Colby Covington volta a atacar campeão Tyron Woodley em post nas redes sociais e diz: ‘Sonolento’

Após vencer Demian Maia no UFC São Paulo, realizado no último dia 28, e criar uma enorme polêmica ao xingar os fãs brasileiros, Colby Covington já tem um novo “rival” declarado: Tyron Woodley. “Chaos” voltou a disparar contra o campeão dos meio-médios nas redes sociais. Desta vez, o lutador fez uma montagem do dono do cinturão, onde ele aparece com o corpo sendo um remédio para gripe, que gera sono nos seus usuários.

Em alusão ao famoso remédio, Colby chamou Woodley de “sonolento”, tendo em vista que nas duas últimas defesas de título do campeão, contra Stephen Thompson e Demian Maia, o lutador venceu na decisão dos jurados e foi vaiado pelo público ao fim dos embates.

“Hey, ‘sonolento’! Você sabe que seu trabalho é colocar seus oponentes para dormir e não seus fãs, certo?”, postou Covington, atual terceiro colocado no ranking meio-médio do UFC.

Confira a postagem abaixo:

//platform.instagram.com/en_US/embeds.js

Source: Tatame

St. Preux pega Latifi no UFC Charlotte; Ju Thai tem luta confirmada

St. Preux (esq) pega Latifi (dir) em Charlotte (Foto: Reprodução Twitter ufc)

St. Preux (esq) pega Latifi (dir) em Charlotte (Foto: Reprodução Twitter ufc)

Após um início de ano desanimador, com a terceira derrota seguida para o então desconhecido Volkan Oezdemir, Ovince St. Preux virou o jogo ao longo de 2017 e vai começar 2018 buscando sua quarta vitória em sequência. Número cinco do ranking meio-pesado, o haitiano enfrenta Ilir Latifi, nono colocado, no UFC Charlotte, marcado para o dia 27 de janeiro. A luta foi anunciada pelo próprio Ultimate através de suas redes sociais.

Veja Também

Duelo acontecerá na Austrália, em fevereiro (Foto:Reprodução/Instagram UFCBrasil)
Jussier Formiga enfrenta Ben Nguyen no UFC 221, em fevereiro

joanna-jedrzejczyk-facebook-ufc
Joanna garante que voltará a ser campeã em ‘maio de 2018’

TJ (foto) fez pouco de Faber (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Dillashaw debocha de possível luta com Faber: ‘Salário mais fácil’

Após o revés para o suíço, OSP encaixou impressionante sequência de três vitórias seguidas, todas por interrupção. Em abril, ele finalizou o brasileiro Marcos Pezão com um Von Flu Choke, mesma finalização usada para apagar Yushin Okami na luta principal do UFC Japão, em setembro deste ano. Pouco mais de um mês depois do triunfo em Saitama, St. Preux retornou ao octógono para o histórico UFC 217 e nocauteou Corey Anderson com um belo chute alto, que lhe rendeu um bônu de US$ 25 mil, compartilhado com o brazuca Ricardo Carcacinha, que havia apagado Aiemann Zahabi com uma cotovelada giratória.

Ilir Latifi, por sua vez, não luta desde o início de setembro, quando acabou com a invencibilidade de Tyson Pedro, vencendo o australiano por decisão unânime. Com a vitória, o sueco se recuperou do duro nocaute sofrido para Ryan Bader em setembro do ano passado. O revés para o hoje campeão do Bellator interrompeu antiga sequência de três triunfos seguidos de “Sledgehammer”.

Além do duelo entre meio-pesados, o Ultimate oficializou outro grande combate para o UFC Charlotte do dia 27 de janeiro. A brasileira Juliana “Ju Thai” Lima tenta se recuperar diante de Randa Markos, como a própria canadense já havia anunciado. Ju Thai vem de derrota por finalização para Tecia Torres, em julho, enquanto Markos perdeu luta equilibrada contra a promissora mexicana Alexa Grasso, em agosto.

Source: Portal da Luta

Augusto Sakai nocauteia no Imortal FC 7 e pede chance no UFC; Hassem lidera estreia do Grappling Challenge

De volta ao cenário nacional após boa passagem pelo Bellator, o peso-pesado Augusto Sakai venceu Tiagão Cardoso por nocaute técnico ainda no primeiro round na luta principal da sétima edição do Imortal FC – Vegeance, realizado no último sábado (11), para mais de 2500 pessoas no ginásio Max Rosenmann, em São José dos Pinhais, no Paraná.

A luta começou com Sakai apostando nos low kicks. A estratégia deu certo e Cardoso começou a acusar os golpes na perna esquerda. Com o oponente ferido, Sakai aplicou um knockdown após um direto de encontro e, em seguida, com os dois já de pé, emplacou uma sequência de socos até o árbitro interromper o duelo. Foi a primeira luta de Augusto Sakai desde a saída do Bellator, aonde venceu três combates, empatou um e perdeu outro.

“Quando muitos desacreditavam, meu time estava sempre ao meu lado e, graças a eles, eu saí vitorioso esta noite. Só tenho uma derrota no meu cartel, mas quando você não está no topo, as pessoas costumam esquecer sua história. Hoje eu provei que ainda sou o melhor peso-pesado do Brasil. UFC, eu estou aqui”, falou o lutador, atualmente com 26 anos.

Macarrão anota nono nocaute na carreira

Vindo de derrota no evento japonês Pacrase, Leonardo Macarrão fez uma apresentação de gala diante do resistente Rogério Santos. Do primeiro ao terceiro round, o ex-UFC castigou o adversário com inúmeras combinações de kickboxing, alternando ataques na cabeça e na linha de cintura. Mas foi com um chute na perna que o paranaense definiu.

Imortal Grappling contou com o brilho especial da fera Alessandro Hassem, único a finalizar (Foto Cassiano Correia)

Equilibro nos desafios do Imortal Grappling

Na edição de estreia do Imortal Grappling Challenge, que antecedeu as lutas de MMA, apenas Alessandro Hassem teve o braço levantado, pois foi o único a conseguir finalizar o adversário, regra que definiria os vencedores. Sua vítima foi Hugo Matheus, que deu os três tapinhas após ser pego num triângulo. Os principais confrontos foram marcados por muita técnica e equilíbrio, mas sem finalizações. Por conta disso, os combates Rodrigo Pimpolho x Carlston Harris e Leonardo Chocolate x Klidson Faria terminaram empatados.

RESULTADOS COMPLETOS:

Imortal FC 7 – Vegeance
Ginásio Max Rosenmann, em São José dos Pinhais (PR)
Sábado, 11 de novembro de 201

Card principal
Augusto Sakai derrotou Tiago Cardoso por nocaute técnico no 1R
Leonardo Macarrão derrotou Luiz Cado por nocaute técnico no 3R
Shyudi Yamauchi derrotou Jardel Evangelista por nocaute no 1R
John Allan derrotou Rafael Monteiro por nocaute técnico no 2R
Jetron Amaral derrotou José Metal por nocaute no 1R
Wellington Turman derrotou Rodrigo Urso por decisão unânime dos jurados
Ricardo Guimarães finalizou Guilherme Serial com uma kimura no 3R

Card preliminar
Mario Alves Souza derrotou Felipe Alves por nocaute no 3R
Tamiray Lacerda finalizou Ciro Drac com um mata-leão no 1R
Rodrigo Caiçara derrotou Onofre Felipe por decisão unânime dos jurados
Sergio Bernardo derrotou Loibe Neto por decisão unânime dos jurados
Josi Nunes derotou Natasha Simon por decisão unânime dos jurados
João Paulo derrotou Paulo Macedo por decisão majoritária dos jurados
Rafael Saddan derrotou Edinelson Alemão por nocaute técnico no 1R
David Deruk derrotou Gabriel Peixoto por decisão unânime dos jurados

Imortal Grappling Challenge
84kg: Rodrigo Farjado e Carlston Harris empataram
110kg: Klidson Faria e Leonardo Chocolate empataram
110kg: Macaco e André Rudolfo empataram
75kg: Alessandro Hassem finalizou Hugo Matheus com um triângulo
75kg: Leonardo Bauab e Everton Toniazzo empátaram
86kg: Junior Balão e Victor Kratos empataram
95kg: Eduardo Loreny e Marcelo Berimbolo empataram

Source: Tatame

XForce MMA 6 tem noite de gala em Macaé com grandes duelos e quatro campeões definidos; veja como foi

Com grandes duelos e quatro cinturões em jogo, a sexta edição do XForce MMA cumpriu a promessa de agitar a cidade de Macaé, no Rio de Janeiro, e o público que compareceu ao Ginásio Juquinha no último sábado (11) assistiu a um verdadeiro show de nocautes e finalizações. Na luta principal, Lincon de Sá se manteve como campeão dos moscas ao finalizar Lucas Oliveira no final do primeiro round. Os outros campeões da noite foram Ítalo Gomes nos penas, Thiago Big Monster nos pesados e Matheus Capoeira nos meio-médios

Lincon de Sá entrou em ação na luta principal do XForce 6 para defender o cinturão peso-mosca e teve pela frente Lucas Oliveira. A maior parte do duelo aconteceu no solo, onde os dois lutadores mostraram muita força no chão. Por baixo, Luquinhas tentou a finalização, enquanto o campeão se defendia. O confronto vinha bastante equilibrado, mas Lincon conseguiu a montada e, no ground and pound, aplicou um forte soco que fez Lucas sentir. Ciente de que estava no seu melhor momento no embate, Lincon aproveitou e encaixou um belo katagatame, que obrigou o desafiante a dar os três tapinhas de desistência.

No co-evento principal estava em jogo o cinturão dos penas, vago desde que o antigo detentor Gabriel Oliveira foi contratado pelo evento japonês Rizin Fighting. Porém, somente Ítalo Gomes poderia conquistá-lo, já que Renan Leal não conseguiu bater o peso. Mas mesmo sabendo que não poderia se sagrar campeão, Renan deu trabalho para Ítalo e travou uma grande batalha. O confronto foi bastante equilibrado, mas após três rounds, Ítalo Gomes levou vantagem e conquistou o título da divisão por decisão unânime.

Thiago Big Monster e Wanderson Samurai subiram no cage em busca do cinturão dos pesados. Os dois atletas começaram o combate com muito estudo, enquanto Samurai se movimentava e tentava alguns golpes, Big Monster procurava o melhor momento para atacar. Parecia que o confronto iria acabar ainda no fim do primeiro round quando Wanderson acertou um belo soco que fez o lutador da IFTeam balançar, mas o gongo soou. Thiago foi para o intervalo com um ferimento no rosto. Os médicos analisaram e decidiram manter o atleta na luta. Liberado, Thiago Big Monster não quis saber de prolongar a luta e conectou um belo soco que fez Wanderson Samurai cair logo aos 25 segundos. No chão, Big Monster ainda aplicou alguns golpes até o árbitro Lenílson Tenório interromper.

A primeira disputa de cinturão da noite colocou frente a frente Matheus Capoeira e Jairo Ribeiro. Em homenagem ao apelido, Matheus fez sua entrada ao som do berimbau que levantou o público. Na hora do combate, o atleta da NC Fusion precisou de apenas 25 segundos para nocautear Jairo Ribeiro. Além das disputas de cinturão, os destaques do card principal do XForce 6 foram os nocautes de Wylson Monteiro e Charles Lee.

RESULTADOS COMPLETOS:

XForce MMA 6
Ginásio Juquinha, em Macaé (RJ)
Sábado, 11 de novembro de 2017

Card profissional
Lincon de Sá finalizou Lucas Oliveira “Luquinhas” com um katagatame no 1R
Ítalo Gomes derrotou Renan Leal por decisão unânime dos jurados
Thiago Big Monster derrotou Wanderson Samurai por nocaute técnico no 2R
Matheus Capoeira derrotou Jairo Ribeiro por nocaute técnico no 1R
Wylson Monteiro derrotou Paulo Roberto por nocaute técnico no 1R
Charles Lee derrotou Ricardo Bombinha por nocaute técnico no 2R

Card amador
Elizeu Batoré finalizou Elison Samurai com uma guilhotina no 2R
Francisco Xavier Santagata derrotou Igor Magalhães por decisão unânime dos jurados
Daniel Borges finalizou Matheus Macieira com uma guilhotina no 1R

Source: Tatame

Borrachinha dá indireta e Mutante responde com ameaça

P. Borrachinha (foto) tem rivalidade com C. Mutante (Foto: Reprodução Facebook UFC)

P. Borrachinha (foto) tem rivalidade com C. Mutante (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Após sua vitória diante de Nate Marquardt no UFC Norfolk do último sábado (11), Cézar Mutante disparou um desafio na direção de Paulo Borrachinha, que parece ter entendido o recado. Através de suas redes sociais, o algoz de Johny Hendricks fez uma postagem que parecia ser direcionada a Mutante. O pupilo de Vitor Belfort, então, revelou ter mandado mensagem diretamente para o telefone celular do rival.

Veja Também

Mutante desafiou Borrachinha (Foto:Reprodução/CombatePlay)
Após vitória, Mutante ataca Borrachinha: ‘Vou te quebrar todo’

Assunção e TJ já se enfrentaram duas vezes (Foto:Reprodução/Youtube UFC)
Em alta, Assunção desafia Dillashaw pelo cinturão: ‘Quero a trilogia’

McGregor invadiu cage do Bellator e causou enorme confusão. Foto: Reprodução / Twitter
Após polêmica no Bellator, McGregor xinga e apaga mensagem

Borrachinha usou seu Instagram para postar uma foto sua com a mensagem “Se quiser cair é só parar na minha frente. Será apagado”. Logo após a postagem do “Eraser”, Mutante voltou a provocar o ex-amigo – os dois treinaram juntos em Belo Horizonte há alguns anos.

“Vou falar na sua cara para não vir com desculpa de que não viu (o que eu falei) na TV. Você não pode ficar chamando todo mundo de frouxo e amarelão. Quando eu te encontrar, vou te quebrar todo!! Seu bundão!”, disparou Cézar Ferreira.

Mutante se refere ao episódio em que Borrachinha desafiou seu mestre Vitor Belfort. Na ocasião, o “Eraser” declarou que Belfort havia “amarelado” para ele, o que irritou profundamente Mutante, já que os dois treinaram juntos do “Fenômeno” por alguns anos em Belo Horizonte. Borrachinha deixou a academia rumo a outros desafios, enquanto Mutante e Belfort estreitaram a amizade.
Veja a mensagem de Mutante:

 

Vou falar na cara pra não vir com desculpas que não sabia @borrachinhamma #bundão #covarde #frouxo #amarelão

Uma publicação compartilhada por Cezar Mutant (@cezarmutant) em

//platform.instagram.com/en_US/embeds.js

 

 

Source: Portal da Luta

Joanna garante que voltará a ser campeã em ‘maio de 2018’

R. Namajunas (esq) e Joanna (dir): rivalidade (Foto: Reprodução Facebook UFC)

R. Namajunas (esq) e Joanna (dir): rivalidade (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Mesmo após a derrota para Rose Namajunas no UFC 217 do início do mês, a primeira de sua carreira, a ex-campeã peso palha Joanna Jedrzejczyk mantém a postura confiante. Certa de que vai voltar ao topo do Ultimate, a polonesa já tem até data para quando pretende voltar a ser campeã do mundo: maio de 2018, quando deve retornar após o inesperado revés.

Veja Também

Assunção e TJ já se enfrentaram duas vezes (Foto:Reprodução/Youtube UFC)
Em alta, Assunção desafia Dillashaw pelo cinturão: ‘Quero a trilogia’

TJ (foto) fez pouco de Faber (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Dillashaw debocha de possível luta com Faber: ‘Salário mais fácil’

Duelo acontecerá na Austrália, em fevereiro (Foto:Reprodução/Instagram UFCBrasil)
Jussier Formiga enfrenta Ben Nguyen no UFC 221, em fevereiro

Ao programa norte-americano The MMA Hour, Joanna revelou que pretende voltar lutando pelo título novamente e disse merecer uma chance imediata pelo cinturão, mesmo após perdê-lo, por tudo que fez por Dana White e pela organização nos últimos anos como campeã do mundo.

“Serei campeã do mundo de novo em maio. Escreva o que estou lhe dizendo. Estou voltando. Não me importa se Rose estará ainda com o cinturão ou não. Vou voltar em maio. Sou a melhor do mundo e, na minha visão, sigo como campeã. Essa é apenas outra parte do meu filme. Ela pode estar com o cinturão, mas eu sou a campeã, sabe? Vou voltar e vou voltar em breve. Acredito que, por tudo que fiz por Dana White e pelo UFC, mereço uma revanche, mas vamos ver”, disse Joanna, revelando ainda conversa com Dana nos bastidores do UFC 217.

“Encontrei com Dana White após a luta e queria deixá-lo, mas ele me abraço e disse: “Por favor, pare um pouco. Eu te amo, nós te amamos e nada vai mudar. Nós te amamos ainda mais aqui depois dessa luta e sua volta vai ser a maior de todas””, compartilhou Jedrzejczyk.

Source: Portal da Luta

WGP #42: Diego Gaúcho empata com Rodolfo Cavalo em casa e mantém cinturão; resultados completos

A estreia do WGP Kickboxing em Bragança Paulista, no interior de São Paulo, fez jus às expectativas. Na noite do último domingo (12), o público presente no Ginásio de Esportes Dr. Lourenço Quilici fez a festa com o principal anfitrião do card 42, Diego Gaúcho, que empatou com Rodolfo Cavalo e manteve o título dos super-médios. Esta foi a segunda defesa do cinturão do campeão. Na co-main event, Bruno Gazani travou uma verdadeira batalha com Anderson Buzika e venceu por unanimidade. Outro destaque foi o triunfo de Thiago Golden Boy sobre o chileno Victor Valenzuela. A próxima edição será histórica para o WGP. Pela primeira vez o evento desembarca fora do país, em Buenos Aires, Argentina, no dia 15 de dezembro, com disputa de cinturão, Challenger GP e muito mais.

A noite foi de festa para o público de Bragança Paulista. No duelo principal, Diego Gaúcho defendia o seu cinturão pela segunda vez, a primeira em casa, diante de Rodolfo Cavalo. E o desafiante parecia que iria estragar a noite do campeão. Com um início avassalador e muito agressivo, Cavalo levou a melhor nos dois primeiros rounds. Nos assaltos seguintes o campeão equilibrou a luta, mas ainda estava atrás do placar até os últimos três minutos. Com os dois bem desgastados fisicamente o gás de Gaúcho fez a diferença: um cruzado fulminante levou Rodolfo ao chão e deu a vantagem no round decisivo ao campeão. No fim, os juízes decidiram pelo empate, que manteve o cinturão com a fera Diego Gaúcho.

Na co-luta mais importante da noite, Bruno Gazani e Anderson Buzika fizeram uma revanche entre dois dos melhores pesos meio-médios do país. E eles não decepcionaram. Em um combate eletrizante, com muita trocação, Gazani, que já havia vencido o primeiro duelo entre eles, teve mais volume de golpes e levou a vitória por unanimidade. Os dois foram muito festejados pelo público presente, que apesar de torcer incessantemente para Buzika, lutador da casa, reconheceu a grande luta que os dois proporcionaram.

Brasileiros levam a melhor em duelos internacionais

Na superluta entre o paulista Thiago Golden Boy e o chileno Victor Valenzuela, muito equilíbrio. Os dois atletas andavam para frente o tempo todo e se defendiam muito bem. O combate, então, foi decidido nos detalhes, e um round final dominante deu a vitória ao brasileiro por unanimidade. No outro duelo internacional da noite estavam frente a frente o baiano Robson Minotinho e o argentino Diego Freiria. Depois de um início melhor de Freiria, cerca de 13cm mais alto, Minotinho equilibrou a luta e dois cruzados, um na linha de cintura e outro na ponta do queixo, decidiram o duelo. Nocaute ainda no round inicial.

O card do WGP# 42 também contou com duas lutas femininas. Estreando no WGP, Ana Flavia Almeida não tomou conhecimento da experiente Pamela Mara e com um início espetacular, com direito a knockdown, levou a melhor por decisão unânime. Lailane Mota e Mariana Nunes fizeram uma luta muito equilibrada. As duas alternaram bons momentos e sobrou para os juízes decidirem o resultado. Por decisão dividida, Lailane levou a melhor.

RESULTADOS COMPLETOS:

WGP #42
Bragança Paulista, em São Paulo
Domingo, 12 de novembro de 2017

Card principal
Diego ‘Gaúcho’ x Rodolfo ‘Cavalo’ terminou em empate
Bruno Gazani venceu Anderson ‘Buzika’ por decisão unânime dos jurados
Thiago ‘Golden Boy’ venceu Victor Valenzuela por decisão unânime dos jurados
Ana Flávia Almeida venceu Pamela Mara por decisão unânime dos jurados
Robson ‘Minotinho’ venceu Diego Freiria por nocaute no primeiro round
Lailane Mota venceu Mariana Nunes por decisão dividida dos jurados
Antonio Luciano venceu Adriano Oliveira por nocaute no segundo round
Thiago Porto venceu Ramon Rozendo por decisão unânime dos jurados
Jean Matsumoto venceu Luan Santos por decisão dividida dos jurados
Vinicius Dionizio venceu Bruno Cassiano por nocaute no terceiro round

Card preliminar
Andre Ricardo dos Santos venceu Jefferson Araújo por decisão dividida dos jurados
Jonas Júlio venceu Maicon Junio por decisão unânime dos jurados
Rodrigo Leiva venceu Oseias dos Reis por nocaute no primeiro round
Hiago de Souza venceu Adriano Cesar dos Santos por nocaute no primeiro round
Jonas Carvalho venceu Rodrigo Pacheco por decisão unânime dos jurados
Hiago ‘Baiano’ Sales venceu Wagner Mangaba por decisão unânime dos jurados
Gabriel Henrique venceu Vinicius Henrique por decisão unânime dos jurados
Jose Santos venceu Diego de Paula por decisão unânime dos jurados
Zé Ernesto venceu Jean Kay por decisão dividida dos jurados
Julio Miguel venceu Felipe Lobo por nocaute no primeiro round
Ivan Albuquerque venceu Eduardo Freire por decisão unânime dos jurados

Source: Tatame

Após polêmica no Bellator, McGregor xinga e apaga mensagem

McGregor invadiu cage do Bellator e causou enorme confusão. Foto: Reprodução / Twitter

McGregor invadiu cage do Bellator e causou enorme confusão. Foto: Reprodução / Twitter

Após mais um episódio polêmico fora do octógono, Conor McGregor quebrou o silêncio sobre sua invasão ao cage do Bellator após a vitória de seu companheiro de equipe e amigo Charlie Ward sobre John Redmond e subsequente briga com o árbitro central do duelo Marc Goddard. Através de seu Twitter, o campeão peso leve do UFC manteve a postura, dizendo que perdeu a cabeça quando Goddard disse que a luta ainda não havia acabado, mesmo com Redmond inconsciente.

Veja Também

McGregor invadiu cage do Bellator e causou enorme confusão. Foto: Reprodução / Twitter
Conor McGregor invade cage do Bellator e causa confusão com árbitro

TJ (foto) fez pouco de Faber (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Dillashaw debocha de possível luta com Faber: ‘Salário mais fácil’

Pitbull está fora do Bellator 188 (Foto:Reprodução/Facebook PatricioPitbull)
Machucado, Patrício Pitbull está fora de luta pelo titulo no Bellator 188

Poucos minutos depois de postar a mensagem, porém, o “Notorious” a deletou, mas seguidores do lutador conseguiram repassar a imagem da postagem nos fóruns de MMA mundo afora.

“O rapaz está nocauteado por um minuto inteiro e o árbitro vem e me diz: “Conor, a luta ainda não acabou”. Foi aí que eu perdi (a cabeça). F…-se todos vocês”, desafiou McGregor, que foi duramente criticado pela invasão e por ter empurrado Goddard, além de ter dado um tapa em um comissário.

McGregor já tem um histórico com Marc Goddard, que vem desde o UFC Polônia. Na ocasião, o irlandês foi obrigado a se retirar de onde estava na plateia, pois ficava dando instruções a gritos para seu companheiro Artem Lobov, que enfrentava Andre Fili. Goddard parou a luta momentaneamente e pediu que seguranças retirassem McGregor de perto do octógono, irritando o campeão do UFC.

Source: Portal da Luta

Dillashaw debocha de possível luta com Faber: ‘Salário mais fácil’

TJ (foto) fez pouco de Faber (Foto: Reprodução Facebook UFC)

TJ (foto) fez pouco de Faber (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Logo após a derrota de seu pupilo Cody Garbrandt para TJ Dillashaw no UFC 217 do início do mês, o ex-lutador Urijah Faber admitiu que voltaria ao octógono para enfrentar o antigo amigo e companheiro de equipe se a oportunidade surgisse. Para o atual campeão peso galo, porém, um duelo com Faber não faz sentido e, segundo o próprio, seria o mais fácil de sua carreira.

Veja Também

Assunção e TJ já se enfrentaram duas vezes (Foto:Reprodução/Youtube UFC)
Em alta, Assunção desafia Dillashaw pelo cinturão: ‘Quero a trilogia’

Thomas vai lutar dia 20 da janeiro (Foto: Reprodução/Facebook ThomasAlmeida)
Thomas Almeida busca recuperação contra Rob Font no UFC 220

Pitbull está fora do Bellator 188 (Foto:Reprodução/Facebook PatricioPitbull)
Machucado, Patrício Pitbull está fora de luta pelo titulo no Bellator 188

Dillashaw fez pouco do “desafio” do integrante do Hall da Fama do UFC e disse que o “California Kid” não fazia por merecer uma luta com ele, o atual campeão, já que vinha de péssimas performances em suas últimas lutas.

“Isso é hilário, cara. Seria o salário mais fácil que já ganhei. Quer dizer, isso é cômico. Ele vai deixar a aposentadoria e lutar diretamente pelo título após perder para Jimmie Rivera e ter péssimas performances em suas últimas lutas? É hilário. Mas, como eu disse, seria o salário mais fácil que já ganhei, então não deveria estar rindo disso. Deveria estar botando pilha para que isso acontecesse”, provocou Dillashaw, em entrevista ao programa de rádio do site de BJ Penn.

Faber e Dillashaw treinaram juntos na academia do “California Kid”, com Faber sendo figura central na ascensão de TJ ao título. Após uma briga entre o ex-lutador e o treinador Duane Ludwig, Dillashaw decidiu seguir Ludwig, que formou um time no Colorado e deixou a Team Alpha Male, fazendo muitos inimigos após sua saída, incluindo o próprio Faber e Garbrandt. Hoje em dia, o atual campeão divide seus treinamentos entre Colorado e Califórnia e segue com Duane. Faber, por sua vez, se aposentou após vencer Brad Pickett em sua última luta e foi introduzido ao Hall da Fama do UFC no meio deste ano.

Source: Portal da Luta

Festa do Jiu-Jitsu coroa campeões no Grand Slam do Rio de Janeiro; Carino derrota Carlão

A expectativa foi confirmada, e no último final de semana, o Rio de Janeiro viveu dias únicos com muito esporte, clima familiar e lazer. Maior evento de Jiu-Jitsu da América Latina e um dos maiores do mundo, o Abu Dhabi Grand Slam da UAEJJF retornou à Cidade Maravilhosa para sua edição 2017/18, e mais uma vez, proporcionou disputas pra lá de interessantes e provou ao público, que compareceu à Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra, Zona Oeste do Rio, o valor da arte suave. O evento, realizado entre os dias 10 e 12 de novembro, contou com mais de três mil atletas de variadas graduações e idades. O sucesso estrondoso foi nítido também nas arquibancadas do ginásio que, durante os três dias, recebeu um ótimo público e contou com a presença de muitas feras do esporte.

Ponto alto da competição, as disputas no masculino adulto faixa-preta coroaram José Carlos “Cocó”, Hiago George, João Neto, Hugo Marques, Isaque Bahiense, Patrick Gaudio e o gringo Gerard Labinski. Entre as mulheres, Mayssa Bastos, Amanda Vieira, Bia Mesquita, Ana Carolina e Cláudia do Val subiram no lugar mais alto do pódio.

O alto nível dos competidores e o elevado grau de organização foram percebidos desde a sexta (10). Muitos talentos foram observadores e deixaram claro que a modalidade tem um lugar cativo no coração do povo brasileiro. Lutadores de 23 países vieram ao Rio de Janeiro disputar o torneio, e o que se viu foi um show de técnicas e disposição. Não faltou entrega e vontade de vencer. O evento, que também sedia suas etapas no Japão, Estados Unidos, Inglaterra e Emirados Árabes, distribuiu um total de 125 mil dólares em premiações.

Último dia da competição, o domingo guardou o que tinha de melhor para os fãs. As finais das faixas-marrom e preta foram um verdadeiro presente às pessoas que levaram ao ginásio sua energia e torcida. Nomes de muita relevância no cenário internacional entraram no tatame dispostos a deixarem tudo de si. Não faltou entrega e o resultado foram lutas muito parelhas e emocionantes, porém, sempre com o espírito esportivo entre os atletas.

Entre os destaques, duas belas finalizações. No masculino até 69kg, João Neto aplicou um triângulo em Rafael Mansur para ficar com o ouro e, no feminino até 70kg, Ana Carolina, irmã mais nova da fera Rodolfo Vieira, encaixou um estrangulamento em Thamara Silva.

UAEJJF realizou três dias de uma verdadeira festa da arte suave no Grand Slam Rio de Janeiro (Foto FlashSport)

Um dos confrontos mais aguardados do grande público, o “Duelo de Lendas” também não deixou nada a desejar. Alguns dos nomes responsáveis por alavancar a imagem do esporte para o mundo, Carlão Barreto e Rafael Carino mostraram que, apesar do grande tempo fora das competições, a mentalidade vencedora sempre estará com eles. Em uma luta bastante equilibrada, eles mostraram que ainda possuem lenha para queimar e se enfrentaram com hombridade. Ao fim, melhor para Carino, que venceu o duelo por 2 a 0.

Confira todos os campeões do Abu Dhabi Grand Slam RJ, aqui

Na disputa por equipes, a GFTeam ficou com o primeiro lugar, seguido pela Gracie Barra em segundo e Nova União em terceiro. Agora, o Abu Dhabi Grand Slam da UAEJJF retorna em janeiro, nos dias 12 e 13, direto da capital dos Emirados Árabes Unidos. Não perca!

 Confira abaixo os principais resultados do evento:

> Masculino (adulto faixa-preta)

56kg – José Carlos “Cocó” derrotou David Herrera na decisão dos árbitros
62kg – Hiago George derrotou João Miyao por 1 a 0 nas vantagens (6 a 6 nos pontos)
69kg – João Neto finalizou Rafael Mansur com um triângulo
77kg – Hugo Marques derrotou Ricardo “Pingo” Lima por 2 a 0 nos pontos
85kg – Isaque Bahiense derrotou Gustavo “Braguinha” por 1 a 0 nas vantagens
94kg – Patrick Gaudio derrotou Guilherme Santos na decisão dos árbitros
110kg – Gerard Labinski derrotou Igor Silva por 1 a 0 nas vantagens

> Feminino (adulto faixas-marrom/preta)

49kg – Mayssa Bastos ficou com o ouro sem adversárias na categoria
55kg – Amanda Nogueira venceu Mayara Abrahão por 2 a 0 nos pontos
62kg – Bia Mesquita venceu Bia Basílio por 6 a 0 nos pontos
70kg – Ana Carolina Vieira finalizou Thamara Silva com um estrangulamento
90kg – Cláudia do Val derrotou Heloisa Ferreira na decisão dos árbitros

Source: Tatame