GSP faz história no UFC 217, Dillashaw recupera cinturão e Joanna perde reinado; resultados

Neste sábado (4), o Madison Square Garden foi palco de mais uma grande edição do Ultimate. O card principal do UFC 217 protagonizou cinco lutas emocionantes, sendo três envolvendo disputa de cinturão. A lenda Georges St-Pierre fez história ao finalizar Michael Bisping, para conquistar o título dos médios da franquia. O canadense não lutava desde novembro de 2013, quando abriu mão do cinturão dos meio-médios.

No co-main event, TJ Dillashaw nocauteou Cody Garbrandt e recuperou o cinturão dos galos do Ultimate. Já Rose Namajunas encerrou o reinado de Joanna Jedrzejczyk na divisão peso-palha e agora é a nova campeã. Stephen Thompson superou Jorge Masvidal na pontuação dos árbitros e Paulo Borrachinha nocauteou Johny Hendricks, na abertura do card principal.

St-Pierre uma lenda ainda maior no MMA

Sem lutar há quatro anos, GSP teve um bom começo de luta no MSG. O canadense controlou o ritmo e a distância, para conectar golpes em Michael Bisping, que não ficava para trás e respondia da mesma forma. No fim do round, St-Pierre conquistou uma queda e balançou o inglês com o seu tradicional golpe superman punch.

Georges St-Pierre finalizou Michael Bisping no terceiro round do UFC 217 (Foto: Getty Images)

No segundo round, St-Pierre voltou a derrubar, mas mostrou cansaço. “The Count” ainda acertou um direto que atingiu em cheio o canadense. Na volta para o terceiro round, “Rush” voltou a derrubar, contudo, Bisping trabalhou bem as cotoveladas que abriram um corte no adversário. A luta voltou em pé, mas um cruzado de esquerda de St-Pierre entrou e, neste momento, a vitória foi construída. GSP conectou várias cotoveladas, até o ponto de encaixar o mata-leão para finalizar o inglês e se tornar campeão dos médios do Ultimate.

Dillashaw reconquista cinturão dos galos

Ex-parceiros de academia, o co-main event do UFC 217 colocou a prova uma das maiores rivalidades recentes do Ultimate. TJ Dillashaw começou provocando o então campeão, contudo, Cody Garbrandt usava muito bem as esquivas e os contra-ataques para se livrar dos golpes e acertar o adversário. Assim, conquistou o knockdown no primeiro round, marcado por uma técnica alta de ambos os lados.

Dillashaw e Garbrandt fizeram um confronto extremamente equilibrado (Foto: Getty Images)

Já no assalto seguinte, Dillashaw não se abateu, foi procurando tirar a distância e encaixou um certeiro chute para derrubar “No Love”. O lutador da Team Alpha Male sentiu o knockdown, perdeu o reflexo e, ao ser atingido novamente, foi ao solo e bastou o árbitro interromper o confronto. Dillashaw recuperou o título dos galos do Ultimate e, ainda no cage, desafiou o Demetrious Johnson, campeão dos moscas do Ultimate.

Namajunas nocauteia Joanna e é a nova campeã

Na primeira disputa de cinturão do UFC 217, o confronto começou estudado. Contudo, Rose Namajunas procurou ser mais agressiva e acertou um cruzado de direita que levou a então campeã Joanna Jedrzejczyk ao solo. A polonesa sentiu o baque do knockdown e virou uma presa fácil para a americana, que voltou a conectar golpes com contundência para derrubar mais uma vez a oponente. No chão, bastou apenas desferir mais alguns socos até a interrupção do árbitro para encerrar a invencibilidade de Joanna e, de que quebra, conquistar o tão sonhando cinturão dos palhas do Ultimate.

Rose Namajunas teve uma atuação avassaladora contra Joanna Jedrzejczyk (Foto: Getty Images)

Thompson controla a luta e leva na decisão

Na segunda luta do card principal, Stephen Thompson mostrou mais uma vez toda a sua qualidade técnica. O carateca impôs o seu jogo de golpes rápidos, controle da distância e sempre saindo do raio de ação de Jorge Masvidal. O lutador da American Top Team teve problema para encontra o ponto ideal para atacar, foi atingido com golpes na linha de cintura que minaram a resistência e ainda sofreu um knockdown no segundo assalto. Desta maneira, por decisão unânime dos árbitros, a vitória ficou com Wonderboy.

Stephen Thompson controlou os três rounds de luta contra Jorge Masvidal (Foto: Getty Images)

Borrachinha se impõe e vence ex-campeão

Na abertura do card principal, Paulo Borrachinha subiu ao octógono concentrado e iniciou o confronto impondo seu jogo. O brasileiro controlou a distância, aplicou bons golpes alternados na linha de cintura e rosto. Encurralado na grade, Johny Hendricks tentava engatilhar algum potente golpe de esquerda. No segundo round, a temática da luta se manteve a mesma e após o ex-campeão dos meio-médios sentir o uppercut, o brasileiro acelerou o ritmo até o árbitro Big John McCarthy encerra o embate. Ainda no cage, Borrachinha disse que será “uma lenda do MMA brasileiro”.

Paulo Borrachinha nocauteou o ex-campeão dos meio-médios no segundo round (Foto: Getty Images)

CONFIRA OS RESULTADOS

UFC 217
Madison Square Garden, Nova York (EUA)
Sábado, 4 de novembro de 2017

Card principal
Georges St-Pierre finaliza Michael Bisping com um mata-leão no 3R
T.J. Dillashaw derrotou Cody Garbrandt por nocaute técnico no 2R
Rose Namajunas derrotou Joanna Jedrzejczyk por nocaute técnico no 1R
Stephen Thompson derrotou Jorge Masvidal por decisão unânime dos jurados
Paulo Borrachinha derrotou Johny Hendricks por nocaute técnico no 2R

Card preliminar
James Vick derrotou Joe Duffy por nocaute técnico no 2R
Mark Godbeer derrotou Walt Harris por desqualificação no 1R
Ovince Saint Preux derrotou Corey Anderson por nocaute no 3R
Randy Brown derrotou Mickey Gall por decisão unânime dos jurados
Curtis Blaydes derrotou Alexey Oliynyk por nocaute técnico no 2R
Ricardo Carcacinha derrotou Aiemann Zahabi com um nocaute no 3R

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *