‘Quando quiser enfrentar um lutador de verdade, me avise’, diz Holloway após farpas com Conor

Logo após o UFC 218, realizado no último sábado (2), quando Max Holloway derrotou José Aldo – pela segunda vez – e manteve o cinturão peso-pena do Ultimate, o campeão foi alvo de Conor McGregor nas redes sociais. Max respondeu, os dois trocaram farpas e, na última segunda (4), o assunto voltou em entrevista do havaiano ao MMA Fighting.

Sobre o bate-boca, Holloway disse que sentiu McGregor “implorando” pela sua resposta no Instagram, onde tudo teve início. “Quando um valentão puxa o seu cabelo, você o soca no rosto… Isso é engraçado, ele é engraçado. Eu estou na cabeça dele, aparentemente”, afirmou o campeão peso-pena, que prosseguiu falando sobre o que pensa da sua situação.

“Como eu disse, eu disse a vocês, eu sou o campeão e nós apenas trouxemos a ordem de volta para a divisão. Estou tentando pensar em nossa divisão e respeitar todos os outros lutadores… Foram dez lutas para eu pegar o título de título interino e 11 para obter o título incontestável. É meu dever garantir que tudo funcione sem problemas. Eu devo respeitar nosso esporte, minha divisão e os caras que estão lutando nela. Isso é o que eu tenho que fazer. No final do dia, esse cara (McGregor) vai continuar criticando”, exclamou o lutador.

Em relação à postagem do irlandês, que remeteu ao embate entre eles em 2013, no UFC Fight Night 26, vencido por Conor por decisão unânime de jurados, Holloway respondeu.

“Esse cara teve uma vitória sobre mim quando éramos crianças em um Fight Night, acho que o evento principal foi Sonnen x Shogun. Ele mantém a cabeça erguida sobre aquela vitória, eu nunca faria isso. Veja o que eu fiz depois. Eu lutei contra alguém que as pessoas consideram e eu também considero o maior de todos os tempos (José Aldo). Eu lhe dei a revanche imediata, não ligo para isso”, disse Holloway sobre o duelo no UFC 218.

“Se você quer ser o melhor, você precisa derrotar o melhor, e o melhor é o ‘Blessed’, parceiro. Se essa luta (contra o McGregor) não acontecer, não é por nossa causa, e sim por ele. Ele continua aposentado ao meu ver. Quando ele voltar e quiser enfrentar um lutador de MMA de verdade, então me avisem. Enquanto isso, eu tenho um trono para defender”.

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *