar pessoas diferentes e ter um olhar diferente sobre tudo. Foi um momento de amadurecimento, e com certeza teve a sua importância”, disse Lyoto, em entrevista aos jornalistas durante a semana da luta.

Para voltar ao UFC com vitória, Lyoto vai precisar superar Derek Brunson. O americano, de 33 anos, vem de vitória sobre Daniel Kelly em sua última luta, onde se recuperou de duas derrotas consecutivas, para Robert Whittaker e Anderson Silva. Para voltar a embalar na organização, o lutador diz qual é o planejamento para estar entre os tops da divisão.

“Chegar e finalizar. Eu sou um cara de primeiro round. O cenário perfeito seria uma vitória no primeiro round. Eu me vejo entrando no octógono e esperando o meu momento. Eu sei que todo mundo imagina eu trabalhando no Wrestling e ele tentando manter a luta em pé, mas eu me sinto confortável em qualquer cenário. Eu não sei como ele estará, mas eu penso nele como o Machida de sempre – rápido e ágil em pé. Não posso pensar nas suas últimas lutas, em que os rivais conseguiram derrubá-lo com facilidade”, analisou Derek.

Lutando em casa, Demian visa redenção contra Covington

Nascido em São Paulo, Demian Maia é uma das principais atrações do card deste sábado e, certamente, contará com um grande apoio dos torcedores presentes no ginásio. Vindo de derrota em sua última luta, para Tyron Woodley, quando disputou o cinturão meio-médio, o atual número 3 no ranking da divisão sabe que precisa se recuperar imediatamente se quiser sonhar com um novo title shot, principalmente por conta da sua idade (39 anos).

Vindo de derrota, Demian visa recuperação contra o americano Colby Covington (Foto: Getty Images)
Vindo de derrota, Demian visa recuperação contra o americano Colby Covington (Foto Getty Images / UFC)

“É um prazer especial (lutar em São Paulo, sua cidade natal). Eu não tive muito essa oportunidade na minha carreira. Eu lutei aqui na cidade de São Paulo apenas uma vez e eu queria viver isso mais vezes. As minhas últimas três lutas foram bem próximas (curto espaço de tempo). Isso é cansativo, mas ao mesmo tempo te dá um ritmo competitivo bom. Se você souber usar isso a seu favor, pode ser muito vantajoso. Eu topei essa luta por vários motivos. O principal dele é para voltar às vitórias, que é algo que eu não tenho controle, mas eu só vou voltar se tentar”, disse o brasileiro, em evento com a mídia.

Adversário de Demian, Colby Covington vem embalado por quatro vitórias consecutivas dentro da franquia, sendo a última contra Dong Hyun Kim, em junho deste ano. Adotando um estilo provocador desde a sua chegada ao Brasil, o americano, dez anos mais novo em relação ao brasileiro, não economizou nas provocações durante a semana da luta.

“Eu não queria lutar aqui (no Brasil), mas era a única forma de enfrentar o Demian. Lutar na casa dele, na frente dos fãs dele. Eu conheço a fama dos brasileiros e espero que eles sejam muito barulhentos. Mas depois da luta, eu sei que eles ficarão em silêncio. Ele (Demian Maia) é uma lenda, teve uma grande carreira. É por isso que eu vou aposentá-lo no primeiro round. E os fãs brasileiros vão me agradecer porque ele vai ficar nos meus ‘melhores momentos’ até o final da minha carreira. Ele é um mágico de um truque só e eu vou pegá-lo no momento em que ele tentar me derrubar, finalizando no primeiro round”.

Destaques agitam o card preliminar na capital paulistana

Outros bons duelos prometem marcar o card preliminar do UFC São Paulo. Tido como uma das principais promessas na categoria meio-médio, Vicente Luque buscará se recuperar da última derrota, agora em duelo contra Niko Price. Na categoria dos médios, vindo de três vitórias consecutivas, Antônio Cara de Sapato visa novo triunfo, sobre Jack Marshman, para seguir embalado. Com o mesmo número de vitórias em sequência, Elizeu Capoeira também quer se manter em alta na categoria dos meio-médios, e terá Max Griffin pela frente.

Antônio Cara de Sapato buscará a quarta vitória consecutiva no Ultimate (Foto: Getty Images)
Antônio Cara de Sapato buscará sua quarta vitória consecutiva no Ultimate (Foto Getty Images / UFC)

Ainda no card preliminar, Hacran Dias, Deiveson Alcântara e o estreante Marcelo Golm vão entrar em ação contra Jared Gordon, Jarred Brooks e Christian Colombo, respectivamente.

CARD COMPLETO:

UFC Fight Night 119
Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (SP)
Sábado, 28 de outubro de 2017

Card principal
Derek Brunson x Lyoto Machida
Demian Maia x Colby Covington
Pedro Munhoz x Rob Font
Francisco Massaranduba x Jim Miller
Thiago Marreta x Jack Hermansson
John Lineker x Marlon Vera

Card preliminar
Vicente Luque finalizou Niko Price com um mata-leão no 2R
Antônio Cara de Sapato finalizou Jack Marshman com um mata-leão no 1R
Jared Gordon derrotou Hacran Dias por decisão unânime dos jurados
Elizeu Capoeira derrotou Max Griffin por decisão unânime dos jurados
Deiveson Alcântara derrotou Jarred Brooks por decisão dividida dos jurados
Marcelo Golm finalizou Christian Colombo com um mata-leão no 1R

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *