Dirigente ‘veta’ participação de Conor McGregor no UFC 219 após confusão em evento do Bellator na Irlanda

A confusão causada por Conor McGregor no Bellator 187, realizado em Dublin, na Irlanda, na última sexta-feira (10), promete gerar transtorno também ao Ultimate. O campeão dos leves invadiu o cage, empurro o árbitro e, depois, ainda deu um tapa em um comissário. Mike Mazzulli, presidente da Associação de Comissões de Boxe (ACB), criticou a postura do lutador, afirmando que o “Notorious” será punido e não estará a disposição para o UFC 219, no dia 30 de dezembro, como planejava a companhia presidida por Dana White.

“A conclusão é que ele (McGregor) não é profissional, é desrespeitoso, isso não é aceitável aos meus olhos em qualquer momento. Não me importo se alguém tiver que sair de uma luta, não fazemos isso enquanto profissionais. O Sr. McGregor não é maior do que o esporte. Dirigentes do UFC me contataram cerca de duas horas depois do que aconteceu e é completamente inaceitável, eles farão alguma coisa. Me informaram também que ele deveria estar no card de 30 de dezembro, e não estará”, contou Mazzulli ao MMA Fighting.

Vale destacar que o retorno de McGregor ao octógono, após superluta com Floyd Mayweather no Boxe, em agosto, ainda era uma incógnita. Existia a expectativa de que o irlandês unificasse o cinturão dos leves com o campeão interino Tony Ferguson. O Ultimate, por sua vez, ainda não divulgou nenhuma informação oficial quanto a provável ausência de Conor do UFC 219 e toda a confusão gerada no evento concorrente.

Nas redes sociais, o irlandês se manifestou e chegou a “explicar” o motivo de ter se alterado, contudo, não perdeu a oportunidade de disparar contra a comissão. Logo em seguida, ele apagou o post. “Nocauteado no chão por um minuto e o árbitro diz que ‘a luta não acabou, Conor’. Foi aí que me perdi. Fo***-se todos vocês”, postou Conor no Twitter.

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *