Werdum nega punição por parte do UFC, revela que se entendeu com Ferguson e critica Covington: ‘Efeito da Era McGregor’

Werdum quer mostra serviço para voltar a disputar cinturão – Foto: Josh Hegdes

Recentemente, Fabrício Werdum e Tony Ferguson se desentenderam durante um encontro com a imprensa e quase chegaram às vias de fato. Durante a confusão, o brasileiro chamou o norte-americano de “maricón”, o que não soou muito bem entre os defensores do politicamente correto. Apesar do UFC ter emitido um comunicado oficial repudiando o ato do peso pesado, ele garantiu não ter recebido nenhuma punição e revelou ainda ter se entendido com o peso leve.

“Falaram que eu fui punido por ter chamado o Ferguson de ‘maricón’, mas não teve nada disso, foram só boatos. Já passou, até o Ferguson veio falar comigo… não pediu desculpas, mas antes da minha última luta ele veio e me estendeu a mão, disse que era meu fã e me desejou sorte na luta, então isso já é passado. Não teve nenhuma punição”, disse ao PVT.

O assunto voltou à tona graças às ofensas que Colby Covington desferiu aos brasileiros depois de ter vencido Demian Maia. Muitos que acreditavam que o brasileiro havia sido punido, achavam injusto o norte-americano não sofrer nenhuma punição. Werdum comentou o caso e ainda criticou os lutadores que supostamente estariam imitando o irlandês Conor McGregor.

“Esse m***, esse c* de cachorro (Covington) faltou o respeito com os brasileiros e isso não pode ficar barato. Não digo que ele tenha que ser punido disciplinarmente, mas tem que tomar um calor de brasileiro para se ligar… Ele viajou, se emocionou demais. Ganhou a luta bem, mas passou do ponto. É efeito da ‘Era McGregor’, todo mundo querendo imitar o McGregor, alguns lutadores faltando respeito com todo mundo… isso é ridículo de ver. Eu não começo falando nada, mas se o meu oponente falar alguma coisa, eu vou responder com certeza. A Rose (Namajunas), nova campeã, que venceu a Joanna, fez bem quando criticou esses lutadores ‘fakes’ de hoje em dia, que fogem do que prega a Arte Marcial”.

Vindo de uma vitória relâmpago sobre Walt Harris no mês passado, Werdum se prepara para enfrentar Marcin Tybura no próximo dia 18, na Austrália. A sede por lutas tem uma razão, a qual ele explica.

“Tenho que mostrar serviço, e a melhor forma de mostrar serviço é lutando. Já estou merecendo uma nova disputa faz tempo, então, depois dessa, automaticamente tem que ser eu. Eles querem colocar o Overeem ou o Francis Ngannou, mas estou na ativa para ter a oportunidade de lutar pelo título, e vou conseguir. Como sempre atingi meus objetivos, desta vez não será diferente e eu vou levar o terceiro cinturão do UFC para casa. Já tenho dois, agora estou à busca do terceiro”.

 

O post Werdum nega punição por parte do UFC, revela que se entendeu com Ferguson e critica Covington: ‘Efeito da Era McGregor’ apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *