Gustafsson diz que Cormier ‘só tem a ganhar’ contra Miocic; confira e opine

Atual primeiro colocado no ranking dos meio-pesados, atrás somente de Daniel Cormier, Alexander Gustafsson vem de duas vitórias consecutivas, sendo a última contra o brasileiro Glover Teixeira, e tinha a expectativa de fazer uma nova luta contra o campeão da categoria, como aconteceu em 2015, quando foi derrotado por Cormier no UFC 192 por decisão dividida dos árbitros, após cinco rounds de muito equilíbrio.

No entanto, o sueco foi pego de surpresa com o anúncio da luta entre “DC” e Stipe Miocic, que acontecerá no UFC 226, marcado para o dia 7 de julho, e colocará em jogo o cinturão dos pesados do Ultimate. Sem lutar desde maio do ano passado, Gustafsson, em sua atual posição no ranking, não se vê com muitas opções de luta, a não ser uma nova oportunidade de disputar o título. Desta forma, “The Mauler”, em entrevista ao MMA Fighting, resumiu toda sua frustração com a subida de Cormier para a divisão dos pesados para enfrentar Miocic.

“Fiquei um pouco frustrado, porque eu estava contando com essa luta contra o Cormier. Eu e ele lutando pelo cinturão novamente, esse era o meu plano. Esse era o meu plano, basicamente, e não acabou assim, por isso foi um pouco frustrante. Estive lesionado por algum tempo também. Me machuquei não muito tempo depois da luta que tive contra o Glover (Teixeira), então estou realmente motivado para voltar a lutar. Estive fora por algum tempo e estou cansado de estar fora por um longo período de tempo. Eu só quero estar ativo para sentir o fogo e a motivação. E agora, quando (Cormier) subiu para os pesados, estamos sentados lá na margem, assistindo tudo acontecendo. Então, estou um pouco frustrado, desapontado” disse o sueco, que também não faz questão de esconder sua frustração nas redes sociais, onde vem “trocando farpas” com Daniel Cormier.

“Cormier sobe de categoria, enquanto a gente senta aqui e assiste as coisas acontecerem. Então, estou frustrado e decepcionado. Não sei o que dizer além disso. Não sou eu quem está desaparecendo aqui. Ele sabe que estou aqui e ele sabe que estou esperando por ele. Parece que ele está tentando se manter a salvo. Ele tem tudo a ganhar no UFC 226 e nada a perder. Quero enfrentá-lo mais uma vez, se for pelo cinturão, melhor ainda. Espero que ele desça (de divisão) de volta, se não vou atrás dele”, concluiu.

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *