Jon Jones tem ‘95% de chance’ de voltar em 2018, garante empresário

J. Jones (foto) pode voltar anda em 2018 (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)

Jon Jones foi flagrado em um teste antidoping do UFC 214, em julho de 2017, e pode ficar até quatro ano suspenso. Mas, o gancho do meio-pesado pode ser bem menor que o esperado. De acordo com o empresário de ‘Bones’, Malki Kawa, o ex-campeão dos meio-pesados pode voltar ao octógono ainda em 2018.

De acordo com Kawa, a equipe de advogados do lutador espera provar que Jones não usou nenhuma substância ilegal com intuito de trapacear. O empresário ainda afirmou que existe ‘95% de chance’ de Jon voltar a competir ainda em 2018.

Veja Também

Técnico de Jones ‘prevê’ trilogia com Cormier pelo título pesado

Jones passa por detector de mentiras por inocência em doping

Rafael dos Anjos sugere superluta entre Woodley e Justin Bieber

Formiga volta a pedir chance por cinturão: ‘O que mais eu preciso fazer?’

“Teremos uma audiência com a Comissão Atlética da Califórnia no fim de fevereiro, na qual acredito que tenhamos mais clareza sobre o assunto. Esperamos que a investigação da USADA se encerre até lá. Espero que tudo aconteça desta maneira, e acredito que no fim de março, com certeza, tudo estará resolvido. Eu diria quet existe uma chance de 95% de que ele voltará a lutar ainda em 2018”, afirmou Kawa, em entrevista ao “Luke Thomas Show”, programa do site MMA Fighting.

Sem querer entrar em detalhes, Kawa garante que o lutador apresentou provas que garantem a inocência de seu cliente. O empresário ainda pontuou o respeito da USADA (Agência Antidoping dos EUA), para tratar do caso.

“Se a USADA  é uma organização respeitável, e eu acredito que é, ela compilará todas as informações obtidas, todas as entrevistas que eles fizeram e tudo que eles analisaram, e verá que Jon Jones não trapaceou, e que ele não usou intencionalmente nenhum tipo de substância. Acredito que eles saibam disso, e que todos possam chegar a essa mesma conclusão baseados nas circunstâncias. Isso é o máximo que eu vou falar sobre o assunto nesse momento, porque ele está obviamente em andamento”.

O doping de Jones

Jones foi flagrado antes de sua luta contra Daniel Cormier no UFC 214. O exame apontou a presença do esteroide anabolizante Turinabol. Porém, como o resultado foi divulgado apenas após o evento, ‘Bones’ derrotou o rival, mas teve o triunfo revertido para No Contest (luta sem resultado).

Antes disso,  em 2016, ele foi retirado do UFC 200 e acabou suspenso por um ano após testar positivo para clomifeno, um bloqueador de estrogênio, em exame feito fora do período de competição.

 

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *