Borrachinha promete ‘surra’ a transexual que fez lutas contra mulheres: ‘Me coloco à disposição’

Um dos lutadores brasileiros em ascensão no Ultimate, Paulo Borracinha fez uma declaração polêmica em um vídeo no Facebook, na última segunda-feira (8), a pedido do Deputado Federal Marco Feliciano. O peso-médio mostrou seu “repúdio” a Fallon Fox, ex-militar, que é transexual e realizou lutas de MMA profissional contra mulheres, mas não sobe ao cage desde 2014.

Fallon se destacou como a primeira transexual a lutar MMA. Isso aconteceu em 2011, quando derrotou Ricke Gomes por finalização. Já no MMA profissional, Fox, que nasceu em Ohio, nos Estados Unidos, realizou seis lutas, com cinco vitórias e apenas uma derrota – sofrida para Ashlee Evans-Smith, em 2013, por nocaute técnico.

Fox não luta desde 2014 e chegou a gerar questionamento de diversas lutadoras do UFC, como Ronda Rousey e Miesha Tate, ambas ex-campeã peso-galo do Ultimate.

A mudança de sexo de Fallon Fox aconteceu em 2006, na Tailândia. Antes da cirurgia, a lutadora esteve na Marinha dos Estados Unidos, se casou e chegou a ter uma filha. Após deixar o serviço militar, “Queen of Swords” chegou a trabalhou como motorista.

Confira o vídeo abaixo e deixe a sua opinião:

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *