Joanna descarta revanche com Jéssica Andrade: ‘Te dei uma surra’

J. Jedrzejczyk desdenhou de brasileira (Foto: Reprodução Facebook UFC)

J. Jedrzejczyk desdenhou de brasileira (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Escalada para defender seu título peso palha no UFC 217 deste sábado (4) contra Rose Namajunas, Joanna Jedrzejczyk já vê de novo a brasileira Jéssica Andrade no retrovisor. Após vencer a compatriota Claudia Gadelha no UFC Japão em setembro, Bate-Estaca se recolocou no topo da divisão e está perto de uma revanche com a campeã.

Veja Também

St. Pierre retorna nesta semana (Foto: Reprodução/Facebook/Georges St. Pierre)
St. Pierre exalta duelo com Bisping: ‘É a minha maior luta’

Bisping (esq)
 mandou recado a GSP (dir)
 (Foto:Reprodução/Instagram MikeBisping)
Bisping promete colocar St. Pierre para ‘dormir’ no UFC 217

C. McGregor mandou recado ao UFC (Foto: Reprodução Twitter UFC)
McGregor garante que só retorna ao UFC se virar co-promotor

A polonesa, porém, pediu calma e descartou dar uma nova chance à rival tão cedo. Em entrevista ao canal Combate, Jedrzejczyk ainda desdenhou da brasileira, dizendo que Jéssica havia tomado muitos socos no primeiro encontro entre as duas.

“Cara, não aguento ouvir isso. A Jessica Andrade dizendo que vai me chutar dessa divisão… Ei, calma aí, garotona, eu te dei uma surra, não sei se você lembra. Sei que você levou tantos socos em Dallas, e talvez seja por isso que ela esteja falando tanto. Não aguento isso”, comentou a polonesa, em entrevista ao canal Combate.

Para Joanna, Andrade precisa vencer mais uma ou duas lutas para se recolocar em uma disputa de cinturão. A brasileira já desafiou Karolina Kowalkiewicz e as duas devem se enfrentar no início do ano que vem.

“Ela não pode ser a próxima da fila, porque eu a arrebentei, então ela precisa vencer no mínimo uma ou duas lutas para receber o title shot de novo. A outra coisa é que a luta foi boa entre Jessica e Gadelha, mas a Gadelha não se preparou para a Andrade da forma certa, e por isso que Gadelha fez Jessica parecer tão boa, mas ela não trouxe nada de novo para a luta contra a Gadelha. Ela foi a mesma lutadora que foi contra mim. Sou a campeã por uma razão: tenho mais habilidades, mais armas. Fiz meu trabalho, arrebentei ela, só isso”, encerrou Joanna.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *