Colby provoca, Werdum revida com bumerangue, mas diz: ‘Não teve nenhum soco’; assista e opine

Em preparação para a luta principal do UFC Sydney contra Marcin Tybura, que acontece neste sábado (18), na Austrália, Fabrício Werdum se envolveu em uma grande polêmica com outro lutador do Ultimate no hotel em que está hospedado. Colby Covington, que vem ganhando “fama” por ofender o Brasil e população brasileira, provocou o “Vai Cavalo”, que como resposta partiu pra cima e precisou ser contido para não agredir o americano.

As imagens foram filmadas pelo próprio “Chaos”, através de uma live nas suas redes sociais, e por um outro lutador dos Ultimate, Dan Hooker. Após vencer Demian Maia no UFC São Paulo, no último dia 28, Covington chamou o Brasil de “chiqueiro” e a população de “animais sujos”. Diante de Werdum, o peso-meio-médio repetiu as agressões verbais.

“F***-se o Brasil! F***-se você, Fabrício Werdum! Vocês são um bando de animais sujos. E vocês ainda perguntam por que eu falo isso. É porque vocês são um monte de animais mesmo”, disparou Covington contra o brasileiro, enquanto filmava a cena com o celular.

Nas imagens, ainda é possível perceber que Werdum atira um bumerangue em Covington. Nas redes sociais, mais tarde, o americano afirmou que levou um soco do ex-campeão dos pesados:”Há um vídeo e falo a verdade. Ele (vídeo) será divulgado logo, e provavelmente (Werdum) acabará em uma prisão australiana”, disparou, alegando que irá prestar queixa.

O Ultimate se manifestou sobre o caso, afirmando que fará uma investigação formal antes de tomar qualquer decisão quanto a uma possível punição ou não dos atletas envolvidos.

“O UFC foi informado sobre a briga entre Fabrício Werdum e Colby Covington no hotel em Sydney, Austrália. A organização realizará uma investigação completa para determinar se a Política de Conduta dos Atletas foi violada antes de tomar qualquer outra medida ação”.

https://platform.twitter.com/widgets.js

Werdum explica confusão e nega agressão

Após o incidente, Werdum, em entrevista ao UOL, revelou que inicialmente sequer havia notado a presença de Covington no hotel. O brasileiro afirmou que estava indo cortar o cabelo com seu treinador, Rafael Cordeiro, quando tudo começou, e negou a agressão.

“Esse cara é realmente arrogante. Eu desci com meu mestre (Rafael Cordeiro) para cortar o cabelo e fazer a minha barba. Estávamos no lobby, e nunca vi esse cara antes. Quando passei por ele, ele olhou para mim e disse ‘brasileiros imundos’. Olhei para ele e disse ‘hey’. Bati no seu telefone e perguntei: ‘o que você disse?’. Ele chutou minha perna, mas consegui bloquear, então, os caras chegaram no meio e nada mais aconteceu. Mas ele me chutou, ele é inconsequente, poderia ter me machucado”, relatou Werdum, que seguiu.

“Se eu, realmente, tivesse (dado um soco) na cara, ele estaria no hospital. Com certeza. Não houve nenhum soco, apenas joguei um bumerangue que ganhei de um fã. Ele é problemático. Não sei por que ele insiste em falar sobre brasileiros. Eu não entendi. Ele quer mídia, quer copiar o Conor McGregor, só que é ridículo do jeito que ele faz. Eu não podia acreditar quando ele disse isso. Bati no telefone, ele deu um passo atrás e me chutou. Começamos a discutir ele continuou a gritar que os brasileiros eram animais”.

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *