Edson brinca, deseja camp ‘sem lesões’ para Khabib e avisa: ‘Estou no meu momento’

Por Diogo Santarém 

Atual terceiro colocado no ranking peso-leve do Ultimate e vivendo um ótimo momento em sua carreira, com três vitórias consecutivas, Edson Barboza terá pela frente o maior desafio da sua trajetória no MMA até o momento no dia 30 de dezembro deste ano. Pelo UFC 219, que acontece em Las Vegas, nos Estados Unidos, o brasileiro vai encarar o russo Khabib Nurmagomedov, segundo colocado no ranking da divisão e invicto em seu cartel.

Na expectativa por uma futura disputa de cinturão, Barboza sabe que o confronto diante do russo é crucial para o seu futuro dentro da categoria. Na última sexta-feira (27), em entrevista com jornalistas em São Paulo, o lutador de Nova Friburgo falou sobre sua atual fase na carreira, afirmando que a luta contra Khabib surgiu no momento certo para ele.

“Eu acredito que estou no melhor momento da minha carreira. Se vocês forem ver minhas últimas três lutas, eu tive uma evolução lutando contra caras bons, consegui me apresentar muito bem, e acredito que essa luta veio no momento certo… Eu estou pronto para isso agora, mais maduro, mais experiente e aprendendo a treinar, porque eu não sou mais um garoto de 24 anos, então eu aprendi a treinar certo, fazer tudo da forma certa”.

Confira outros trechos da entrevista com Edson Barboza:

– Camp e fama do Khabib de se lesionar em treinos

Em relação a mim, eu tenho que treinar, tenho que cuidar dos meus machucados, porque vou me machucar, com certeza, em todo camp todo mundo se machuca, os atletas de alto rendimento sabem do que estou falando, mas sinceramente eu espero que nada aconteça com ele (Khabib Nurmagomedov), que treine o camp inteiro, passe ileso e essa luta realmente aconteça. Para mim, como eu falei, estou focado no que eu vou fazer, não ele.

– Oportunidade de lutar no último card do ano

Estou muito animado para essa luta. Oportunidade incrível lutar em Las Vegas, vai ser divertido, estou muito feliz. Ele está entre os três melhores do mundo, e como eu falei, eu queria muito lutar entre os melhores, e agora estou tendo essa chance. Estou pronto.

– Bom rendimento em defesa de quedas até agora

É uma luta de MMA, como eu falei. Todo mundo sabe que eu tenho uma boa defesa de quedas e que ele aplica boas quedas, é uma coisa que é difícil falar antes. Eu vou preparado para defender as quedas, porque provavelmente ele vai entrar nas minhas pernas. Mas o principal é que eu vou estar preparado para tudo, vai ser uma guerra.

– Joelhada como ‘arma surpresa’ para um nocaute

Sempre, sempre. Na última luta (contra o Beneil Dariush, em março), ela entrou e é um movimento que eu nunca tinha feito, e acho que é mais uma coisa que ele pode se preocupar, porque realmente pode acontecer a joelhada ali, a qualquer momento.

Barboza sonha com uma futura disputa de cinturão na categoria peso-leve (Foto: Getty Images)
Barboza sonha com uma futura disputa de cinturão na categoria peso-leve (Foto Getty Images / UFC)

– Luta contra Khabib Nurmagomedov na hora certa

Eu acredito que estou no melhor momento da minha carreira. Se vocês forem ver minhas últimas três lutas, eu tive uma evolução lutando contra caras bons, consegui me apresentar muito bem, e acredito que essa luta veio no momento certo… Eu estou pronto para isso agora, mais maduro, mais experiente e aprendendo a treinar, porque eu não sou mais um garoto de 24 anos, então eu aprendi a treinar certo, fazer tudo da maneira certa.

– Luta pelo cinturão linear em caso de uma vitória

Se eu sair vencedor dessa próxima luta, eu acredito que eu sou o próximo na linha do cinturão, por tudo o que está acontecendo, por tudo o que eu já fiz, acredito ser o próximo na fila. Como eu falei, eu acho que o campeão dessa categoria é o Tony Ferguson, se o Conor McGregor sair fora, para mim, é indiferente, porque o campeão é o Ferguson.

– Lee disputando título interino e oferta do Ferguson

Antes dessa luta (Kevin Lee x Tony Ferguson) sair, eu fui para Las Vegas conversar com o Dana White e o Sean Shelby, e eles me falaram dessa luta, perguntaram como eu estava… Eu estava lesionado, não tinha feito a cirurgia ainda, mas eu me coloquei a disposição, falei que se o Ferguson lutasse comigo, eu lutaria pelo cinturão interino, com o braço machucado, tomaria alguma coisa, mas eu lutaria com ele fazendo um camp inteiro. Daí, acabou que disseram que o Ferguson só lutaria comigo se fosse pelo cinturão linear, não pelo título interino, por já ter lutado comigo (e vencido). Aí o pessoal do UFC falou que o importante era eu me cuidar, daí eu fiquei tranquilo. Por um lado, eu fiquei triste de não poder disputar o título interino, mas ao mesmo tempo eu vi que o pessoal do UFC ficou preocupado comigo, com a minha saúde, disseram que eu teria uma grande luta depois.

CARD PROVISÓRIO:

UFC 219
T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA)

Sábado, 30 de dezembro de 2017

Khabib Nurmagomedov x Edson Barboza
Dominick Cruz x Jimmie Rivera
Carlos Condit x Neil Magny
Kamaru Usman x Emil Weber Meek
Myles Jury x Rick Glenn
Cynthia Calvillo x Carla Esparza
Louis Smolka x Matheus Nicolau

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *