St. Pierre recebe suspensão médica de 45 dias após o UFC 217

GSP sofreu para vencer Bisping (Foto: Reprodução Facebook UFC)

GSP sofreu para vencer Bisping (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Apesar da vitória incontestável sobre Michael Bisping na luta principal do UFC 217 do último sábado (4), Georges St. Pierre recebeu um gancho médico maior que seu rival. A Comissão Atlética de Nova York divulgou, nesta quarta-feira (8), a lista de suspensões impostas por sua equipe médica aos lutadores do histórico evento e GSP recebeu 45 dias de gancho, enquanto o ex-campeão Bisping fica fora por 30 dias.

Veja Também

Whittaker pode enfrentar GSP na sequência (Foto:Reprodução/Facebook RobertWhittaker)
Whittaker minimiza atuação de St. Pierre: ‘Mais lento do que nunca’

R. Namajunas (esq) e Joanna (dir): rivalidade (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Borrachinha revela ‘bullying’ de Joanna a Namajunas nos bastidores

C. Covington provocou campeão (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Covington garante já ter ‘quebrado’ Woodley durante treinamentos

Isso quer dizer que o novo campeão dos médios não poderá retornar ao octógono neste período. Ao contrário da maioria das comissões, a organização nova-iorquina não divulga detalhes das suspensões, mas especula-se que o corte acima do olho esquerdo do canadense, graças a uma cotovelada da guarda de Bisping, seja a responsável pela suspensão prolongada.

Além de St. Pierre, Stephen Thompson também será obrigado a ficar fora do UFC por um mês e meio. “Wonderboy” dominou e venceu Jorge Masvidal por decisão unânime na porção principal do evento, mas recebeu o gancho de 45 dias mesmo assim. O norte-americano teria deslocado um dedo de uma das mãos durante o duelo.

Porém, as maiores punições foram reservadas aos atletas que foram vítimas dos nocautes mais violentos da noite. Aiemann Zahabi, que sofreu com um cotovelada giratória do brasileiro Ricardo Carcacinha ficará três meses fora de combate, enquanto Corey Anderson, que acabou apagado por um chute alto de Ovince St. Preux, recebeu um gancho de dois meses.

 

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *