Faixa-preta master destaca trabalho da FJJD-Rio / CBJJD com a categoria e projeta Taça Guanabara; confira

Por Yago Rédua

No próximo dia 2 de dezembro, no Clube Municipal, na Zona Norte do Rio de Janeiro, será realizada a Taça Guanabara. O evento será uma espécie de preparatório para o Campeonato Brasileiro Master, que será organizado pela CBJJD e terá a chancela do CBEM (Comitê Brasileiro de Esporte Master). Leo Lima, faixa-preta da Game Fight, comentou à TATAME sobre a importância de competições que valorizam a categoria master.

“São importantes (as competições master), porque se tinha a ideia da pessoa de 30, 40, 50 anos só dando aula. Não treinava mais, era outra época. Hoje em dia, um cara de 40 anos é um atleta top, está competindo MMA e outros esportes. Não tem mais essa ideia do cara ser velho. Ele é um atleta. Precisava que isso fosse atualizado. Retira o pensamento antigo e mostra que o cara não é um aposentado dentro da luta. Mostra que ele almeja coisas, tem sonhos”, comentou o lutador master, que brilhou no último Circuito Rio Mineirinho.

Em 2018, será realizado o Brasileiro Master, que servirá como um evento teste para o Pan America Master Game, em 2020. Diante da programação, o casca-grossa reforçou que isso torna ainda mais claro a visibilidade que a categoria master tem, e deve continuar tendo.

Garanta a sua vaga na Taça Guanabara 2017 clicando aqui

“Essas duas competições que serão realizadas (Brasileiro Master e Pan America Master Game) colocam em prática tudo isso que estamos falando, sobre a nova ideia do master. São atletas de alto nível, com 40, 50, 60 anos. Esses eventos vêm com a ideia de mostrar o nível que essas pessoas se encontram, que são atletas profissionais. Antigamente, o cara era rotulado para competir até 25 anos. Estamos em outra época, tudo foi modificado, inclusive, as lutas”, apontou Leo, que convocou outros masters para a Taça Guanabara.

“O recado que eu deixo para os masters sobre a Taça Guanabara, é que eles estão no lugar certo. A FJJD-Rio e a CBJJD são hoje as que mais incentivam os atletas masters. De frente com premiações para os masters, com incentivo direto ao atleta que já passou dos 30 anos. É um trabalho tão bonito que estão sendo copiados por outras federações. O que é legal, bonito, merece mesmo ser copiado. Não tem que se copiar coisa ruim, tem que ser eliminada. A FJJD-Rio e a CBJJD vêm com um exemplo direto para o master, demonstrando valor de todos os esses atletas que têm história dentro das artes marciais. É um trabalho muito bonito e que vale a pena prestar atenção, com certeza”, encerrou Leo Lima.

Vale destacar que as inscrições para a Taça Guanabara vão ficar abertas até o próximo dia 24, às 17h (horário de Brasília). Não fique de fora dessa e garanta já o seu lugar.

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *