UFC China traz chance de redenção para Bisping e estreia de brasileiro

Bisping (dir) quer redenção contra Gastelum (esq) (Foto: Reprodução Twitter ufc_asia)

Bisping (dir) quer redenção contra Gastelum (esq) (Foto: Reprodução Twitter ufc_asia)

Exatamente três semanas após perder o cinturão peso médio para Georges St. Pierre na maior luta de sua carreira, Michael Bisping volta ao octógono em busca de redenção. Perto de se aposentar, o inglês enfrenta Kelvin Gastelum na luta principal do UFC China, neste sábado (25). O “Conde” escolheu substituir Anderson Silva, retirado do duelo após cair em exame antidoping pela segunda vez, para deixar a derrota para trás a dura derrota para GSP, que o apagou com um mata-leão no terceiro round do histórico UFC 217.

Veja Também

Bisping e Gastelum tiveram clima amistoso (Foto:Reprodução/Youtube UFC)
Bisping e Gastelum fazem encarada descontraída antes do UFC China

Bisping é azarão contra Gastelum (Foto:Reprodução/EaSportsUFC)
Bisping é azarão contra Gastelum nas apostas para o UFC China

K. Gastelum (foto) segue de olho nos meio-médios (Foto; Reprodução Facebook Kelvin Gastelum)
Antes de Bisping, Gastelum admite estar de olho em Woodley

Além do grande duelo entre pesos médios, o UFC China, que marca a estreia do Ultimate dentro do país (os outros eventos foram em Macau, uma ilha), terá também a estreia do brasileiro Sheymon Moraes. Ex-desafiante ao título galo do WSOF, o lutador fará sua primeira luta na organização contra Zabit Magomedsharipov, atleta russo que deixou ótima impressão em sua primeira luta.

Também no programa de lutas está o maior lutador chinês do UFC no momento: Jingliang Li enfrenta Zak Ottow em busca de se tornar, de fato, o rosto do Ultimate na China, um país com mais de um bilhão de habitantes e com mercado ainda pouco explorado pela companhia.

Recuperação em pauta

M. Bisping busca recuperar-se de derrota para GSP (Foto: Reprodução Facebook ufc)

M. Bisping busca recuperar-se de derrota para GSP (Foto: Reprodução Facebook ufc)

Desde que conquistou o cinturão com vitória inesperada sobre Luke Rockhold, Michael Bisping o defendeu uma vez, contra Dan Henderson, mas evitou alguns dos principais desafios, como Yoel Romero e Ronaldo Jacaré, até que a luta contra o astro Georges St. Pierre se materializou – e com ela, a chance de um grande salário. Apesar de ter conseguido o duelo que queria e ter ganho muito dinheiro, Bisping acabou derrotado pelo canadense. Ao contrário do que aconteceu durante seu reinado, ele resolveu aceitar logo uma luta, três semanas depois do revés para GSP.

Bisping terá pela frente um jovem faminto por títulos e glórias. Kelvin Gastelum enfrentou dois ex-campeões em sequência, vencendo Vitor Belfort por nocaute e sendo finalizado por Chris Weidman. Diante de outro antigo dono de cinturão, KG pode finalmente se colocar perto de uma disputa de cinturão, mesmo que insista que sua categoria natural é a do meio-médio (até 77 kg).

Para Bisping, o duelo com Gastelum é a chance de se redimir da atuação contra St. Pierre. O inglês admite que não pensa mais em título, e deverá se aposentar após o UFC Londres. Vencer Gastelum é questão de honra, e não mais de chegar de novo ao título.

Novo astro para o UFC

Li (dir) busca estrelato contra Ottow (esq) (Foto: Reprodução Twitter ufc_asia)

Li (dir) busca estrelato contra Ottow (esq) (Foto: Reprodução Twitter ufc_asia)

O Ultimate não tem escondido a dificuldade de entrar no promissor mercado chinês. Após eventos em Macau, ilha anexada à China, a organização estreia em uma grande cidade do país em Xangai e em busca de um rosto para sua incursão no novo mercado. E ele pode ser Jingliang Li. O meio-médio de 29 anos tem um cartel de 13 vitórias e quatro derrotas, mas está bem no Ultimate até agora: são cinco triunfos e dois reveses e ele enfrenta Zak Ottow vindo de sequência de três vitórias.

Caso “The Leech” tenha uma performance dominante, o UFC pode ter achado o seu principal nome para ajudá-lo na dura tarefa de explorar sua marca no vasto país. Jingliang Li, com suas mãos pesadas e três nocautes em cinco vitórias pelo Ultimate, quer manter a média positiva para explodir no seu país e virar ídolo.

Pedreira na estreia

Sheymon (dir) pega pedreira Magomedsharipov (esq) (Foto: Reprodução Youtube ufc)

Sheymon (dir) pega pedreira Magomedsharipov (esq) (Foto: Reprodução Youtube ufc)

Após rodar por eventos norte-americanos e brilhar no cenário nacional, Sheymon Moraes finalmente terá sua grande chance no UFC. Mas o brasileiro não terá vida fácil na estreia. Ele enfrenta o duro russo Zabit Magomedsharipov, que brilhou em sua estreia, mostrando um estilo de trocação parecido com o do ex-campeão dos leves Anthony Pettis, além de um jogo de jiu-jitsu bastante justo – ele finalizou seu oponente com um mata-leão.

Para o brasileiro, que tem excelente trocação e ótimo jogo de chão, a vitória virá com um aumento de nível, já que Magomedsharipov já é bastante querido por fãs e especiaistas. Inclusive, Sheymon é o maior azarão da noite, o que mostra confiança no russo. Se surpreender, Moraes já poderá esperar outra pedreira pela frente. Porém, ele não deve reclamar, já que, aos 27 anos, o brasileiro não tem tempo a perder.

Ficha técnica do UFC China:

DATA E HORÁRIO: 25/11/2017, a partir das 6h30 (horário de Brasília)

LOCAL: Mercedes-Benz Arena, Xangai, China

TRANSMISSÃO: Canal Combate

CARD PRINCIPAL

Peso médio: Michael Bisping x Kelvin Gastelum

Peso meio-médio: Li Jingliang x Zak Ottow

Peso pena: Wang Guan x Alex Caceres

Peso meio-médio: Muslim Salikhov x Alex Garcia

CARD PRELIMINAR 

Peso pena: Zabit Magomedsharipov x Sheymon Moraes 

Peso meio-médio: Kenan Song x Bobby Nash

Peso palha: Kailin Curran x Yan Xiaonan

Peso galo: Song Yadong x Bharat Khandare

Peso pesado: Chase Sherman x Shamil Abdurakhimov

Peso galo: Yanan Wu x Gina Mazany

Peso pena: Wuliji Buren x Rolando Dy

Peso pesado: Cyril Asker x Yaozong Hu

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *