Isaque Bahiense vibra com ouro no Sul-Americano e mantém foco no Mundial Sem Kimono

Isaque Bahiense vem de grandes resultados –
Foto: Divulgação

Isaque Baheinse foi um dos atletas mais aplaudidos no Sul-Americano de Jiu-Jitsu, encerrado no último domingo, em Barueri, São Paulo. O faixa-preta da Alliance soltou o jogo na divisão dos pesos médios para ficar com o ouro, após vencer a final contra Luan Carvalho (Nova União). Antes, na semifinal, aplicou uma justa chave de joelho em Aquila Lanza (Cícero Costha), depois de quase finalizar pelas costas.

Bahiense aproveitou para comentar sobre sua atuação e revelar o segredo para ter uma boa movimentação de quadril, um dos pontos mais fortes do seu jogo. Para ele, seu modo de preparação física tem feito a diferença.

“Tenho treinado bastante por baixo e acredito que a preparação física vem me ajudando muito. Estamos fazemos um trabalho todo voltado para o Jiu-Jitsu. Nós fazemos exercícios de força e explosão e alguns deles com foco no quadril.  O campeonato sempre é um desgaste físico e um stress mental muito grande.  Na semana após a competição,  procuro corrigir os erros cometidos e o meu preparador físico Rafael Ribeiro monta o “tapering”, que é uma semana com menos treinos. Já o meu fisioterapeuta, William Pagotti,  faz um trabalho voltado para acelerar a minha recuperação”, destrincha o campeão, antes de analisar a vitória sobre Luan.

“Eu competi muito esse ano e cometi muitos erros ou, às vezes, perdia muitas oportunidades.  Coloquei meu nome no Sul-Americano no último dia e queria usar como um teste, de impor o meu ritmo, independente da situação, e isso despertou uma vontade inabalável durante a luta. Consegui desenvolver meu jogo e pude vencer. Sobre meu jogo em pé, que utilizei bastante nesse torneio, a movimentação e troca de pegadas é muito importante e sempre desequilibra o adversário para poder entrar em queda”.

Se você pensa que a temporada de Isaque Bahiense acabou, você está enganado. O atleta da Alliance São Paulo vai brigar pelo título do Mundial Sem Kimono da IBJJF, agendado para dezembro, na Califórnia.

“De hoje até o Mundial Sem Kimono vou treinar todos os dias sem kimono. Também tenho outros amigos que vão competir e já começamos os treinos. Iremos treinar bastante específico até lá, para ajustar. Estamos prontos. Nós fizemos um ano incrível de treinos na Alliance São Paulo. Meu jogo é explosivo e sem kimono é mais difícil de me travarem. Isso me torna mais perigoso”, encerra Isaque.

O post Isaque Bahiense vibra com ouro no Sul-Americano e mantém foco no Mundial Sem Kimono apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *