Em alta, Cara de Sapato desafia Weidman para ‘vingar’ brasileiros

Sapato vem de quatro vitórias seguidas (Foto: Reprodução/FacebookUFC)

Sapato vem de quatro vitórias seguidas (Foto: Reprodução/FacebookUFC)

Considerado uma das principais promessas brasileiras no MMA, Antônio Cara de Sapato demorou um pouco para engrenar uma sequência de vitórias no UFC, mas a realidade começou a mudar em setembro de 2016. De lá para cá, já são quatro triunfos seguidos, três deles por finalização, sendo o mais recente no último sábado (28), em São Paulo, contra Jack Marshman, ainda no primeiro round.

Veja Também

Luque quer enfrentar Till na sequência (Foto: Reprodução/Facebook UFC)
Após finalização no UFC SP, Vicente Luque mira duelo contra Darren Till

Sapato finalizou Marshman ainda no primeiro round. (Foto: Reprodução/CombatePlay)
UFC São Paulo: Brasileiros dão show de jiu-jítsu em card preliminar agitado

A boa fase faz com que o brasileiro começasse a sonhar alto na categoria dos médios. Mirando seu próximo desafio, Sapato voltou a pedir por um duelo com Chris Weidman, a quem já havia desafiado há alguns meses.

“Ele (Weidman) é um grande nome e sou um grande fã. Seria ótimo compartilhar o octógono com ele. Ele venceu muitos brasileiros, como Anderson Silva duas vezes, o maior de todos os tempos. Ele venceu Vitor Belfort, Lyoto Machida e Demian Maia. Então seria ótimo representar meu país contra ele”, declarou Sapato ao site americano ‘MMA Junkie’.

Campeão do TUF Brasil 3, Cara de Sapato vem embalado por quatro bons resultados. Aos 27 anos, o campeão mundial de jiu-jítsu tem um cartel com nove triunfos, dois reveses e uma luta sem resultado. No Ultimate, são seis resultados positivos, dois negativos e um no contest.

Weidman, por sua vez, vem de vitória por finalização sobre Kelvin Gastelum, em julho deste ano, quebrando uma sequência ruim de três derrotas consecutivas. Ex-campeão dos médios, ele chegou ao topo da divisão ao nocautear Anderson Silva duas vezes, ambas em 2013. Ainda realizou duas defesas de cinturão ao bater Lyoto Machida e nocautear Vitor Belfort, porém foi destronado ao ser nocauteado por Luke Rockhold. Aos 33 anos, soma 14 triunfos e três reveses como profissional (10-3 no UFC).

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *