Jon Jones garante que dará volta por cima: ‘Posso chegar lá de novo’

J. Jones (foto) quer enfrentar B. Lesnar (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)

J. Jones (foto) busca recuperação (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)

Mesmo com as duras críticas do presidente do UFC, Dana White, que o chamou de “incorrigível”, Jon Jones segue focado em dar a volta por cima novamente após mais um caso de doping ter lhe tirado o cinturão do Ultimate. Em vídeo publicado no seu perfil oficial no Instagram, o ex-campeão garante que irá superar novamente os problemas que o tiraram novamente da rota para se tornar o maior lutador de todos os tempos.

Veja Também

Jones voltou a ser criticado pelo chefe (Foto: reprodução/Facebook UFC)
Dana White volta a criticar Jon Jones: ‘Ele é incorrigível’

St. Pierre retorna nesta semana (Foto: Reprodução/Facebook/Georges St. Pierre)
St. Pierre exalta duelo com Bisping: ‘É a minha maior luta’

M. Bisping (foto) discutiu com Masvidal (Foto; Reprodução Instagram MikeBisping)
Bisping e Masvidal trocam insultos nos bastidores do UFC 217

O norte-americano lembrou que já esteve no fundo do poço uma vez antes e conseguiu se reeguer e reconquistar o título meio-pesado e o respeito dos fãs e do UFC. Porém, novo caso de doping colocou tudo a perder e ele garante que consegue readquirir tudo que perdeu com o teste antidoping positivo.

“Se eu fiz essa escalada até o topo da montanha uma vez, eu posso fazer de novo. Eu acredito que existem talentos dentro de mim que eu sequer descobri ainda. Não tem nada que eu coloquei na minha cabeça que eu não consiga alcançar, só tenho que estar disposto a colocar isso em prática. Quem está pronto para trabalhar?”, postou Jon Jones na legenda de um vídeo com momentos de sua carreira, em fotos com fãs e jornalistas.

Os problemas de Jones não se limitam à USADA. O ex-campeão perdeu seu cinturão pela primeira vez em 2015 ao se envolver em um acidente de carro com uma mulher grávida e ter fugido da cena, embriagado e com maconha em seu carro. Depois de evitar a cadeia e transformar a pena em trabalho comunitário, ele foi pego em exame antidoping dias antes do UFC 200. Cumpriu um ano de suspensão e voltou no UFC 214, quando nocauteou o rival Daniel Cormier. Semanas depois, porém, caiu novamente no doping e teve seu título de novo retirado.

 

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *